domingo, 30 de setembro de 2012

O Livro Dzyan - O mais antigo livro da humanidade

"Ouvi, crianças da Terra ao chamado daqueles que habitam as estrelas. Aprendam que não existe profundidade e nem altura, pois tudo é uno... A Mãe da Fertilidade gerou a todos no cosmos. As sementes dos deuses caíram em inúmeros solos e floresceram em incontáveis formas".

Trecho do Manuscrito em inglês - séc. XVI

O Livro de Dzyan (pronuncia-se Dian) se encontra entre os chamados escritos sagrados da humanidade, ainda que seja um texto mais comentado do que realmente conhecido. De sua origem, pouco se sabe. As informações que se possui não se referem a sua data, mas dizem que é mais antigo que a própria Terra.

O nome vem do sânscrito Dhyana, que significa "meditação mística", sendo que dzyan seria uma pronuncia tibetana ou mongol da mesma palavra. A lenda diz que as primeiras edições foram escritas no idioma senzar em folhas de palmeira por sacerdotes no Himalaia (onde se localiza o Planalto de Tsang).

Trechos nele discorrem a respeito de "mestres de rosto fascinante", que teriam visitado a Terra em carros voadores e que partiram em direção ao país do "metal e do ferro", de onde vieram originalmente.

O texto de Dzyan tem a forma de poesias, ou stanzas que contam a origem da humanidade desde seu início e cobre desde a pré-história até o florescimento de civilizações perdidas. O tratado afirma que existiram quatro raças que deram origem à humanidade atual. A primeira raça constituída por seres etéreos que viviam em Vênus antes que um desastre condenasse o planeta. A segunda por uma raça de monstros humanóides estúpidos para a qual a raça original migrou sua consciência, a terceira teriam sido os habitantes do continente de Lemúria, a quarta a dos atlantes e a quinta seria a nossa raça atual.

Segundo Blavatsky, o livro foi ditado por seres avançados (mahatmas ou lamas) que atingiram um estágio de iluminação superior. Estes seres evoluídos, habitariam o interior da Ásia e viveriam ainda em monastérios protegidos por antigas tradições místicas. Seriam eles os verdadeiros redatores de todos os livros sagrados conhecidos, passando pelos mais antigos manuscritos judaicos, da China, do Egito, da India, incluíndo o Alcorão e a Bíblia.

Entre os meios ocultistas, fala-se que o Livro de Dzyan era "magnetizado" de tal forma que a sua leitura causava visões e alucinações vívidas. As suposições a respeito do conteúdo do livro atribuem a ele informações não apenas sobre o surgimento do Homem no planeta e de sua evolução, mas segredos místicos a respeito do controle da mente, das ciências e da verdade sobre as civilizações perdidas de Atlântida, Lemúria e Mu.

O Livro de Dzyan no Mythos de Cthulhu

Quando Lovecraft adaptou o Livro de Dzyan para o Universo de Cthulhu, concedeu ao tomo uma aura bem mais sombria. No contexto lovecraftiano, os mestres que ditaram o Livro de Dzyan são entidades de poder cósmico que discorreram a respeito de temas que a humanidade não está preparada para enfrentar. Ali estariam contidas revelações sobre os Deuses Exteriores e seu significado, a rebelião dos Grandes Antigos, seu aprisionamento, a existência de raças não-humanas vivendo no planeta e rituais de magia negra.

As cópias originais no idioma senzar teriam se perdido, mas se alguma sobreviveu a passagem das eras, estaria guardada em bibliotecas secretas pertencentes a cultos na Ásia Central. Há também a possibilidade do texto original existir no Mundo dos Sonhos (Dreamlands) e seu acesso ser concedido a alguns poucos sonhadores.

De acordo com os autores do Mythos, várias cópias foram feitas do tratado original fazendo com que parte do conhecimento fosse perdido a cada compilação. A seguir as estatísticas obtidas a partir do estudo de cada volume.

A Cópia Poliglota

Esta versão foi encontrada no ano 595 d.C em uma caverna próxima a fronteira do Tibet. Ela passou por várias mãos antes que um missionário a entregasse aos cuidados do Wharby Museum na Inglaterra no ano de 1902. O livro, um manuscrito escrito em pele de cabras é uma combinação de chinês, sânscrito e de glifos pnakóticos. Trata-se da primeira tradução do texto original e o mais próximo da fonte, mas sua interpretação é extremamente complicada. Custo de Sanidade: 1d4/1d8; Cthulhu Mythos +8%, 20 semanas para ler e compreender

A versão chinesa e em sânscrito

Grandes bibliotecas da China Imperial e no norte da India possuem versões traduzidas do Livro de Dzyan. Os livros são mantidos em segredo pois várias cópias foram roubadas por colecionadores e cultos interessados em seu vasto conhecimento. Sabe-se que uma cópia está em poder de uma ordem monástica nas montanhas de Karakoram no Tibet, os monges protegem esse tesouro empregando uma mistura de magia e treinamento marcial. Outra cópia teria sido escondida numa caverna em Okhee Math na fronteira da China com a India. Expedições européias - entre as quais uma enviada pela Ahenenerbe (divisão de estudos sobrenaturais da Alemanha nazista) - já buscaram encontrá-la, mas falharam em sua obtenção. Custo de Sanidade 1d4/1d8; Cthulhu Mythos +7%, 18 semanas para ler e compreender.

