terça-feira, 27 de agosto de 2013

Masculino e Feminino - A SAGRADA DANÇA















A SAGRADA DANÇA: Os Princípios Espirituais de se Relacionar


Existem muitas lendas e mitos antigos da Criação que nos dizem que a força original de Deus criou dois seres que tirou da sua própria essência. Estes dois seres, por sua vez, foram criadores de Tudo O Que É.
Assim, os princípios espirituais básicos da criação são a Unidade (a Unicidade de Tudo o que É), a Dualidade (O Um explorando a si mesmo a partir da tensão dos opostos) e a Multiplicidade (a réplica, dessa dança básica de criatividade, uma e outra vez, em formas maravilhosas e complexas.).
As relações nos ajudam a redescobrir a dança original dos DOIS que de fato são UM. O movimento sempre tende a descobrir Harmonia e Unidade; e então descobre de fato que também há desarmonia e dualidade, porque os dois agora são seres únicos e individuais. E a chave desta dança é balançar-se e fluir da unidade à dualidade e vice-versa.
Existem também muitos mitos antigos que falam de originais divindades "dançando" pelos céus e que, em seu giro, prolongam a criação com sua dança. O mito que me vem à mente é o da Shiva e Shakti, cuja união e "dança" representam o mito das energias do Sagrado Masculino e Feminino, na realização da dança da criação.
Em nossas relações com as novas energias multidimensionais, precisamos compreender os passos dessa dança sagrada de Shiva e Shakti, se queremos replicá-los em nossa vida. A dança tem três passos primários ou movimentos.

O primeiro movimento tende sempre à Harmonia e à Unidade. Duas pessoas se atraem e procuram descobrir juntas - de que maneira se parecem. Este é o movimento para a Força Divina ou o movimento dos Dois procurando ser o Um original. Porque este movimento é dirigido à Divindade, esta etapa da relação é sempre alegre e criativa, enquanto os dois seres sentem o fluxo de luz e energia entre eles. Eles se descobrem e encontram as melhores partes deles mesmos, refletidas no outro, nesta parte da dança sagrada.

O segundo movimento tende sempre a afastar-se da Unidade e ir para a Separação. O Um se torna Dois, que são separados e únicos. Nesta fase da relação, a dança das duas pessoas é a de descobrir as formas em que são diferentes e porque, nessa etapa da relação, estão FORA da fonte da divindade rumo à separação e à dualidade. Por isso, freqüentemente, são fases em que há ansiedade e raiva, além de uma necessidade de se exercer o controle para manter a identidade. Isto é porque na nossa cultura espiritual nós tememos a dualidade, nós a vemos como algo mau e tomamos partido pela Unidade de consciência e procuramos nos mover "mais além da dualidade". Mas nunca poderemos nos mover além da dualidade enquanto tenhamos uma identidade separada e única. Em nosso estado de consciência mais elevado, sempre tomaremos parte dessa dança de energias entre a Unidade e a Dualidade. Estar consciente é dar-se conta da dança e é ser capaz de soltar e dela desfrutar, sabendo que o fluir sempre irá de um lado ao outro, entre estes dois estados de ser.

Em um relacionamento, isto significa que devemos estar preparados para experimentar tempos de desafio e discórdia. Pode ser que haja raiva, frustração e outras energias negativas. Estas devem ser lidadas com elegância e com o conhecimento de que, se as dirigirmos dessa maneira, não tem porque se tornarem destrutivas. Isto é o que chamamos de o lado SOMBRA da relação. Sempre estará lá. Como ela é dirigida e integrada determinará a qualidade da relação. Se ambos os companheiros ou "dançarinos" souberem como lidar com a dança da raiva e da negatividade, então isso pode ser negociado, sem criar um desequilíbrio tal que a relação/dança seja interrompida e destruída. Eu sempre julguei que a chave, aqui, é sempre permitir que a raiva e a negatividade sejam expressas e liberadas, sem que se tome isso pessoalmente. Ou seja, é preciso se defender de formas destrutivas, se houver uma raiva igual de ambos os lados. Isto cria justamente uma espiral de energia negativa que impede a dança de seu próximo passo ou movimento.

O terceiro ou último movimento é sempre à volta à Unidade e à Harmonia. Os Dois descobrem de novo, através de suas jornadas separadas, que eles são sem dúvida Um. De fato, eles se redescobrem na Unicidade, já que aprenderam algo mais a respeito de si próprio e do outro e se reunificaram agora em uma espiral mais elevada de evolução e consciência. E tendo aprendido esta nova coisa em particular, não precisam retornar para trás e fazerem isso de novo e de novo, sendo isto a forma como os padrões destrutivos surgem nas relações.

Os hábeis dançarinos cósmicos sabem como deixar ir e se movimentar para novos níveis da dança experimental, mantendo o relacionamento em um estado de crescimento e de novos movimentos.

Tradução para o Português: Silvia Tognato Magini
Revisão e subversão do texto: Sandra C. G. Benedetti.



NÃO DIMINUA A SUA LUZ PARA SE IGUALAR AOS OUTROS


NÃO DIMINUA A SUA LUZ PARA SE IGUALAR AOS OUTROS


Muitas vezes, mesmo que inconscientemente, não mostramos ao mundo quem realmente somos por receio da crítica, do julgamento, para não sermos rejeitados ou, ainda, para não magoar as pessoas próximas.



Quando estamos felizes deixamos de demonstrar pois, nossa família, amigos e colegas estão infelizes ou com diversos desafios a realizar.

Não revelamos a maneira livre, grata e próspera de ser porque as pessoas a nossa volta não o são e, estão sempre reclamando da ausência de dinheiro e criticando quem tem.

Todos reclamam da vida, do trabalho e nos igualamos para não ser diferente, ouvimos pacientemente ou ainda nos incluímos nas reclamações, disputando quem é mais sofredor.

