sábado, 2 de novembro de 2013

SUÁSTICA E SOVÁSTICA - E O SEU SIGNIFICADO

 

A suástica ou cruz gamada é um símbolo místico encontrado em muitas culturas em tempos diferentes, dos índios Hopi aos Astecas, dos Celtas aos Budistas, dos Gregos aos Hindus. Alguns autores acreditam que a suástica tem um valor especial por ser encontrada em muitas culturas sem contatos umas com as outras. Os símbolos a que chamamos suástica possuem detalhes gráficos bastante distintos. Vários desenhos de suásticas usam figuras com três linhas. A nazista tem os braços, apontando para o sentido horário, ou seja, indo para a direita e roda a figura de modo a um dos braços estar no topo. Outras chamadas suásticas não têm braços e consistem de cruzes com linhas curvas. Os símbolos Islâmicos e Malteses parecem mais hélices do que propriamente suásticas. A chamada suástica celta dificilmente se assemelha a uma. As suásticas Budistas e Hopi parecem reflexos no espelho do símbolo Nazista. Na China há um símbolo de orientação quádrupla, que segue os pontos cardeais; desde o ano 700 ela assume ali o significado de número dez mil. No Japão, a suástica (卍 manji) é usada para representar templos e santuários em mapas, bem como em outros países do extremo oriente. (FONTE: WIKIPÉDIA)

 

 

Suástica e Sovástica

Por: Marcelo Montebras


 
Se eu perguntar a você qual das duas imagens (na foto acima) é a Suástica, com certeza você apontará para a segunda, a do Nazismo. Pois bem, na verdade esta não é a Suástica, mas sim a Sovástica. O senhor Adolf Hitler se encarregou de promover esta lambança e quem conhece a historia oculta do nazismo vai concordar que Hitler tinha uma certa afinidade pelo Esoterismo/Ocultismo, porém não detinha um conhecimento aprofundado, uma vez que se assim fosse, ele não bateria na tecla de que somente os alemães são de origem ariana e que  deveria formar uma raça superior (a partir destes). 

Os pálios da Sovástica (Suástica Nazista) estavam dispostos no sentido anti-horário (da direita para a esquerda, numa representação clara das forças involutivas) porém de forma inclinada para cima, numa alusão a ascensão do  III Reich. Vejamos uma coisa,  se você ainda não sabe, aconselho a procurar por "Ronda Planetária" e depois por "Raças-Raiz" e você notará  que todos os seres humanos da face da terra, nessa etapa evolutiva, são da Raça Ariana... Repetindo: Todos os seres humanos da face da terra nessa etapa evolutiva, são da Raça Ariana e isso derruba qualquer hipótese de racismo, já que raça, aqui neste contexto, não quer dizer cor da pele, mas sim origem humana. Estado de consciência.   

A Raça Ariana surgiu a 1 milhão de anos atrás na meseta do pamir. Antes dela tivemos a Raça Atlante (da Atlântida), antes a Lemuriana (da Lemúria), Hiperbórea (do continente Hiperbóreo) e Adâmica (raça que deu nome a Adão, esta raça se reproduzia através de Cissiparidade, da mesma forma que uma ameba se reproduz, ou seja, nascia de si mesma como uma especie de clonagem - Advinha de onde vem a ideia de que Eva surgiu da costela de Adão? Então, releia, reflita e tire suas conclusões) . 

Lá em baixo um vídeo com o programa "conversinha ao pé do ouvido" com o tema suástica e sovástica. 

Suástica e Sovástica



Vamos lá, de forma rápida e objetiva: 

Suástica:  
Suástica é um símbolo evolutivo, seus pálios giram da esquerda para a direita, no sentido horário e simboliza a ordem (organização) evolutiva. Muitos povos antigos, conhecedores desses assuntos tinham a suástica por simbolo. Hoje é mais comum em algumas culturas orientais. 

  Sovástica: 卐 
Sovástica é um símbolo involutivo, seus pálios giram da direta para a esquerda, no sentido anti-horário e simboliza as forças contrárias a evolução. Além do Nazismo de Hitler tivemos Atila (o Huno), Tamerlão e Gengis Khan que tiveram a Sovástica como simbolo. 

Agora que já sabemos a diferença entre as duas cruzes, então precisamos ter cuidado pra não sairmos agredindo um budista ou adepto de outra cultura que tenha por símbolo a suástica.  


Leia isto: Sabedoria Iniciática das Idades
Clique na imagem, ela será ampliada

Vária Cruzes


http://sabedoriacafe.blogspot.com.br/2012/09/suastica-e-sovastica.html



Suástica e seu significado original

Outras pesquisas sobre o assunto...


A suástica é um símbolo milenar como foi visto acima onde os registros mais antigos datam de cerca de 5,000 A.c e alastrou-se pelo mundo com o significado de "Boa sorte", "bom agouro", "força vital" entre outras positividades. A Suástica Nazista como vimos no entanto era no sentido horário enquanto as "originais" eram no sentido anti-horário, com exceção de algumas culturas, como por exemplo no budismo que se tem a no sentido horário e anti-horário representando positivo e negativo.

objeto de argila cozida encontrada em Hissarlik - sitio arqueológico no nordest


Objeto de argila cozida encontrada em Hissarlik - sitio arqueológico no nordeste





SUÁSTICA HINDU



variações
Algumas variações da Suástica




Tijolo da época de Hitler


Símbolo antigo sagrado da suástica da fertilidade na parede da casa velha em Jaisalmer, India, Rajasthan



moeda grega de bronze ; Região: Macedónia ; Período: Séc. III/II A.C.
moeda grega de bronze ; Região: Macedónia ; Período: Séc. III/II A.C.