O manuscrito inglês

Um manuscrito traduzido para o idioma inglês circulou pelo submundo ocultista no século XVI. A cópia teria sido feita por John Dee, médico e astrólogo da Rainha Elizabeth I, embora não se saiba com ele teria obtido a versão original. O volume estaria perdido, mas rumores afirmam que o manuscrito jamais deixou a Inglaterra e que estaria em poder de algum colecionador nos anos 20. Uma cópia falsa emergiu em 1932, gerando uma acirrada disputa entre ocultistas em Londres. Se o verdadeiro manuscrito ainda existe seu valor e importância é inestimável. Custo de Sanidade 1d3/1d6; Ctlhulhu Mythos +8%, 14 semanas para ler e compreender.

A versão original de Blavatsky

Ao se basear no Livro de Dzyan para escrever "A Doutrina Secreta", Madame Blavatsky teria censurado alguns trechos por considerar o conhecimento ali contido potencialmente perigoso. Entretando, ela teria preservado uma versão completa do Livro de Dzyan contendo os trechos cortados nas outras versões. Foi a essa edição que o ocultista Joachim Feery teve acesso em 1930. Ele a adaptou na forma de uma brochura intitulada "Estudo do Livro de Dzyan" que chegou a ser publicada. Custo de Sanidade 0/1d2; Cthulhu Mythos 0%, 2 semanas para ler e compreender.

Magias adequadas

Edições mais antigas podem conter a descrição de magias e rituais criadas pelas civilização atlante. As versões Poliglota e Chinesa contém Invocar a Criança da Madeira (Invocar Cria de Shub-Niggurath), Invocar o Espírito do Fogo (Invocar Vampiro de Fogo), Invocar Espírito da Água (Contatar Profundos), Invocar aquele que vaga pelos planos (Invocar Andarilho Dimensional), Invocar Espírito do Ar (Invocar Byakhee), Visões de Sonhos (Contatar Cthulhu). A versão em inglês traduzida por Dee, contém os rituais acima que o guardião achar adequados. A edição de Blavatsky via de regra não possui magias, a não ser que o Guardião queira colocar um ritual em suas páginas.

O Livro de Dzyan para Rastro de Cthulhu

A versão poliglota concede ao leitor 2 pontos dedicados a qualquer Habilidade Investigativa (ou 1 ponto para quaisquer 2 habilidades) envolvendo Atlântida, China, Lemúria ou qualquer idioma pré-humano. Ler esse livro também concede +1 em Cthulhu Mythos, adicione um ponto adicional se o seu personagem também teve acesso ao Eltdown Shards, G'Harne Fragments e os Manuscritos Pnakoticos. Ler as outras versões concede 1 ponto dedicado em pesquisa a respeito de Atlântida, e +1 em Mythos de Cthulhu se o leitor já possui algum ponto nessa habilidade.

http://mundotentacular.blogspot.com.br

DEIXE SEUS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS VOAREM


Nossa mente é como uma casa. Pode ser grandiosa ou pequenina, suja ou cuidadosamente limpa. Depende de nós.

Você já observou como agimos com relação aos pensamentos que cultivamos?

Em geral, não temos com a mente o cuidado que costumamos dispensar aos ambientes em que vivemos ou trabalhamos.


Quem pensaria em deixar sua casa ou escritório cheio de sujeira, acumulando lixo ou tomado por ratos e insetos?

Certamente ninguém.

No entanto, com a casa mental somos menos atenciosos. É que permitimos que pensamentos infelizes e maus sentimentos encontrem morada em nosso coração.

E como fazemos isso?

Agimos assim quando permitimos que tenham livre acesso às nossas mentes os pensamentos de revolta, inveja, ciúme, ódio.

Ou quando cultivamos desejo de vingança, rancor e infelicidade.

Nesses momentos, é como se enchêssemos de sujeira a mente. Uma pesada camada de pó cobre a alegria e impede que estejamos em paz.

Além da angústia que traz, a mente atormentada influencia diretamente o corpo, acarretando doenças e sofrimentos desnecessários.