Os colegas de trabalho e amigos falam de notícias desagradáveis, dos noticiários, das tragédias e entramos na sintonia porque não queremos ser antipáticos.

Participamos de programas que não apreciamos, que diminuem nossa vibração para não sermos tachados de anti-sociais.

Então, para refletir, vamos nos questionar?

Quantas vezes participamos de um programa, fomos a um local específico, apenas para agradar os outros?

Em quais momentos nos submetemos a certa tarefa, sem o mínimo de disposição, seja física, mental ou emocional, apenas para agradar algum amigo ou familiar?

Em que oportunidades silenciamos, concordamos e aceitamos a opinião alheia, mesmo que diversa da nossa verdade interior, para não magoar um terceiro?

Você nunca parou para pensar que isso lhe faz muito mal?

Até quando vamos nos enganar, deixar de brilhar, deixar de mostrar quem somos e o que queremos para nos igualar aos outros?

Não precisamos sofrer porque os outros sofrem. Sabemos que atraímos aquilo que nos sintonizamos, então se somos felizes, temos que demonstrar isso, é por merecimento, porque fizemos a lição de casa.

Não podemos desperdiçar nossa encarnação que é preciosa, fazendo, sentindo, mostrando um Eu falso por medo, pois não temos o dever de agradar ninguém.

Claro que temos que respeitar a opinião e o modo de vida de cada um, mas quem vive sintonizado no negativo assim o escolheu. E a forma de auxílio para tais pessoas não é agradando, se igualando, mas mostrando a verdade.

Também é prejudicial concordarmos com as pessoas a nossa volta quando estão se vitimizando para não as fazer sofrer, pois estaremos apenas alimentando a vitimização alheia, o que rouba nossa energia pessoal.

Quando nos negamos a ouvir pacientemente quem só reclama de tudo, ocorrem muitos afastamentos benéficos, de forma natural.

Deste modo, paremos de esconder nossa verdadeira essência para agradar os outros ou por medo de dizer não. É preciso ter mais confiança e coragem para dizer o que pensa e sente, sem medo da rejeição.

Se você disser não e o outro se magoar, veja que é a lição que deve aprender, portanto, você somente foi o gatilho, que é benéfico.

Então vamos lá, a partir de hoje, não faça o que não quer ou não gosta somente para agradar ou por medo da rejeição. Também não precisa inventar desculpas ou mentir.

Fale a verdade, diga não se for preciso, resgate seu poder pessoal, pois com certeza seu Eu Superior agradecerá.

Mostrando sua verdadeira essência, sua luz voltará a brilhar e mudanças na sua vida surgirão, seja no setor profissional, familiar e pessoal.

==========================================
Fonte: http://www.luzdaserra.com.br

==========================================

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Poderosíssimos Aspectos Astrais trazem abertura de Portal Cósmico, em alinhamento com Portal 11:11- Mapa Astral de Cairo, Egito em 25.8.2013 por Cláudia Lazzarotto - Astrologia Kármica


                                                        

QUERIDOS AMIGOS:
 Mestre Saint Germain sugere que possamos invocar pelo Poder da Chama Violeta todos os dias nesta semana, para que atue sobre o Oriente Médio e Egito, berço de civilizações passadas.
Nestes momentos de mundanças e conflitos em alguns países, precisamos enviar AMOR INCONDICIONAL e LUZ para o inconsciente coletivo destes países , principalmente os países árabes .
Abaixo Mapa Astral elaborado por Claúdia Lazzarotto do Cairo no Egito do próximo domingo 25/08/13, que traz a configuração no céu de PAZ e CONEXÃO COM O DIVINO - vamos manter esta visualização hoje e durante toda a semana, manifestando um novo momentum de EQUILÍBRIO E HARMONIA no Egito e em todos os pontos da Mãe Terra.
Dias Iluminados com muito Amor, Bençãos e Realizações,
Pax & Luz,
Eu Sou,
Carmen Balhestero
****************************************************

25/agosto/2013 :

Poderosíssimos Aspectos Astrais trazem abertura de Portal Cósmico,  
em alinhamento com Portal 11:11.  

Trazendo Paz, Força Interior,
Conexão com Divino e Abundância energética!!!
Momentum supremo e único, uma das mais especiais e fortes configurações planetárias do início desta Era, momento de realinhamento, de grande abertura da emanação da Paz e da força interior, para todos nós e para cada um, vamos nos abrir e sintonizar com esta magnifica emanação que banha, inunda a humanidade, abrindo a conexão com os planos superiores.
Estejamos atentos para absorvermos esta abundância energética com muita sabedoria e gratidão !!!
 
