quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Fenômeno é extremamente raro e é formado de jeito diferenciado. Meire Santos também registrou um halo solar neste domingo (2). (FONTE G1.)


FONTE: G1

Astrônoma amadora registra meteoros passando pelo litoral de SP

Meire Ruiz fotografou dois corpos celestes passando por Itanhaém, SP.
Registro foi feito por volta das 22h desta quarta-feira (20).

Astrônoma registra foto de cometa passando por Itanhaém (Foto: Meire Ruiz/Arquivo Pessoal) 
 
Uma Astrônoma amadora de Itanhaém registrou uma imagem de um meteoro passando pelo céu no litoral de São Paulo. A foto foi feita por volta das 22h em Itanhaém. O meteoro é representado pelo risco na imagem. O efeito do risco é causado pelo tempo de exposição utilizado na câmera, que é capaz de captar todo o caminho feito pelo meteoro.  "Registrei dois pequenos meteoros passando entre a constelação de Cruzeiro do Sul e Carina durante a noite desta quarta-feira", conta Meire Ruiz. (Foto: Meire Ruiz/Arquivo Pessoal)
 

Astrônoma flagra raríssimo 'arco-íris de fogo' em Itanhaém, SP

Do G1 Santos
72 comentários
Arco-íris de fogo em Itanhaém, SP (Foto: Meire Ruiz Santos/VC no G1)Arco-íris de fogo foi flagrado em Itanhaém por astrônoma (Foto: Meire Ruiz Santos/VC no G1)
Uma astrônoma amadora de Itanhaém, no litoral de São Paulo, flagrou um dos mais raros fenômenos da natureza. Meire Ruiz Santos, que há três anos observa o céu e se informa em sites especializados sobre o calendário dos fenômenos, conseguiu fazer imagens de um arco-íris de fogo. A internauta enviou as fotos por meio da ferramenta colaborativa VC no G1.
Arco-íris de fogo em Itanhaém, SP (Foto: Meire Ruiz Santos/VC no G1) 
Arco-íris de fogo foi ressaltado com filtros pela
imprensa especializada (Foto: Meire Ruiz/VC no G1)
Segundo a astrônoma amadora, o arco-íris de fogo, também conhecido como arco-íris horizontal, se diferencia dos fenômenos em forma de arco durante a formação, já que é gerado pela refração de cristais de gelo, ao invés de gotículas de água líquida. O arco-íris horizontal enviado por Meire foi fotografado no final de outubro.
Na tarde deste domingo (2), Meire conseguiu outra foto. Desta vez, a astrônoma fotografou um grande halo solar. Ela conta que estava em uma rede social quando um amigo postou que estava visualizando o fenômeno. "Eu saí, vi e fiz uma foto para postar na internet. Logo em seguida um amigo de Portugal viu que o fenômeno estava acontecendo por lá também", conta.

O fenômeno do halo solar é relativamente comum e natural. Ele ocorre quando há cristais de gelo na atmosfera e a luz do sol os atravessa. A luz é refletida e refratada pelos cristais de gelo e pode se dividir em cores, ficando semelhante ao arco-íris. Às vezes é possível ver halos ao redor da Lua e, neste caso, o fenômeno recebe o nome de halo lunar.

Para ler mais notícias do G1 Santos e Região, clique em g1.globo.com/santos. Siga também o G1 Santos e Região no Twitter e por RSS.
Halo solar foi visto na tarde deste domingo em Itanhaém, SP (Foto: Meire Ruiz Santos/VC no G1) 
 
Halo solar foi visto na tarde deste domingo em Itanhaém, SP (Foto: Meire Ruiz Santos/VC no G1)