E pior: contribui para o isolamento.

Sim, porque as pessoas percebem quando não estamos bem espiritualmente.

O azedume de nossas palavras, o rosto contraído, tudo faz com que os outros desejem se afastar de nós, agravando nossa infelicidade.

E o que fazer para impedir que isso aconteça?

A resposta foi dada por Jesus: Orar e vigiar.

A vigilância é essencial para quem deseja a mente saudável.

Nossa tarefa é observar cada pensamento que se infiltra, analisar a natureza dos sentimentos que surgem.

E, principalmente, estar alerta para arrancar como erva daninha tudo o que possa nos prejudicar.

Dado esse primeiro passo que é a vigilância, é importantíssimo estar atento para a segunda recomendação de Jesus: a oração.

Quando identificamos dentro de nós os feios sentimentos, as más palavras e os pensamentos desequilibrados, sempre podemos recorrer à oração.

A prece é um pedido de socorro que dirigimos ao Divino Pai. Quando nos sentimos frágeis para combater os pensamentos infelizes, é hora de pedir auxílio a Deus.

É tempo de falar a Ele sobre a fraqueza que carregamos ou a tristeza que nos abate. É o momento de pedir força moral.

E o Pai dos Céus nos enviará o auxílio necessário.

Mas... de nossa parte, é importante não haver acomodação. É preciso trabalhar para ser merecedor da ajuda que Deus nos manda.

Como fazer isso? Contrapondo a cada mau pensamento os vários antídotos que temos à nossa disposição: as boas atitudes, o sorriso, a alegria, as boas leituras.

Em vez da maledicência, a boa palavra, as conversas saudáveis.

No lugar da crítica ácida, optar pelo elogio ou pela observação construtiva.

Se surgir um pensamento infeliz, combatê-lo com firmeza.

* * *

Não se deixe escravizar.

Se alguém o ofender ou fizer mal, procure perdoar, esquecer. E peça a Deus a oportunidade de ser útil a essa pessoa.

Não esqueça: todo dia é excelente oportunidade para iniciar a limpeza da casa mental. Comece agora mesmo.

sábado, 29 de setembro de 2012

Olha o tamanho DELES ... !!!

As pessoas quando se deparam com algo inexplicável, se “borram nas calças” ou inventam histórias mal interpretadas. Isso cria o tal famoso “Mito”. 

MITO:
1. Personagem, fato ou particularidade que, não tendo sido real, simboliza não obstante uma generalidade que devemos admitir.
2. Coisa ou pessoa que não existe, mas que se supõe real.
3. Coisa só possível por hipótese; quimera.
A Mitologia foi criada pela falta de compreensão e assim, “deus” foi criado pela Mitologia. 

Com toda essa falta de compreensão, só poderíamos ter criado “as crenças”. Das crenças nasceu a “FÉ” que é o ato de crer sem comprovar ou constatar. A FÉ é uma crença CEGA ou MANCA por assim dizer ...
Bom, já estamos familiarizados com a palavra ANUNNAKI, certo ???
Anunnaki significa “Aqueles que desceram dos céus” na língua Suméria (Lembra do: Pai nosso que estais no céu [ ??? ]). Para os hebreus eram os Nefilim, Elohim e para os egípcios antigos, Neter

Quando as tábuas de argila foram encontradas em meados do século 19, ao traduzirem suas escrituras, tudo ali parecia uma “viajem na maionese” total. O historiador e lingüista, Zecharia Sitchin, especialista em traduções de tabletes cuneiformes apresentou ao mundo essas traduções, porém uma forte crença já pré-estabelecida, enraizada pelos paradigmas religiosos que deu apenas FÉ cega às pessoas criando um deus impiedoso que castiga, julga e condena,  não “conseguiu” aceitar e suportar uma teoria nova sobre a criação humana. Daí chamaram de coisa do capeta, diabo e etc ... Mistificaram e contribuíram muito para a desinformação e distorção do assunto. 

Já os cientistas da época, entorpecidos pelos paradigmas newtonianos rotularam essa teoria de Mitologia teológica. Ah! Eles inventavam "deuses" para adorar e tal. [ Hum... sei ...] 

Mas, se era Mito como poderiam conter informações EXATAS sobre genética, Astrologia e Astronomia ??? 

Como podiam saber detalhes sobre Urano e Netuno (inclusive descrevem as colorações de ditos planetas), onde só descobrimos depois da missão Voyager ??? Como podiam saber sobre Plutão que só foi descoberto em Fevereiro de 1930 ??? 

Os Sumeriamos SABIAM a milhares de anos a.C. o que a nossa "avançada" ciência acaba de descobrir. 