Mapa de Cairo – Egito em 25.8.2013 as 23:11h                                                          
No dia 25.8.2013 temos dois grandes e poderosos aspectos ao mesmo tempo...o Grande Hexagrama Divino, ou Grande Sextil e a Grande Cruz Sagrada.
O Grande Hexagrama Divino: Os dois grandes Trígonos (triângulos azuis) interligados entre si e ligados por aspectos azuis menores, os sexteis.
Configuram uma grande abertura de portal de Paz e Iluminação. Aqui estão formados por Lua/ Nódulo Lunar Sul, Júpiter, Sol / Mercúrio, Saturno/ Nódulo Lunar Norte, Plutão e Netuno/ Kiron.
A Grande Cruz Sagrada: Um quadrado (vermelho) cruzado por uma cruz, representam o aspecto Astral de Poder e Força, abrem um portal que propicia Realizações. Aqui estão envolvidos Plutão, Urano Júpiter e Vênus.
Além dos aspectos maiores, temos importantes oposições entre Netuno/Kiron, Sol/Mercúrio e da Lua com Saturno conjuntos aos Nódulos Lunares, que como sabemos regem o Plano Divino.
O momento do ápice destes aspectos acontece em todo o Planeta Terra, em diferentes nos diferentes fuso horários, porém, no Egito acontece as 23:11 ou 11:11 PM, por isto, Mundial, Universal e Planetariamente sua influência será maior,  por  a abertura deste imenso portal se dar às 11:11 PM, o que nos coloca em sintonia com Arcanjo Miguel e o Portal 11:11 !!!
Para analisarmos este “encontro” astral precisamos falar um pouco de “astrologês”, quase todos os astros encontram-se duplamente atingidos como a Lua, Saturno, Plutão Júpiter, Netuno/Kiron...o que amplifica a energia, a força e a emanação de cada um deles...
Vamos iniciar falando das Oposições, independente dos Grandes Aspectos...
A oposição do Sol (essência interior e Divina) conjunto a Mercúrio (mental, e a comunicação) com Netuno (amor Universal, Plano espiritual) e Kiron (ferida kármica), acontece no eixo Peixes e Virgem trazendo assim um grande impulso energético à cura espiritual e Kármica da Humanidade a partir de sua essência.
No mapa do Egito acontece nas casas IV e X indicando o resgate das raízes, agindo na cura espiritual coletiva do Planeta e da Humanidade, especialmente acontecendo num país que tem um histórico de tanta sabedoria e evolução espiritual.
No mapa do Brasil acontece no eixo das casas I e VII atuando no entendimento mais individual e interpessoal dos seres, trazendo um posicionamento ainda mais humanizado e consciente do processo evolutivo.
A outra importante oposição é entre Lua, Saturno e Nódulos Lunares, alinhando o Sentir, o Karma e o Plano Divino, de onde viemos e para onde Vamos, com nossas escolhas e consciência enquanto seres Divinos.
Este aspecto sela a ligação e o alinhamento entre os registros no Sentir do Karma passado, representados pela conjunção entre Lua/ Nódulo Lunar Sul, com o resgate Kármico e o Renascimento com o encontro de Saturno/ Nódulo Lunar Norte em Escorpião.
Vamos ter ativado através da Grande Cruz a Libertação e a Transmutação de Urano, regente da chama Violeta, da Liberdade e da era de Aquário em Áries, (perfeitamente localizado no primeiro signo do zodíaco, onde nascemos, ou seja, indica a ação, a energia da recém nascida Era da Liberdade);
Com Plutão em Capricórnio, ativando o Poder Pessoal e coletivo e revolucionando a partir do Profundo o Karma do Planeta Terra, aqui domiciliado na casa VII, tendo sua energia de Renascimento amplamente amplificada.
Este aspecto conta ainda em seu conjunto com as oposições entre Urano e Vênus, domiciliada em Libra na casa V, trazendo, libertando e resgatando o Amor puro, essencial e afetivo.
Amor próprio e Amor ao próximo!
E oposição entre Putão e Júpiter em Câncer, conectando com a Verdade de cada um e a inteligência emocional no exercício do Poder Pessoal, direcionando-o com sabedoria e responsabilidade!
Considerando que a grande Cruz traz em si quatro quadraturas e duas oposições, que são aspectos que nos pedem comprometimento e atitude,  é um aspecto desafiador e de muito poder que pode realmente trazer mudanças profundas, devemos entender este momento e acompanha-lo sem resistência mental, emocional, anímica e considerar que esta Grande Cruz não está sozinha, ela vem acompanhada por um Grande Hexagrama/Sextil Divino, iluminando e trazendo a Paz e a Harmonia com o plano espiritual e evolutivo.
No Grande Hexagrama Divino, há a ligação e a integração do Ser, do reino interno e de cada um com o Divino e sua manifestação no Mundo e no Cosmos.
Considerando ainda, que o Planeta Terra está sempre oposto ao Sol num mapa Astral, o encontramos em conjunção com Netuno e Kiron em Peixes, efetivando o resgate das feridas kármicas da humanidade, através da espiritualidade, do Amor Universal e das bençãos cósmicas.
Em total alinhamento com a essência do ser (Sol), com o poder pessoal e o renascimento (Plutão) com o sentir (Lua), com o mental (Mercúrio), com a verdade maior (Júpiter), com o Karma (Saturno) e com o Plano Divino (Nódulos)!
Ou seja, é um Momentum supremo e único, uma das mais especiais e fortes configurações planetárias do início desta Era, momento de realinhamento, de grande abertura da emanação da Paz e da força interior, para todos nós e para cada um, vamos nos abrir e sintonizar com esta magnifica emanação que banha, inunda a humanidade, abrindo a conexão com os planos superiores.
Estejamos atentos para absorvermos esta abundância energética com muita sabedoria e gratidão !!!
Claudia Lazzarotto – Astróloga Kármica; programa na TV PAX ao vivo todas as quartas às 16h > www.dopranaaluz.blogspot.com ;www.tvpax.com.br
* Atendimentos Individuais às quartas e sábados - agende-se : PAX : 11- 2236-0244; 2236-2726
                                       *************************************************************
Carmen Balhestero
PAX: Av. Braz Leme, 1373 - São Paulo/SP Brasil - CEP 02511-000
Tel.: (11) 2236.2726 - 2236.0244 - 2256.8002

www.carmenbalhestero.com.br       e       www.pax.org.br 

E-mails : pax@pax.org.br     e     carmen@carmenbalhestero.com.br 
 TV & RÁDIO PAX : no BLOG: http://dopranaaluz.blogspot.comwww.tvpax.com.br  - transmissão de seg à sexta das 9:30h às 18h - Carmen Balhestero ao vivo na TV PAX todas as segundas e sextas às 13h e quartas às 15h - Obrigada pela Sintonia !
NÃO TEMOS FILIAIS
=============================================================

DECRETO PARA AGOSTO DE 2013 - ARCANJO MIGUEL

A ONDA MILAGROSA
ARCANJO MIGUEL
Por Juracyara Saul da Costa
17.08.2013



Em expansão de toda a Força Energética, que alcança em transformação o Planeta Terra e toda a sua humanidade, nas mudanças contínuas e transformações para a Ascensão Divina, nós da hoste Arc. Angélica da Luz do Supremo os Consagramos em Amor e Luz....

