quarta-feira, 5 de março de 2014

COISAS QUE ACONTECEM A NÓS NOS PRIMEIROS ESTÁGIOS DO DESPERTAR ESPIRITUAL



COISAS QUE ACONTECEM A NÓS
NOS PRIMEIROS ESTÁGIOS DO DESPERTAR ESPIRITUAL

*No princípio tudo é divino e maravilhoso, tudo parece ter sentido, é como um enamoramento romântico.

*Uma multidão de perguntas de todo o tipo começam a  invadir a sua mente e você quer as respostas imediatamente.

*Você começa a ‘surfar’ pelas redes sociais (e pelas ruas de sua cidade, jornais, revistas de espiritualidade, youtube, livros, etc) buscando tais respostas.

*Você se enche literalmente de informação.

*Passado um tempo, você começa a descartar a informação que não ressoa como real, e começa a se orientar mais pela sua opinião a respeito, deixando de lado as respostas dos outros. É quando o enamoramento inicial com o mundo espiritual, dá lugar pouco a pouco a um melhor “conhecimento” do que significa despertar, significa transformação e empoderamento pessoal.

*Começam as crises... de todo o tipo. Começam a cair, ruir as estruturas, crenças, velhos padrões de conduta... Você já não pode seguir fingindo que não sabe como funciona a vida na realidade.

*Seguem as rupturas (não em todos os casos), desta vez das pessoas que estão em sua vida. Algumas reagem frente a sua mudança de forma positiva e outras simplesmente desaparecem de sua existência. Aqui é quando a coisa fica interessante: começam as perguntas interessantes. Para que? Por que o mundo é tão obscuro, sombrio? Como posso ser feliz e seguir conectado, estando o mundo do jeito que está? Não me parece que o mundo seja um lugar justo… e muitos jogam a toalha. Ou renunciam ou paralisam na vibração “ESTE MUNDO NÃO É JUSTO, EU TENHO QUE CORRIGI-LO”.

*Depois de uma temporada no “limbo”, você vai se dando conta de que o mundo não é justo, mas está em equilíbrio, e que são dois conceitos distintos. Que o mundo reflete o interior da humanidade... e, esta é a descoberta mais transformadora para aqueles que tem conseguido chegar até aqui. NÃO TEM QUE MUDAR O MUNDO. Tem que transformar a si próprio. Compreende que o trabalho sempre foi interno... nunca fora, e que a única posição para transformar qualquer coisa é a do AMOR SEM CONDIÇÕES (incondicional). TE AMO COMO VOCÊ É E AS SUAS CIRCUNSTÂNCIAS. E a partir dessa aceitação, acontece a magia.

E aqui é quando começa o caminho de verdade, a partir da maturidade, da responsabilidade, da coerência, da alegria pela vida, e da plenitude, com seus dias bons e seus dias maus.

A vida não vai necessariamente mudar, mas vai mudar a si mesmo e o seu diálogo com ela... Você é o dono da sua vida.


Tradução: Verônica D’amore