Na Assíria e Babilônia antiga a língua falada era o “Acádio”. Nas tábuas de argila das escrituras Cuneiformes Acadianas, são mencionadas inúmeras vezes a palavra “ILU”. Essa palavra "ILU" tem sido freqüentemente mal traduzida como "deuses". 

A premissa de que “ILU" significa “deuses" é falsa, pois na linguagem Acadiana antiga, essa palavra significa literalmente “Seres Altos”.
Ah! Mas podemos constatar isso empiricamente ??? SIM !!! Você ainda não viu ??? Então vai pesquisar ...
Deixo agora algumas imagens pra te fazer refletir ...
Olha só a diferença de tamanho entre essas "pessoas". Inclusive suas cabeças com crâneos alongados.

Olhe na foto abaixo o "cara" sentado. Pense ... se esse "cara já é maior que os demais sentado, imagina quando ele se levantar ...???

Olha só os filhos dos "deuses" aí ... cabecinha estranha não ?






Enki = Senhor (Pai) da Terra. Enlil = Senhor (Pai) do ar.
EN = Senhor, Lorde (Pai).
KI=Terra.
LIL = Vento, Ar.
AN ou ANU = Céu.
As Tabuinhas dizem que Enki eNinkharsag eventualmente descobriram a "mistura" certa que tornou-se o primeiro Homo Sapiens, um ser que os Sumerianos chamaram de LU.LU (O que foi misturado - [genéticamente]). Este é o “Adão” bíblico.
LU.LU era um híbrido genético, a fusão do homo erectus com genes dos deuses para criar um escravo.

As traduções incorretas da Bíblia e a linguagem simbólica tomada literalmente têm devastado o significado original e nos oferecido uma estória de fantasia. Gênese e Exodus foram escritos por uma classe sacerdotal hebraica, os Levitas, depois que eles foram levados para Babilônia por volta de 586 a.C.
A Babilônia situava-se nas terras que anteriormente eram a Suméria e deste modo os babilônios, e conseqüentemente os Levitas, sabiam sobre as estórias e registros Sumerianos. Foram desses arquivos que esmagadoramente os Levitas compilaram Gênese e Exodus.
O Velho Testamento é um exemplo clássico de reciclagem religiosa que tem gerado todas as religiões. Desta maneira quando você procura pelo significado original do Gênese e da estória de Adão você tem que voltar para os registros Sumerianos para perceber como a estória tem sido adulterada.



DNA Anunnaki – “Cromossomos Recessivos”.

“...Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos. Havia naqueles dias GIGANTES na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama." - Genesis 6:1-4.
Giants of the old World

Referencias para Pesquisa:
http://www.bibliotecapleyades.net/sumer_anunnaki/anunnaki/anu_13a.htm
http://fatosufologicos.wordpress.com/2010/04/14/anunnaki/
http://www.galactic-server.net/KJOLE/NCCA/anunnaki.html
http://www.darkstar1.co.uk/darkstarespanol.htm
http://www.rolfkenneth.no/Sitchin-Nibiru-ZetaTalk-English.html
http://bloglaurabotelho.blogspot.com/2008/03/coitado-virou-poeta.html
http://www.scribd.com/doc/4652241/Zecharia-Sitchin-Genesis-Revisitado
http://osnefilins.tripod.com

MerKaBa


A MerKaBa é um campo contra-rotatório de luz gerado pela rotação de formas geométricas específicas, que afetam simultaneamente nosso espírito e nosso corpo. É um veículo que pode ajudar mente, corpo e espírito a acessarem e vivenciarem outros planos de realidades e potenciais de vida.

A MerKaBa é uma ferramenta que ajuda os humanos a alcançarem seu potencial pleno.A MerKaBa é um campo de energia
cristalina que compreende geometrias sagradas específicas que alinham a mente, o corpo e o coração.

Este campo de energia criado pela geometria sagrada se estende ao redor do corpo a uma distância de 18 a 20 metros. Esses campos geométricos de energia giram normalmente ao redor de nosso corpo a uma velocidade próxima à velocidade da luz, mas para a maioria estão mais lentos ou até pararam de girar completamente por falta de atenção e de uso.

Quando este campo é reativado e está girando apropriadamente é chamado de MerKaBa. Uma Mer-Ka-Ba completamente ativada parece com a estrutura de uma galáxia ou de um OVNI.

A MerKaBa nos permite experimentar a consciência expandida, nos conecta com potenciais elevados de consciência, e restaura o acesso e a memória, até as possibilidades infinitas de nosso ser. Quando a Meditação Mer-Ka-Ba é feita corretamente, a Mer-Ka-Ba integra fluidicamente os aspectos femininos (intuitivos, receptivos) e os aspectos masculinos (ativos e dinâmicos) de nossa mente e espírito.