Grandioso é este mês no calendário Divino...

Onde diversas emanações de Energias Luminosas chegam até vocês, Amados mestres, para dissipar em Vocês e em toda a Terra a ilusória e negativa energia que predominou por eons em suas Vidas e existências.

As propostas Divinas se concluem com a ajuda do Amor, que despertou dentro de cada Um de Vocês Amados mestres...

É este Amor Incondicional que gera a Força propulsora para transformar Todo o Universo em Iluminação Divina...

O que é este Amor Incondicional?

É cada Alma, Coração, amando desmedidamente a Tudo e a Todos, sem cálculos ou denominações da mente, é Amar com a própria essência Divina, é Amar com o seu Eu Superior, é Amar com Deus que é Vocês...

É neste Amor que tudo se destina ao Bem Maior de Tudo..
É neste Amor, que tudo se torna e permeia sua existência num Poderoso Milagre...

Com as Volumosas Ondas Energéticas, que acampam neste momento todo o Cosmos, com as Forças de Ondas Solares e as Energias que emanam dos Portais Divinos, Vocês Mestres estão no apogeu das realizações e dos Milagres..

Co-criem novos caminhos, sua Nova Terra, co-criem a Abundância Divina, cocriem o Amor em cada SER, co-criem a Harmonia, co-criem a Felicidade, co-criem a sua Volumosa Fortuna...

Co-criem TUDO pois tudo já existe e tudo toma Forma para se materializar neste AGORA....

MEDITAÇÃO PARA TODO ESTE MÊS

Eu, Agora neste momento Transformador...

Co-crio no Infinito Poder de DEUS, a Graça Divina sobre Mim e sobre a Humanidade....
Aqui e Agora sobre as Ondas de Energias Celestiais Divinas,

Co-crio a minha Abundância Ilimitada....
Co-crio a minha Nova Vida na Realidade Divina....
Co-crio a minha Liberdade em DEUS....
Co-crio a Alegria, a Felicidadee, o Amor em Mim.....

EU Sou Aqui e Agora recebedor(a) de TODOS os Milagres Cósmicos Divinos....

**********************

Amados Mestres, observem as Co-criações e vivam Divinamente nesta Graça de DEUS, que os complementará em Abundância Divina.

Na Força destas Energias Divinas estamos os Apoiando e Protegendo..

Com Amor,

Eu Sou Miguel
E os Abençoo

Juracyara Saul da Costa
http://juracyarasauldacosta.blogspot....
http://bomdiamestres.blogspot.com.br/

Mais um brasileiro espalhando a luz no mundo

Brasileiro inventor de 'luz engarrafada' tem ideia espalhada pelo mundo

Atualizado em  13 de agosto, 2013 - 11:05 (Brasília) 14:05 GMT

Alfredo Moser | Foto/Montagem: BBC

Criador e criatura: Moser criou a lâmpada durante a série de apagões que o Brasil enfrentou em 2002
Alfredo Moser poderia ser considerado um Thomas Edison dos dias de hoje, já que sua invenção também está iluminando o mundo.

Em 2002, o mecânico da cidade mineira de Uberaba, que fica a 475 km da capital Belo Horizonte, teve o seu próprio momento de 'eureka' quando encontrou a solução para iluminar a própria casa num dia de corte de energia.
Para isso, ele utilizou nada mais do que garrafas plásticas pet com água e uma pequena quantidade de cloro.
Nos últimos dois anos, sua ideia já alcançou diversas partes do mundo e deve atingir a marca de 1 milhão de casas utilizando a 'luz engarrafada'.

Mas afinal, como a invenção funciona? A reposta é simples: pela refração da luz do sol numa garrafa de dois litros cheia d'água.

"Adicione duas tampas de cloro à água da garrafa para evitar que ela se torne verde (por causa da proliferação de algas). Quanto mais limpa a garrafa, melhor", explica Moser.
Moser protege o nariz e a boca com um pedaço de pano antes de fazer o buraco na telha com uma furadeira. De cima para baixo, ele então encaixa a garrafa cheia d'água.
"Você deve prender as garrafas com cola de resina para evitar vazamentos. Mesmo se chover, o telhado nunca vaza, nem uma gota", diz o inventor.

Outro detalhe é que a lâmpada funciona melhor se a tampa for encapada com fita preta.
Alfredo Moser | Foto: BBC
A ideia de Moser já é utilizada em mais de 15 países onde energia é escassa
"Um engenheiro veio e mediu a luz. Isso depende de quão forte é o sol, mas é entre 40 e 60 watts", afirma Moser.

Apagões

A inspiração para a "lâmpada de Moser" veio durante um período de frequentes apagões de energia que o país enfrentou em 2002. "O único lugar que tinha energia eram as fábricas, não as casas das pessoas", relembra.
Moser e seus amigos começaram a imaginar como fariam um sinal de alarme, no caso de uma emergência, caso não tivessem fósforos.
O chefe do inventor sugeriu na época utilizar uma garrafa de plástico cheia de água como lente para refletir a luz do sol em um monte de mato seco e assim provocar fogo.
A ideia ficou na mente de Moser que então começou a experimentar encher garrafas para fazer pequenos círculos de luz refletida.
Não demorou muito para que ele tivesse a ideia da lâmpada.

Quanto gasta de energia?