Dois significados importantes para o sentido de rotação da suástica. Sentido anti-horário benigno, sorte. Sentido horário maligno, azar.
 


Alguns estilos de suásticas usadas por diversas civilizações em periodos distintos da história humana. Imagem: Terra.


outra moeda
outra moeda



A suástica estava presente em diversas civilizações e o que mais intriga os pesquisadores é que entre civilizações que jamais tiveram contato umas com as outras. Era conhecida na india, china, vietna, mongólia, celtas, etruscos, nativos americanos, astecas, budistas, gregos, hindus,maias,frança, alemanha, grã-Bretanha, escandinávia, vikings e muitas outras. Ainda hoje em diversas partes do mundo se encontram antigos templos, sinagogas, e até pinturas rupestres em que está presente a suástica.

A palavra suástica vem do sânscrito - "svastika" - e significa "tudo está bem".

Resgatar o significado original deste símbolo seria uma forma de deixar de associar todo o holocausto há um símbolo que por milênios representou boas vibrações e ainda representa em diversas partes do oriente, sendo no ocidente quase completamente esquecido seus significados originais e utilizado apenas como referência ao nazismo(que nada tinha haver com o que o símbolo sempre representou).



O Mistério da Floresta de Suásticas



Uma das mais conhecidas imagens de um bosque de Suásticas, na Alemanha - em uma foto de 04 de novembro de 2000.
 

ALEMANHA. No estado alemão de Brandemburg, ao longo dos últimos 60 anos, estranhas formações de árvores (arbolglifos...) de lariçio - cresceram ou - foram cultivadas - desapercebidas, em meio às florestas, delineando cruzes suásticas (símbolo do Nazismo, entre outras associações).

As suásticas somente são visíveis do alto, a do ponto de vista de um veículo voador. Então, em uma vista aérea, os desenhos são claramente perceptíveis, porque as cores outonais do lariçio (tons de amarelo) destacam-se dos pinheiros que as circundam (verdes).

Embora existam a seis décadas, ao menos, esses bosques tornaram-se conhecidos quando, em 1992, o estagiário de uma empresa de paisagismo, fazendo o registro fotográfico aéreo para a instruir a construção de linhas de irrigação - Ökoland Dederow - foi o primeiro a chamar a atenção para os símbolos. 
Desde então muitas outras suásticas gigantes foram encontradas, traçadas em bosques ou - ainda- em na estrutura arquitetônica de algumas edificações, mesmo fora da Alemanha. Na ocasião, Ökoland Dederow estava em sobrevoo na região de Kutzerower, em Zernikow.



Construção em forma de suástica. Coronado Naval Amphibious Base em San Diego/USA. Imagem revelada pelo Google Earth, em 2007.

Sobre as suásticas nos bosques, um mistério reside na questão sobre quem ou que grupo ou grupos de pessoas são os responsáveis pelo plantio, ums iniciativa que envolveu, necessariamente planejamento, persistência e mão de obra. 
Os laricios não foram escolhidos ao acaso. Ao contrário dos pinheiros que os rodeiam, sempre verdes, aquelas outras árvores  mudam de cor no outono: tornam-se amarelas e, mais tarde, marrons.

Na ocasião da descoberta (1992), o engenheiro florestal local, Klaus Göricke, foi examinar os lariçios e descobriu que as árvores estavam ali há muito tempo. Medindo os anéis etários dos troncos, Göricke concluiu que os arbolglifos tinham sido plantados no final dos anos de 1930.

As suásticas permaneceram desconhecidas por tanto tempo não somente porque somente podem ser percebidas do alto mas, também, porque somente delineam-se em cor durante um curto período do ano: o outono. Além disso, aviões de passageiros não possibilitam a vistas e os aviões privados eram proibidos durante a existência da Alemanha Oriental, território onde estão localizadas as formações.

Depois da descoberta, não tardaram a surgir rumores sobre a origem das cruzes. Um fazendeiro local afirmou que havia plantado as árvores quando era criança, a mando de um (suposto) engenheiro florestal que pagou alguns centavos por cada muda assentada. 
Outra versão, sustenta que um líder nazista local determinou o plantio em homenagem a um dos aniversários de Hitler.

Uma terceira informação, com ares de lenda, diz que prisioneiros de guerra alemães, desafiando a vigilância de seus carcereiros soviéticos, embrenharam-se na floresta e plantaram as fileiras de mudas como uma forma de afirmar a persistência do nazismo.



FONTES E CRÉDITOS:
Blog: http://sabedoriacafe.blogspot.com.br/2012/09/suastica-e-sovastica.html
KRINGIEL, Danny,  Horticultural Hate: The Mystery of the Forest Swastikas.
SPIEGEL/English, 05/07/2013
[http://www.spiegel.de/international/germany/mystery-of-nazi-swastikas-in-the-forests-a-909726.html]
NELSON, Sara C.. Mystery Of The Swastika Forests & Other Secret Nazi Symbols.
HUFFINGTON POST, 09/07/2013
[http://www.huffingtonpost.co.uk/2013/07/08/mystery-swastika-forests-secret-nazi-symbols-pictures_n_3560601.html?utm_hp_ref=uk#slide=2668008]