Fonte: www.flordavida.com.br

Por que pensam que vivem num planeta de livre arbítrio, de livre escolha? Tudo gira em torno de escolha, escolher, escolhido - O que escolherão? Como escolherão? Quem escolherão


"Entendam isto, queridos - as partes de vocês que VOCÊS NEGAM, REJEITAM, censuram, desvalorizam e subestimam - são 100% Deus. Todas as partes de seus seres que os compõem neste momento são partes de um criador que vocês rejeitam. Falamos de Deus como uma unidade de vida todo-abrangente, uma unidade de luz todo-abrangente, e uma unidade de amor todo-abrangente.

 

Você nega a sua Divindade quando nega a sua beleza, quando nega seus talentos, quando nega suas capacidades. Você nega o Criador quando rejeita a si mesmo. Você nega o Criador quando rejeita a oportunidade de um milagre em sua vida, a oportunidade de um amor verdadeiro que bate à sua porta. Você nega ao Criador a oportunidade de ajudar outra pessoa através de você. Você não nega sua Divindade apenas 3 vezes ao cantar do galo, mas nega-a centenas de vezes por dia, recusando cumprimentos, recusando amizades, recusando as dádivas dos outros.

Diariamente você decreta e declara verbalmente que é um com o criador, pedindo mais sabedoria e verdades espirituais. Você busca esses entendimentos e, no entanto, minuto após minuto, respiração após respiração, você nega o universo, a Fonte que vive dentro de você e em cada uma das suas experiências.

Você invocou tudo o que lhe acontece neste dia, no dia de ontem e no de amanhã, desde o segundo do seu nascimento até o segundo da sua morte. Você chamou tudo isso à existência. Chamou os mocinhos, os bandidos, chamou sua carência e sua prosperidade. Chamou tudo através dos seus pensamentos, das suas palavras e da sua energia.

Por que pensam que vivem num planeta de livre arbítrio, de livre escolha? Tudo gira em torno de escolha, escolher, escolhido - O que escolherão? Como escolherão? Quem escolherão? Energeticamente vocês esperam que os outros escolham por vocês, que Deus escolha por vocês, quando a escolha tem sido de vocês mesmos, o tempo todo. Vocês escolhem, vocês criam, vocês manifestam, de dentro para fora!"

Conselho de Luz Pleiadiano

O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA


 
Quando a perda trágica ocorre, nós ou resistimos a ela ou nos resignamos. Há pessoas que se tornam amargas ou muito ressentidas, enquanto outras se mostram mais solitárias, sábias e afetuosas. A resignação significa a aceitação interior do que aconteceu. Ficamos abertos à vida. A resistência é uma contração interior, um endurecimento da concha do ego. Permanecemos fechados. Seja qual for a ação qu
e adotemos num estado de resistência interior (que podemos também chamar de negativismo), ela criará mais resistência externa, e o universo não estará do nosso lado. A vida não nos beneficiará. Se as persianas estiverem fechadas, o sol não conseguirá entrar.
Quando nos submetemos internamente, ou seja, no momento em que nos entregamos, uma nova dimensão da consciência se abre. Caso uma ação seja possível ou necessária, essa atitude será alinhada com o todo e apoiada pela inteligência criativa, a consciência incondicional com a qual nos unificamos num estado de receptividade interior. As circunstâncias e as pessoas então se tornam favoráveis, cooperativas. Coincidências acontecem. Se nenhuma ação for possível, repousaremos na paz e no silêncio interior que acompanham a resignação. Descansaremos em DEUS.

Retirado do livro – O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA - Eckhart Tolle - Editora Sextante
Pesquisa: Cassiade Resende Rixse

MANDALAS


"Mandala é uma palavra sânscrita, que significa círculo. Mandala também possui outros significados, como círculo mágico ou concentração de energia. Universalmente a mandala é o símbolo da totalidade, da integração e da harmonia.
Ela pode ser utilizada na decoração de ambientes, na arquitetura, ou como instrumento para o desenvolvimento pessoal e espiritual. A mandala restabelece a saúde interior e
exterior. Podemos usá-la para a cura emocional, que refletirá positivamente em nosso estado físico, e assim ficaremos com mais saúde e vigor. Também podemos utilizá-la para a cura de ambientes, como o familiar e o de trabalho, ou para preparar um espaço especial, onde você irá meditar ou fazer sessões de cura.
A mandala atua no aspecto físico, emocional e energético. No aspecto físico, promove o bem-estar, o relaxamento e a prevenção do estresse. Emocionalmente, pode trabalha conteúdos oriundos de emoções antigas, atuais ou futuras, pois sinaliza aqueles que irão emergir. No aspecto energético, ela ativa, energiza e irradia, harmonizando ambientes físico ou pessoal carregados negativamente, ou aura de sofrimento e tristeza. Ainda energeticamente, pode levar a pessoa a contatos com dimensões supraconscientes e ao encontro de um caminho espiritual. Neste sentido, a mandala foi, e ainda é, muito utilizada para a meditação e para o desenvolvimento e a ampliação da consciência."