  • As lâmpadas feitas com as garrafas plásticas não necessitam de energia para serem produzidas, já que o material pode ser coletado e reaproveitado pelos moradores da própria comunidade.
  • A 'pegada de carbono' - unidade que mede o quanto de CO2 é dispensado na atmosfera para se produzir algo - de uma lâmpada incandescente é 0,42kg de CO2.
  • Uma lâmpada de 50 watts, ligada por 14 horas por dia, por um ano, tem 'pegada de carbono' de quase 200kg de CO2.
  • As lâmpadas de Moser também não emitem CO2 quando 'ligadas'.
Fonte: ONU
"Eu nunca fiz desenho algum da ideia".
"Essa é uma luz divina. Deus deu o sol para todos e luz para todos. Qualquer pessoa que usar essa luz economiza dinheiro. Você não leva choque e essa luz não lhe custa nem um centavo", ressalta Moser.

Pelo mundo

O inventor já instalou as garrafas de luz na casa de vizinhos e até no supermercado do bairro.
Ainda que ele ganhe apenas alguns reais instalando as lâmpadas, é possível ver pela casa simples e pelo carro modelo 1974 que a invenção não o deixou rico. Apesar disso, Moser aparenta ter orgulho da própria ideia.
"Uma pessoa que eu conheço instalou as lâmpadas em casa e dentro de um mês economizou dinheiro suficiente para comprar itens essenciais para o filho que tinha acabado de nascer. Você pode imaginar?", comemora Moser.
Carmelinda, a esposa de Moser por 35 anos, diz que o marido sempre foi muito bom para fazer coisas em casa, até mesmo para construir camas e mesas de madeira de qualidade.
Mas parece que ela não é a única que admira o marido inventor.
Illac Angelo Diaz, diretor executivo da fundação de caridade MyShelter, nas Filipinas, parece ser outro fã.
Foto: BBC
Moser afirma que a lâmpada funciona melhor se a boca for coberta por fita preta
A instituição MyShelter se especializou em construção alternativa, criando casas sustentáveis feitas de material reciclado, como bambu, pneus e papel.

Para levar à frente um dos projetos do MyShelter, com casas feitas totalmente com material reciclado, Diaz disse ter recebido "quantidades enormes de garrafas".

"Nós enchemos as garrafas com barro para criamos as paredes. Depois enchemos garrafas com água para fazermos as janelas", conta.

"Quando estávamos pensando em mais coisas para o projeto, alguém disse: 'Olha, alguém fez isso no Brasil. Alfredo Moser está colocando garrafas nos telhados'", relembra Diaz.
Seguindo o método de Moser, a entidade MyShelter começou a fazer lâmpadas em junho de 2011. A entidade agora treina pessoas para fazer e instalar as garrafas e assim ganharem uma pequena renda.
Nas Filipinas, onde um quarto da população vive abaixo da linha da pobreza (de acordo com a ONU, com menos de US$ 1 por dia) e a eletricidade é muito cara, a ideia deu tão certo, que as lâmpadas de Moser foram instaladas em 140 mil casas.

As luzes 'engarrafadas' também chegaram a outros 15 países, dentre eles Índia, Bangladesh, Tanzânia, Argentina e Fiji.

Diaz disse que atualmente pode-se encontrar as lâmadas de Moser e comunidades vivendo em ilhas remotas. "Eles afirmam que eles viram isso (a lâmpada) na casa do vizinho e gostaram da idéia".
Pessoas em áreas pobres também são capazes de produzir alimentos em pequenas hortas hidropônicas, utilizando a luz das garrafas para favorecer o crescimento das plantas.
"Alfredo Moser mudou a vida de um enorme número de pessoas, acredito que para sempre"
Illac Angelo Diaz, diretor executivo da fundação de caridade MyShelter nas Filipinas
Diaz estima que pelo menos um milhão de pessoas irão se beneficiar da ideia até o começo do próximo ano.

Alfredo Moser mudou a vida de um enorme número de pessoas, acredito que para sempre", enfatiza o representante do MyShelter.

"Ganhando ou não o prêmio Nobel, nós queremos que ele saiba que um grande número de pessoas admiram o que ele está fazendo".

Mas será que Moser imagina que sua invenção ganharia tamanho impacto?
"Eu nunca imaginei isso, não", diz Moser emocionado.
"Me dá um calafrio no estômago só de pensar nisso".

FONTE: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/08/130813_lampada_garrafa_gm.shtml

sábado, 10 de agosto de 2013

ESPECIAL: PANTÁCULOS


Muitos confundem PANTÁCULO com PENTAGRAMA, ou até acham que é a mesma coisa, porém são símbolos bem diferentes e distintos uns dos outros, tanto em relação ao significado quanto em relação à utilização.

O pantáculo acima é a representação do Grande Selo de Ezequiel e a Visão de Ezequiel. O Pantáculo é um instrumento conhecido por todos os esclarecidos estudantes de Magia.

O Pentáculo é o mais famoso e conhecido símbolo utilizado no Ocultismo, porém, talvez pelo fato de ter sido tão popularizado, há várias interpretações errôneas sobre ele e confusão em suas nomeações, uma vez que ficou conhecido popularmente como "Pentagrama", que é outro conceito bem diferente do Pentáculo.

Triângulos, quadrados, estrelas de cinco ou seis pontas, inscrevem-se nos círculos do selo; letras hebraicas, caracteres cabalísticos, palavras latinas se desenham sobre figuras geométricas. Considera-se que os selos têm relação com realidades invisíveis, cujos poderes eles permitem compartilhar.



Figura 1: tem os caracteres mí­sticos de Júpiter e, no exergo, nomes de anjos (Netoniel, Devahiah, Tzedechiah e Parasiel). Serve para descobrir e tornar-se posssuidor de tesouros, governados pelo anjo Parasiel.

Figura 2: tem um hexagrama com os nomes Eheieh, Ab (o Pai) e YHVH; no exergo, Sal 112,3. É próprio para adquirir glória, honra, dignidade, riqueza e todo tipo de bens.

Figura 3: tem selos de Júpiter, nomes divinos (YHVH, Adonai); e, no exergo, Sal 125,1. Serve para proteger contra espí­ritos malignos e submeter os bons espí­ritos.

