terça-feira, 4 de junho de 2013

Hermes Trismegisto e sua Celeste Tábua de Esmeralda

O Três Vezes Grande!

O Mercúrio Filosófico, Pai de toda Alquimia, e revelador dos mistérios Ocultos.



 
É chamado de Hermes Trismegistus o sábio que transcendeu os três mundos,
que nasceu, morreu, nasceu de novo e morreu de novo;
e renasceu pela terceira vez, para morrer e viver eternamente
na forma da Sabedoria Hermética.
Que, por sua infinita e gloriosa vez, é Mãe das ciências da Filosofia, Arquitetura,
Matemática, Letras, Linguística, Alquimia, , Geometria, Música, Medicina, Pintura,
entre tantas habilidades do homem cósmico...



Na Grécia foi chamado Hermes Trismegistus - que traduz-se como Herald (mensageiro dos deuses) Três Vezes Grande - e era representado como um jovem com Chapéu-de-Asas e
Pès também alados, segurando, em sua mão, o Divino Caduceu, símbolo universal da Vida,
representando, então, o DNA e a Força Cósmica Vital da Serpente Kundalini. Na cultura Romana era representado da mesma maneira, mas conhecido como Mercúrio.


Também encontramos esse profundo e maravilhoso arquétipo no Egito, sob o nome de Thoth,
também segurando em sua mão o Símbolo da Vida, a também famosa Cruz Ankh.
Muitas vezes representado talhando hieróglifos nas paredes de pedra das pirâmides, relacionando-o, portanto, com as técnicas de escrita, arte, arquitetura e filosofia.
As asas de Hermes/Mercúrio, que representam sua qualidade celestial, foram, no Egito, representadas pela cabeça de Íbis, uma ave típica da Região do Nilo.

É a Hermes Thoth que se atribui a autoria de uma das mais antigas obras filosóficas da humanidade, datando, segundo alguns, de 3500a.C.

E é essa obra que se chama Tábua de Esmeralda, ou Tabula Smaradgina.
Tratado Hermétco que serve de base pra toda a filosofia alquímica, e das primeiras ciências desde o Egito e Grécia antigos.

A Tábua de Esmeralda

(de Hermes Trismegistus)

Tabula Smaradgina


1. É Verdade sem mentira, certo e muito verdadeiro que

2.O que está embaixo é como O que está no alto
e O que está no alto é como O que está embaixo
Para realizar os Milagres de Uma coisa Só;

3. E como todas as tais coisas são e provém de Um
pela Meditação do Um, assim todas as coisas
são nascidas dessa única coisa por adaptação;

4.O Sol é Seu Pai, a Lua sua mãe
O Vento foi quem o trouxe em seu ventre
e a Terra é sua nutriz e receptáculo;

5.O Pai de Tudo, Thelemeu, do Mundo Universal está aqui;

6.Sua força é potência e é inteira
E cheia de virtudes se convertida em terra;

7.Tu separarás a Terra do Fogo e o Sutil do Espesso
Docemente, com grande perícia

8.Pois eis que ascendes da Terra e descendes do Céu
E recebes a Força das coisas Superiores e Inferiores;

9.Tu terás por esse meio a glória do Mundo
e toda obscuridade fugirá de ti;

10.É a Força de toda Força
Pois ela vencerá qualquer coisa sutil
e penetrará qualquer coisa sólida;

11. Assim o Mundo foi criado
E disso sairão admiráveis adaptações
Das quais aqui o Meio é dado Logus;

12.Por Isso Eu Sou Hermes Trismegisto
Pois é dito e visto que possuo e realizo
As Três partes da Filosofia Universal

13.O que aqui é dito sobre a obra Solar é completo e justo.

"Quod est Superius est Sicut Quod est Inferius"


-------------------------------


Tabula Smaragdina

"O Significado e a síntese da obra alquímica surge condensado nas palavras da Tábua Esmeraldina (Tabula Smaragdina). Este texto é uma suposta revelação de Hermes Trismegisto, assim sendo considerado pelos alquimistas medievais. A mais antiga referência a ele foi encontrada num escrito de Dyâbir Ibn Hayyân, datado do século VIII, sabendo-se que São Alberto Magno já tinha conhecimento da sua versão latina. A avaliar pelo estilo, a Tábua Esmeraldina é de origem pré-islâmica e, dado estar em perfeita harmonia com o espírito da tradição hermética, segundo a opinião unânime dos próprios alquimistas, não há razão para duvidar da sua vinculação à origem da hermética, isto muito embora não deixe de ser pertinente pôr-se a questão de saber se o nome de Hermes Trismegisto deve ser atribuído a um homem ou a uma função sacerdotal hermética praticada sob a invocação de Hermes-Thot.


Tabula Smaragdina 

O texto em latim, escrito por João de Sevilha (Johannes Hispaniensis), em Secretum Secretorum, é apresentado abaixo:
(1) Verum sine mendacio, certum et verissimum:
(2) Quod est inferius est sicut quod est superius, et quod est superius est sicut quod est inferius, ad perpetranda miracula rei unius.
(3) Et sict omnes res fuerunt ab Uno, mediatione unius, sic omnes res natæ fuerunt ab hac una re, adaptatione.
(4) Pater ejus est Sol, mater ejus Luna;
portavit illud Ventus in ventre suo; nutrix ejus Terra est.
(5) Pater omnes Telesmi totius mundi est hic.
(6) Vis ejus integra est, si versa fuerit in Terram.
(7) Separabis terram ab igne, subtile a spisso, suaviter, c** magno ingenio.
(8) Ascendit a terra in cœlum, interumque descendit in terram et recipit vim superiorum et inferiorum.
(9) Sic habebis gloriam totius mundi.
(10) Ideo fugiet a te omnis obscuritas.
(11) Hic est totius fortitudinis fortitudo fortis: quis vincet omnem rem subtilem omnemque solidam penetrabit.
(12) Sic mundus creatus est.
(13) Hinc erunt adaptationes mirabiles quarum modus est hic.
(14) Itaque vocatus sum Hermes Trismegistus, habens tres partes philosophiæ totius mundi.
(15) Completum est quod dixi de Operatione Solis.

----------------------

nota:

O Hermetismo veio a influenciar toda a civilização em torno do Mediterrâneo, inclusive serviu de inspiração para muitos sábios, como o enigmático e sapientíssimo Rei Salomão. Esse último, mais tarde, veio a ser influência para as Grandes Sociedades Secretas que governam o mundo até os dias atuais, como a Maçonaria e a Ordem Rosa-Cruz.

De Salomão, deixo-vos esta imagem absolutamente Hermética:


Eu Sou na Terra como Eu Sou no Céu.

(Deus é.)