Fonte: www.mundodasmandalas.com

terça-feira, 25 de setembro de 2012

TRABALHADORES DA NOVA ERA (Índigos e Cristal)


As crianças e os jovens que estão hoje encarnados na Terra são diferentes daquelas das gerações anteriores. São chamadas de “crianças da luz”, crianças da nova era, do novo milênio. São muito sensitivas e conscientes, não toleram desonestidade e sabem quando as pessoas estão mentindo. Podemos imaginar então, como é difícil para elas se adaptar a um sistema educacional repleto de hipocrisia, concordar com coisas do tipo “vamos fingir que gostamos de estar aqui. Não podemos discutir a maneira como nos sentimos, sendo forçados a vir para este lugar e aprender/ensinar coisas que não temos certeza de terem aplicação prática na vida real”.

Em casa os pais normalmente tratam as crianças e os adolescentes com desonestidade. Escondem tudo delas, desde seus sentimentos até seus vícios, mas os índigos e cristais são muito intuitivos e quase sempre percebem quando há algo de errado e querem falar a respeito. Negar a verdade pode causar uma frustração muito grande, a ponto de ficarem doentes.

Esta nova geração encarna com uma missão sagrada: criar uma nova sociedade baseada em honestidade, cooperação e amor. Quando atingirem a idade adulta, o mundo será bem diferente do que é hoje.

Não teremos em breve mais violência e competição. Poderemos manifestar abertamente nossas necessidades para não precisar competir. E como iremos aos recuperar aos poucos nossas capacidades telepáticas, a mentira deixará de existir. Todos irão perceber a ligação que existe enttre os seres, e a solidariedade passará a ser a base da sociedade. Acumulamos um grande débito kármico ao interferir na missão destes seres da nova era. Devemos ajudá-los a alcançar o sucesso espiritual e para isso temos que agir de maneira honesta com esta nova geração.
Para nos adequarmos a esta nova era precisamos elevar nossa frequência vibracional.Os alimentos têm frequências vibracionais.

Os de frequência mais alta ajudam o corpo a manter a taxa vibracional mais alta, o que faz as pessoas se concentrarem mais em seu estado real e natural. Quanto maior a frequência maior a receptividade das habilidades intuitivas às mensagens dos seres de luz. Alimentos frescos e naturais como verduras , frutas e brotos têm as frequências vibracionais mais altas, enquanto produtos mortos ou congelados têm uma frequência mais baixas. A mídia também tem sua frequência. Informações que tragam medo ou negatividade têm baixa frequência. Portanto, noticiários, jornais, revistas com notícias negativas devem ser evitadas.

Acredito que você, assim como nós, deseja ajudar esses pacificadores a cumprir sua missão. Queremos que sejam exatamente o que devem ser: a esperança de um planeta muito melhor.

 

 http://revolucaodosindigos.wordpress.com/2012/06/16/a-geracao-da-nova-era/

Filhos da LUZ


A era do grande despertar finalmente chegou. Vocês que escolheram deixar de olhar para a escuridão e seguir, presenciarão o nascimento de um novo dia no planeta Terra. Seu coração merece ver a paz onde só existia a guerra, demonstrar piedade no lugar da crueldade de tantos séculos e  substituir o medo pelo verdadeiro amor. Vocês têm o privilégio de ver o mundo mudar.  Mais do que uma moradia, o planeta Terraé um ser vivo conectado com todos os outros seres vivos existentes nele, é um amigo e companheiro que nunca deixa nada faltar aos seus filhos.

Vocês devem respeitá-lo e honrá-lo, pois é tanto quanto vocês um ser vivo e sente o amor que transmitem ao caminhar sobre ele. O criador escolheu suas mãos para amparar os que precisam, seus olhos para ver a inocência ao invés da culpa e seus lábios para dizer palavras de conforto para aqueles que precisam ser confortados.

Não deixem que a dor e o medo continuem a se espalhar, caminhem para a luz e a verdade.
O mundo sofreu até hoje não pela influência do mal, mas por medo de conhecer o verdadeiro bem. Permitam-se deixar para trás a dor, entreguem-se a luz e transformem-se. Para isso basta desejar.
Ninguém pode ajudá-los a não ser vocês mesmos. Dentro de vocês estão todas as respostas.