Figura 4: tem nome divino (YAh) e de anjos (Adoniel, Bariel) junto ao selo mágico; no exergo, Sal 112,3. Serve para adquirir bens e honrarias, e para tornar-se muito rico.

Figura 5: tem no centro letras tiradas do testo do exergo (Ez 1,1) formando nomes mágicos. Tem grande poder e serve para propiciar a vidência.

Figura 6: tem os nomes dos governantes dos elementos (Seraph, Cherub, Ariel e Tharsis) nos braços de uma cruz e, no exergo, Sal 22,16-17. Serve como proteção contra perigos terrestres.

Figura 7: tem caracteres mí­sticos de Júpiter e, no exergo, Sal 113,7. Tem grande poder para proteger contra a pobreza e ajuda a descobrir tesouros.

Figura 8: tem a figura do espí­rito de Júpiter. Serve para trazer todas as virtudes do planeta.

Figuras 9, 10 e 11: O Kamea do planeta, o quadrado magí­co do planeta me duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.

O Pantáculo é um símbolo da Terra e o menos compreendido dos instrumentos mágicos. Pode ser feito em pergaminho virgem, de pele de bode, em metal precioso, tal como o ouro ou a prata e também de madeira e é o único que muda e cresce com o próprio Mago. Toma a forma de um disco com símbolos inscritos em ambos os lados, com valor pessoal para o Mago.


Acima, pantáculo SATOR.

De um lado está aplicada de forma simbólica, a idéia que o Mago tem do Ser Supremo em qualquer tradição que esteja trabalhando; estes símbolos são o resultado de muita meditação e pensamentos profundos. Do outro lado, seguindo a mesma forma de disciplina mental, ele deve desenvolver um símbolo que representa a si mesmo em relação àquela Divindade. Eles simbolizam, captam e mobilizam, ao mesmo tempo, os poderes ocultos.

Assim como o universo e a Divindade mudam e se adaptam ao novo crescimento, os símbolos também mudarão após certo período de tempo. Começa-se com uma idéia do criador e de si próprio em justaposição a como a vê agora, mas o Mago, à medida que crescer em compreensão e sabedoria precisará fazer um novo Pantáculo, então, com novos símbolos. Cada novo disco será uma prova de seu crescimento.

Assim, temos pentáculos que recebem nomes de acordo com os seus idealizadores ou dos símbolos que contém, por isso podemos encontrar: Pantáculo de Fausto (contendo o Pentagrama idealizado por Fausto), Pantáculo de Pitágoras (idealizado pelo próprio), Pantáculo de Ezechiel (idealizado pelo próprio), Os Pantáculos de São João (contendo os Sete Selos de São João), Pantáculo de Salomão (contendo o Hexagrama, ou o Selo de Salomão), e muitos outros.

Abaixo um pantáculo denominado Rota de Ezequiel:



A seguir alguns Pantáculos Planetários:

Pentáculo do sol, para energizar sorte, saúde e felicidade:


Pentaculo de mercúrio, para negócios ou estudos:


Pentaculo da lua, para favorecer mudanças e assuntos familiares:
 

PANTÁCULOS II

Como vimos, os pantáculos são símbolos de grande poder, feitos e criados pelos magistas conforme seu grau de conhecimento, abrangendo nesse símbolo uma mescla de todo seu aprendizado. É a combinação das estrelas de cinco pontas com um círculo em torno delas. É o símbolo de toda criação mágica e as suas origens estão perdidas no tempo.

Triângulos, quadrados, estrelas de cinco ou seis pontas inscrevem-se nos círculos do selo; letras hebraicas, caracteres cabalísticos, palavras latinas se desenham sobre figuras geométricas.

Considera-se que os selos têm relação com realidades invisíveis, cujos poderes eles permitem compartilhar. Eles podem servir para suscitar os tremores de terra, o amor, a morte e para lançar toda a espécie de sortilégios. Eles simbolizam, captam e mobilizam, ao mesmo tempo, os poderes ocultos.

Basicamente o Pantáculo é um pedaço circular de madeira, que também pode ser feito de metal como cobre ou estanho e graficamente é representado como um círculo contendo símbolos, quaisquer que sejam: figuras geométricas , triângulos, quadrados, pentagramas, hexagramas, etc., onde, eventualmente, são aplicadas letras hebraicas, caracteres cabalísticos; palavras latinas; animais sagrados; e muitos outros; ou a conjugação deles.

Abaixo, um pantáculo cabalístico:



1. UTILIZAÇÃO:

Os Pantáculos possuem diversas formas de utilização e exercem as mais variadas funções. Quando utilizados na Magia Cerimonial, são feitos com o propósito de que os seres ou espíritos, invocados em seu nome, obedecerão aos comandos do magista durante o ritual/operação mágicka.

Os Pantáculos também são de grande utilidade contra todos os perigos da terra, do ar, da água e do fogo, contra venenos, contra todos os tipos de enfermidades, necessidades e medos, etc. Ou seja, onde quer que esteja, se estiver portando um pantáculo, estará sempre a salvo.

2. FORMAS E FUNÇÕES:

Existem diferentes Pantáculos, e suas funções variam conforme o Planeta regente do horário no qual o Pantáculo foi confeccionado. Então, vou colocar a seguir a função de cada pantáculo, conforme o planeta que o rege.

- Do Sol: Para obter sorte, saúde e felicidade;

- Da Lua: Para favorecer mudanças e assuntos familiares;

- De Marte: Para obter coragem, vigor, potência e vitória;

- De Mercúrio: Para ser bem-sucedido em negócios ou estudos;

- De Júpiter: Para obter honras e riquezas;

- De Vênus: Para obter amor, beleza e harmonia;

- De Saturno: Para proteger-se de perigos e afastar inimigos.


