sábado, 4 de julho de 2015

Gisele e a Pedagogia - Aprendendo com a Vida.


Estes dias eu estava pensando sobre a área em que comecei a estudar este ano: a Pedagogia. 
Mesmo estudando Terapias, com diploma em diversos cursos da área, já sendo especializada com várias técnicas de cura e tratamento vibracional, sei que vão me perguntar: por que escolheu esta área? Por que ser pedagoga?

Bom, desde muito nova sempre quis entrar para a faculdade, e não tive oportunidade por muitos motivos. Assim que saí do Ensino Médio já comecei a trabalhar formalmente e isso dificultou um pouco minha possibilidade de adentrar numa universidade. A área da saúde entrou na minha vida com tudo, e comecei a trabalhar numa farmácia, uma drogaria, não que me agradasse, mas foi meu primeiro emprego registrado e comecei a tomar gosto pela área.

Na época, com 18 anos, eu tinha uma pequena noção do que eu gostava e sempre gostei de dar conselhos, de ensinar as pessoas aquilo que eu mais sabia, independente do que fosse. Então, invariavelmente se eu soubesse tirar o lixo, eu ensinava a tirar o lixo, se soubesse realizar vendas eu ensinava a vender, se eu soubesse ler tarô, eu ensinava técnicas de como ler... enfim. Nas empresas em que entrei, posteriormente a esta primeira, sempre depois de algum tempo de casa, elas me convidavam para dar treinamento aos novos funcionários do setor, ou eu mesma me voluntariava a esta função. O que pra mim era muito bom, além de dar credibilidade no trabalho, também me dava satisfação passar conhecimentos sobre aquilo que eu sabia para alguém. Acho que nasci para isso!

Minha habilidade de comunicação, tanto oral quanto escrita também era bastante notável, e sempre gostei muito de aconselhar. Muitas pessoas disseram que eu deveria seguir a área da Psicologia e de fato busquei isso por muitos anos. Foi quando motivada por alguns amigos, e também pela minha paixão pelas terapias complementares, resolvi me especializar e por fim ministrar cursos e consultorias dentro desta área. A falta de oportunidade de realizar uma faculdade de Psicologia, que foi meu objetivo por muito tempo, não me tiraria a certeza de que eu poderia ajudar outras pessoas com aquilo que eu conhecia e fazia de melhor: ensinar e me comunicar. 


Quando comecei a atuar dentro da área das Terapias, vi que muitas pessoas que já eram Psicólogos formados buscavam atendimento comigo e a medida que ia conversando com eles, os mesmos me diziam que meus conhecimentos iam bem além dos conhecimentos acadêmicos ultrapassados que este curso me daria... estas palavras começaram a me fazer pensar muito sobre o assunto, pois não era apenas uma pessoa da área que me dizia isso, eram várias, e isso foi me dando uma incerteza interna de que graduação eu faria dali para a frente...

Questionei muito, e deixei o universo me trazer aquilo que fosse melhor para mim. Em 2013 eu fiz o Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) obtive uma nota satisfatória e busquei a área de Merketing, através do Prouni (Programa Universidade para Todos). Consegui uma bolsa integral e estava decidida a cursar. Porém não consegui dar continuidade pois fui reprovada na apresentação da documentação necessária - eles realmente são bem exigentes quanto a isso, então foi mais uma tentativa por água abaixo. Porém eu comecei a pensar e analisar os demais cursos que tinham no programa e vi a Pedagogia com olhos diferentes. Comecei a ler por algum tempo sobre o curso e pensei: porque não? Afinal, eu sempre gostei de ensinar, estudar, ler muito e poderia me especializar também em psicopedagogia no futuro. 

Aquilo me deu um novo ânimo. Eu estava novamente com a motivação para no próximo ano tentar esta área., Teria que esperar pelo menos mais um ano inteiro, realizar novo Enem, obter nota suficiente, me inscrever novamente no Prouni e aliar a oportunidade com a sorte. Paciência, e perseverança era o que me sempre foi exigido acima de tudo. 

Em 2014 me inscrevi, fiz as provas, e inscrições e por fim - consegui! Fui Classificada em primeiro lugar para uma bolsa de estudo integral na Universidade Braz Cubas em Pedagogia. Escolhi a metodologia EAD devido ao meu estilo de vida, e isso tem me auxiliado muito. Não é mais fácil que um curso presencial, muito pelo contrário, exige muito mais comprometimento, disciplina e autodidatismo, o que pra mim não é nenhum sacrifício.

Acredito que não fui eu quem escolhi a Pedagogia, mas a Pedagogia tenha me escolhido. Sempre fui uma educadora para a vida. Sempre gostei de ensinar independente do que quer que fosse naquilo que eu sempre sabia fazer de melhor. Compreendi que motivei-me mais pelo interesse de trabalhar com a educação do que propriamente dentro de uma sala de aula... educadores podem estar em qualquer área. E estou seguindo para meu segundo semestre com muito orgulho de dizer que nunca desisti de meus sonhos e irei além, pois nem mesmo o céu, é um limite.

Pretendo aliar todas as técnicas que adquirir no curso com aquilo que já tenho de conhecimento. E creio que muita gente se beneficiará com isso e claro, estarei cumprindo uma missão que vim cumprir com maestria: trazer conhecimento e auto conhecimento.

Bom, quando me perguntam por que escolhi a Pedagogia, eis minha resposta:  A Pedagogia me escolheu, não fui eu que a escolhi. Nasci para transmitir conhecimento, para me comunicar, para ensinar e o universo me deu uma didática própria para levar informações a qualquer público. Eu apenas exerço minha mestria pessoal para continuar sempre, sem desistir mesmo diante das dificuldades, assumindo quem EU SOU, sempre.

Saudações a todos os Educadores e Mestres deste Universo.
Eu Sou Gisele Santos da Silva.
www.giselessilva,.com.br
contato@giselessilva.com.br.;