ENSINEM TUDO O QUE VOCÊS APRENDERAM, ESTE CONHECIMENTO LHES FOI DADO NÃO APENAS PARA O SEU PRÓPRIO DESENVOLVIMENTO, MAS PARA QUE VOCÊS POSSAM AJUDAR A GUIAR O MUNDO, TÃO CANSADO E SOFRIDO, PARA A PAZ DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA.

As respostas que vocês procuram e a realização dos seus sonhos estão bem à sua frente, assim como o descanso e a energia para recomeçar. Essa é a ponte que os une a seus irmãos e irmãs. Olhem para dentro de si mesmos e permitam-se expressar ver a luz que sempre existiu, permitam-se expressar o amor que vem do seu coração e todos os pensamentos se tornarão uma benção para o universo. Todo o sofrimento terminará em breve.

Vocês brilharão como aquele que os criou com sabedoria e glória. O passado se extinguirá como um sonho e sua alegria será tão grande que não terá fronteiras. Continuem e tornem-se os mensageiros da esperança, descubram o caminho da cura e da gratidão e seus irmãos o seguirão. Ao passarem pelos portais das limitações poderão se reunir a todos os que se encontram perdidos, pois não há como se perder do criador. Escolham sempre o caminho do perdão e verterão lágrimas de alegria e de emoção pela bondade que verão nos olhos de todos.

Sigam e vivam como almas iluminadas que são, reconhecendo sempre a existência do criador. VOCÊS SÃO DE EXTREMA IMPORTÂNCIA NESTE PERÍODO DE TRANSIÇÃO PLANETÁRIA.
Não deixe que a barreira do medo os impeça de ver a luz. Vocês nasceram para o sucesso e não para o fracasso. A esperança do mundo está em seu coração,seus objetivos podem ser plenamente alcançados se confiarem naquele que os criou.

Essa é a solução para o desenvolvimento da Terra.

TODAS AS DÚVIDAS E MEDOS DESAPARECERÃO QUANDO VOCÊS DESCOBRIREM QUE A VERDADEIRA CURA VEM DO AMOR EXISTENTE EM SEUS CORAÇÕES.

 http://revolucaodosindigos.wordpress.com/

A solução para a Terra

Mensagem de Paulo Veneziano

Somente a elevação da consciência coletiva poderá criar as condições necessárias para quebrar velhos tabus e pavimentar a estrada que integrará a Terra ao contexto cósmico tão sonhado.
A pobreza e a miséria humana têm solução. Elas podem ser resolvidas se todos estiverem engajados e realmente quiserem resolvê-las. Irmãos, o que estamos querendo dizer com isso? Que cabe a vocês determinar o que querem. A humanidade terrestre já sofreu muito por ações impensadas dos seus ancestrais, governantes que não souberam usar o poder que tinham e que, ainda na atualidade, continuam a fazê-lo.

É hora de o povo da Terra acordar do sono profundo em que esteve mergulhado todos estes anos. Somente a consciência coletiva de todos vocês poderá criar as condições necessárias para quebrar velhos tabus e pavimentar a estrada que os reintegrará ao contexto cósmico tão sonhado.

Sim, queridos filhos, há muito tempo estamos esperando por este reencontro e por isso estamos aqui, auxiliando-vos nesta tarefa de reaproximação e consciencialização.

Por isso, não meçam esforços no sentido de divulgarem tudo o que lhes estiver ao alcance para aqueles a quem a luz ainda não chegou. Não precisam forçar nada, apenas façam com que as informações cheguem até os seus irmãos. O próprio discernimento de cada um irá começar aos poucos a ampliar a percepção e os canais poderão se abrir.

É como um terreno que só precisa que alguém coloque algumas sementes para que as flores possam germinar e depois, com o progresso e o desenvolvimento de cada um, dar flores e frutificar.
Por isso, é tão importante divulgar, para que, num efeito cascata, mais e mais indivíduos possam ter a oportunidade de poder crescer.

Lembrem-se de que também vocês já estiveram mergulhados na escuridão e as sombras não os deixavam ver aquilo que hoje está claro e visível. Ajudem os seus irmãos a tirar o véu da ignorância e do medo. Mostrem a eles a oportunidade de poder, pelas próprias pernas e discernimento, se colocar na trilha certa que os leve de volta ao Pai.

É para isso que todo este esforço está sendo feito agora, e por isso pedimos mais uma vez a todos os canais e mensageiros da luz que se apresentem para este nobre serviço.
Dediquem todo o tempo que puderem para estas atividades, pois o momento requer ação contínua. Todos vocês sentirão a alegria de poder estar participando de tão importante momento da história terrestre e se sentirão confortados e felizes com isto.
Somos a Consciência Cósmica para a iluminação do planeta Terra.

http://revolucaodosindigos.wordpress.com/

domingo, 23 de setembro de 2012

Como saber se uma canalização é fidedigna?