Como é difícil para a maioria encontrar o planeta regente de cada hora, isto não é uma regra, é apenas uma técnica que potencializa ainda mais o poder do pantáculo para determinada finalidade, mas nada impede a confecção de um pantáculo sem utilizar a hora correta.

Abaixo pantáculo feito utilizando dois alfabetos misticos (alfabeto malaquim / alfabeto cabalistico).


Franz Bardon explica que mais importante que os sí¬mbolos é o entendimento do seu significado, logo de nada adianta um circulo mágico se o magista não entende o que ele representa. Por outro lado a cabala prática (judáica), por exemplo, ensina ao adepto a meditar sobre os símbolos (sobre os nomes de deus, dos anjos...) que esses símbolos por sí só têm poderes mágicos.

PANTÁCULOS DO SOL:


Figura 1: tem a face do Anjo Metatron e, de cada lado, o nome El Shadai; no enxergo, uma fórmula conjuratória. Obriga os espíritos solares à obediência.

Figura 2: tem caracteres místicos do Sol e, no enxergo, os nomes de quatro anjos (Shemeshiel, Paimoniah, Rekhodiah, Malkhiel). Serve para reprimir o orgulho e a arrogância dos espíritos solares.

Figura 3: tem o nome YHVH repetido doze vezes e, no enxergo, Dan 4,34. Serve para adquirir renome, glória e poder.

Figura 4: tem no centro os nomes YHVH e Adonai e, no exergo, Sal 13,3-4. Obriga os espíritos solares a se mostrarem quando invocados.


Figura 5: tem nomes de espí¬ritos em caracteres místicos e, no exergo, Sal 91,11-12. Serve para obter a ajuda desses espíritos para longas viagens.

Figura 6: tem no centro um triângulo com o Yod, as letras do nome Shaddai nos ângulos e palavras de Gen 1,1 em volta; no exergo, Sal 69,23 e 135,16. Serve para operações de invisibilidade.

Figura 7: tem, em uma cruz, os nomes dos anjos (Chasan, do ar; Arel, do fogo; Forlakh, da terra; e Taliahad, da água) e dos governantes (Ariel, Seraph, Tarsis e Cherub) dos elementos; no exergo, Sal 116,16-17. Protege contra o perigo de aprisionamento e ajuda a liberta-se.

Figura 8: tem a figura do espírito do sol. Serve para trazer todas as virtudes do sol.


Figuras 9, 10 e 11: O Kamea do planeta, o quadrado mágico do planeta em duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em caracteres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.







Figura 1: tem a porta com o nome YHVH no centro; os nomes IHV, IEVE,AL, IHH à direita e nomes de anjos (Schioel, Vaol, Yashiel e Vehiel) à esquerda, no exergo, Salmo 56,11. Nos sentidos literal e simbólico, serve para abrir portas.

Figura 2: tem no centro uma mão que aponta para os nomes de El e do anjo Abariel; no exergo, Sal 56,11. Serve para proteger contra perigos na água e acalmar tempestades.

Figura 3: tem no centro os nomes dos anjos Aub e Vevafel; no exergo, Salmo 60,13. Protege os viajantes contra perigos e ataques noturnos.

Figura 4: tem o nome Eheieh Asher Eheieh e os nomes dos anjos Yahel e Sophiel; no exergo, uma fórmula mágica. Defende contra todos os males e dá o saber das ervas e das pedras.

Figura 5: tem caracteres místico da Lua e os nomes de Deus (YHVH, Elohim) e de anjos (Iacadiel, Azarel); no exergo, Salmo 68,1. Ajuda a vencer os inimigos, protege contra espíritos das trevas e auxilia a sonhos proféticos.

Figura 6: tem caracteres místico da Lua e, no exergo, Gen 7,11-12. Serve para atrair chuva, que durará enquanto o pantáculo ficar imerso em água.

Figura 7: tem a figura do espírito da lua, e concede todas as virtudes da lua.

Figura 8, 9 e 10 : O Kamea do planeta, primeiro o selo do planeta, e depois o quadrado mágico do planeta em duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos.

S IV


Figura 1: tem caracteres místicos de Marte e, no exergo, nomes de anjos (Madimiel, Bartzachiah, Eschiel e Eturiel). Serve para invocar os espíritos de Marte e induzí-los à obediência.

Figura 2: tem um hexagrama com a letra He e os nomes de YHVH, Yeshuah e Elohim; no exergo, João 1,4. Serve para aliviar todos os tipos de doenças, colocado no local afetado.

Figura 3: tem no centro a letra Vau (assinatura de Deus-Pai), nomes de Deus (Eloha, Shaday) e, no exergo, Sal 77-13. Confere poder sobre os espíritos rebeldes e dá a vitória sobre os inimigos.

Figura 4: tem nomes de Deus (Agla, YHVH, El) e, no exergo, Sal 110,5. É de grande valor para garantir vitória em qualquer tipo de batalha.


Figura 5: tem um escorpião e o nome do anjo Hevel; no exergo, Sal 91,13. é terrível contra os demônios, que não resistem à sua presença.

Figura 6: tem um desenho de oito raios cercado por uma fórmula protetora e, no exergo, Sal 37,15. Protege contra ataques e faz a arma voltar-se contra o atacante.

Figura 7: tem no centro nomes divinos (El, Yiai) e, no exergo, Sal 105,32-33. Serve para invocar os espíritos de Marte e forçá-los à obediência imediata.

Figura 8: tem a imagem do espírito de Marte e concede todas as virtudes de Marte.

Figuras 9, 10 e 11: O Kamea do planeta, o quadrado mágico do planeta em duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.


Figura 1: tem, no centro e no exergo, as letras que formam os nomes dos anjos Iekael e Agiel. Serve para invocar os espíritos de Mercúrio e obter seu auxílio.

