sábado, 23 de novembro de 2013

AS VANTAGENS DE SER UM XAMÃ





As vantagens de ser um Xamã é que não se leva rótulos religiosos, tampouco preconceitos. Por este motivo, o Xamã poderá estar na alma de um médico, de um político e de todo ser humano que deseje administrar bem suas emoções e evoluir no seu processo de autoconhecimento. Para praticar o Xamanismo, não é necessário tomar chás alucinógenos, nem mastigar mescalito, Peyote ou drogas psicotrópicas, pois possuímos uma capacidade mental e espiritual que nos leva - por meio do autoconhecimento - às nossas origens, através da Mãe-Terra.

Um profundo amor pela terra e tudo que a compõe - as árvores, os ventos, os animais. Trabalhar com o sonho e trabalhar com a espreita são caminhos xamânicos. O Xamanismo é essencialmente a espiritualidade visionária indígena.

O Xamã realiza sua jornada visionária através do cosmos, ou chama pelos espíritos, para curar ou propiciar benefícios para as pessoas que representa, na sua tribo ou comunidade. O Xamanismo aparece de muitas formas, e geograficamente é encontrado tanto nos Estados Unidos como na América do Sul, assim como na Sibéria, Alasca e Canadá. Práticas tradicionais similares também são encontradas na Austrália, África e Europa.

O Xamã é, geralmente, "chamado" pelos espíritos como uma vocação, e daíiniciado dentro da tradição xamânica por um praticante. O Xamanismo é, de muitas formas, a mais primordial de todas as tradições religiosas.

O Xamã entra em árduas viagens pelo mundo dos espíritos, em reinos hostis, para beneficiar os outros, ele ou ela precisam trabalhar com os espíritos, entre os quais ele deve diferenciar os protetores da sua tradição, do seu poder pessoal e do seu poder espiritual. Transformar-se em um Xamã não acontece num final de semana. Pelo contrário, - é uma prática espiritual perigosa e poderosa na qual muitas vezes o iniciado é chamado, contra a sua vontade, para trabalhar a favor de sua tribo. Solidão e grandes provas de força espiritual são exigidas. O Xamã

é um intermediário entre a tribo e o Divino.
O Xamanismo considera que as doenças são causadas pela "perda da alma". Em decorrência de doença ou bruxaria, o ser humana pode perder a sua alma (isto é, não está totalmente integrado em sua psique), então o Xamã precisa procurar por sua alma e trazê-la de volta para que a pessoa doente sobreviva. Os Xamãs sul-americanos costumam "sugar" de seus pacientes a causa das doenças, ou mesmo objetos ou elementos. De qualquer forma, existe um paralelismo inacreditável entre as diferentes formas de Xamanismo em todo o planeta.

O mais importante na prática do Xamanismo é a jornada para além da realidade ordinária. O poder adquirido da experiência de visitar outras realidades e níveis de consciência é então usado para curar. Uma jornada desse tipo não é facilmente cumprida ou executada de maneira corriqueira. A geografia das viagens xamânicas, nas jornadas para as realidades do mundo superior, é fascinante e envolve, usualmente, lugares sagrados, altos, árvores sagradas, as viagens ao reino inferior já são difíceis, num caminho cheio de medo e contrição. Elas se passam em túneis ou estreitas passagens através da terra.

Há encontros com os espíritos dos mortos ou com os espíritos do mal. Sentir medo, para o Xamã, seja ele homem ou mulher, não é uma experiência rara. Todas essas jornadas são atos propositais de "intenção", que desenvolvem a essência do Xamã.

Zelinda Orlandi Hypolito
http://www.sintoniasaintgermain.com.br/vantagens_de_ser_xama.htm