Figura 2: tem, no centro e no exergo, as letras que formam os nomes de Boel e outros espíritos. Serve para garantir a realização de qualquer desejo, por mais difícil que seja.

Figura 3: tem no centro caracteres místicos de Mercúrio e, no exergo, os nomes dos anjos, Kokaviel, Ghedoriah, Savaniah e Chokmahiel. Serve para invocar os espíritos de Mercúrio e obter seu auxílio.

Figura 4: tem um dodecagrama com o nome El no centro e as letras de uma invocação a YHVH em volta; no exergo, uma fórmula mágica. Dá o conhecimento de todas as coisas criadas e de todos os segredos.


Figura 5: tem no centro os nomes El Ab e YHVH; no exergo, Sal 24,7. Serve para abrir portas, não importa como estejam fechadas.

Figura 6: tem a imagem do espírito de Mercúrio, e concede todas as virtudes do planeta.




Figuras 7, 8 e 9: O Kamea do planeta, o quadrado mágico do planeta me duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.


Figura 1: tem os caracteres místicos de Júpiter e, no exergo, nomes de anjos (Netoniel, Devahiah, Tzedechiah e Parasiel). Serve para descobrir e tornar-se posssuidor de tesouros, governados pelo anjo Parasiel.

Figura 2: tem um hexagrama com os nomes Eheieh, Ab (o Pai) e YHVH; no exergo, Sal 112,3. é próprio para adquirir glória, honra, dignidade, riqueza e todo tipo de bens.

Figura 3: tem selos de Júpiter, nomes divinos (YHVH, Adonai); e, no exergo, Sal 125,1. Serve para proteger contra espíritos malignos e submeter os bons espíritos.

Figura 4: tem nome divino (YAh) e de anjos (Adoniel, Bariel) junto ao selo mágico; no exergo, Sal 112,3. Serve para adquirir bens e honrarias, e para tornar-se muito rico.


Figura 5: tem no centro letras tiradas do testo do exergo (Ez 1,1) formando nomes mágicos. Tem grande poder e serve para propiciar a vidência.

Figura 6: tem os nomes dos governantes dos elementos (Seraph, Cherub, Ariel e Tharsis) nos braços de uma cruz e, no exergo, Sal 22,16-17. Serve como proteção contra perigos terrestres.

Figura 7: tem caracteres místicos de Júpiter e, no exergo, Sal 113,7. Tem grande poder para proteger contra a pobreza e ajuda a descobrir tesouros.

Figura 8: tem a figura do espírito de Júpiter. Serve para trazer todas as virtudes do planeta.


Figuras 9, 10 e 11: O Kamea do planeta, o quadrado magíco do planeta me duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.


Figura 1: tem caracteres místicos de Vênus e, no exergo, os nomes de quatro anjos (Nogahiel, Aqueliah, Socodiah e Nangariel). Serve para invocar e controlar os espíritos de Vênus.

Figura 2: tem, em torno de um pentagrama, nomes de espíritos de Vênus; no exergo, Can 8. Serve para obter graça, honra, amor e concórdia, e realizar os desejos.

Figura 3: tem no centro os nomes divinos YHVH, Adonai, Ruach, Achildes, Egalmiel, Monaquiel e Degaliel; no exergo, Gen 1,28. Serve para atrair o amor de uma determinada pessoa a que seja mostrado.

Figura 4: tem nos quatro í¢ngulos as letras de YHVH; nomes dos espíritos de Vênus (Schii, Eli, Ayib) e, no exergo, Gen 2,23-24. é poderoso para fazer com que a pessoa desejada venha para você.

Figura 5: tem, em torno de um quadrado, os nomes Elohim, El Gebil, YHVH e Adonai; no exergo, Sal 22,14. Sendo mostrado para uma pessoa, desperta o amor e o desejo.

Figura 6: tem a figura do espírito de Vênus. Serve para trazer todas as virtudes de Vênus.


Figuras 7, 8 e 9: O Kamea do planeta, o quadrado mágico do planeta em duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.


Figura 1: tem quatro nomes de Deus (YHVH, Adonai, Yiai e Eheieh) e, no exergo, Sal 72,9. é de grande valor para obter a submissão e obediência dos espíritos de Saturno.

Figura 2: tem o acróstico perfeito (sator-arepo-tenet-opera-rotas) e, no exergo, Sal 72,8. é de grande valor para garantir vitória contra adversários.

Figura 3: tem uma roda de seis raios com caracteres mágicos de Saturno e nomes de anjos (Omeliel, Anaquiel, Arauquiah e Anazaquiah). Serve para submeter os espíritos de Saturno, principalmente à noite.

Figura 4: tem um triângulo cercado por palavras de Deut 6,4 e, no exergo, Sal 109,18. Serve para vencer e afastar inimigos, e para ober notícias de fatos distantes.


Figura 5: tem uma cruz com os nomes YHVH, Eloha e de anjos (Arehanah, Rakhaniel, Roelhaifar e Noafiel); no exergo, Deut 10,17. Protege contra espíritos malignos e afasta aqueles que guardam tesouros.

Figura 6: tem caracteres místicos de Saturno e uma fórmula mágica. Serve para enviar uma pessoa a influência desses espíritos.

Figura 7: tem os nomes das nove ordens angelicais (Querubins, Seraphins, Tronos, Dominações, Potestades, Virtudes, Principados, Arcanjos e Anjos) e, no exergo, Sal 18,7. Serve para provocar grandes reviravoltas e mudanças radicais.

Figura 8: tem a figura do espírito de Saturno. Serve para trazer todas as virtudes de Saturno.


Figuras 9, 10 e 11: O Kamea do planeta, o quadrado mágico do planeta me duas versões, uma em caracteres latinos e a outra em carateres hebraicos, a outra figura é o selo do planeta.

Pantáculos sagrados da Cabala:



FONTE: http://ponteoculta.blogspot.com.br/