Como saber se uma canalização é fidedigna?

canalizações publicadas em sites da internet e que posteriormente são transcritas para o FACEBOOK. Pessoalmente não temos nada contra canalizar, aliás é uma óptima fonte de conhecimento espiritual e um motor que poderá acelerar o crecimento espiritual do canal e de quem lê as canalizações. Nós próprios canalizamos e ensinamos técnicas de canalização. O q
ue nos tem causado algum desconforto é ver cada vez mais textos publicados como sendo canalizações que, quando bem lidos e sentidos, se vê que foram completemente maculadas e enviezadas pela personalidade, cultura, religião; por todas as idiossincrasias do canal.

Quando um mestre ascensionado, um anjo, arcanjo, ou outro ser dos planos superiores canaliza, as canalizações demonstram:

Sabedoria;
Amor incondicional;
Conhecimento espiritual e de todos os domínios da existência física, emocional e mental;
Aconselhamento;
Instrução e ensino acessível a todos sem excepção;
Objectividade;
Linguagem simples e compreensível por todos;
Supra religiosidade (sem conotação religiosa ou com qualquer religião);
Supra espiritualidade (sem conotação com qualquer caminho espiritual);
Palavras de unificação e de unidade.

Quando um mestre ascensionado, um anjo, arcanjo, ou outro ser dos planos superiores canaliza, as canalizações NÃO demonstram:

Conceitos e expressões incompreensíveis e complexas;
Instruções e fórmulas irredutiveis e dogmáticas;
Ordens ou sugestões que atentem contra a liberdade de escolha de cada um;
Palavras de destruição e de castigo ou punição;
Discurso criador de medo ou temor;
Ambiguidades;
Indícios ou evidências claras ou veladas de fomentação ao separatismo;
Apoio ou de alguma forma evidenciar um caminho espiritual ou religiâo sobre os/as demais, através de conceitos e ou de expressões com conotação a esses caminhos/religiões.

Love - Amor

Podíamos enumerar muitos mais pontos, mas são estes os mais relevantes.

Como saber se uma canalização é fidedigna? Tem que passar pela “peneira” dos pontos acima e, mais do que isso, tem que encher o coração de amor, alegria e paz. Quando isso não acontece, então a canalizaçâo está comprometida: ou o transmissor não é quem diz ser ou o canal deixou que a canalizaçâo se corrompesse com as suas próprias idiossincrasias.

Sentimos de escrever esta nota, porque vemos e sentimos que há muita fascinação pela canalização e muitos não estão usando o “filtro” e depois ficam confusos, levando a uma queda da sua vibraçâo em vez de um aumento da mesma.

Como disse o mestre Jesus: “pelo fruto conhecereis a árvore”. Tenhamos discernimento e não permitamos que a nossa mente ingira alimentos que são mais prejudiciais que nutritivos.

E como disse Sathya Sai Baba: “o discernimento acima da compaixão”.

Assim é.

O QUE É A CANALIZAÇÃO ESPIRITUAL?



É um processo de comunicação energético-espiritual consciente com seres que vivem e evoluem em outros planos, mundos e universos multidimensionais. Entre alma e a mente-cérebro-coração existe um canal principal chamado pelo esoterismo oriental de antakarana, que é como uma ponte entre planos, mundos e dimensões diferentes. Quando corretamente desenvolvido, e exi
stindo uma espiritualização do ser humano, o canal mental e o chakra cardíaco se abrem e através deles são recebidos os ensinamentos e mensagens de sabedoria dos Seres de Luz.

Todos temos múltiplos canais psíquicos, mentais, telepáticos,intuitivos, etc. e muitos deles estão em estado latente e necessitam de desenvolvimento. Ao longo dos tempos estas potencialidades foram rotuladas de várias formas, tais como: faculdades superiores ou espirituais, dons, poderes, canais, sentidos ocultos, etc.Nos nossos dias, o termo canalização está mais em uso e serve para designar aquelas pessoas que têm um ou mais canais desenvolvidos, de modo parcial ou total, e que se comunicam conscientemente com seres que vivem e evoluem em outros planos e mundos dimensionais, tendo absoluto controle de sua mente e de sua vontade.


Não se trata de mediunidade. A canalização é sempre consciente e existe no momento da comunicação uma expansão da consciência, do sentimento, da mente e da vontade. Um verdadeiro canal deve ser uma pessoa espiritualizada, com ideais superiores de vida e de serviço aos Mestres e à Humanidade.


A telepatia intuitiva é um dos canais espirituais do ser humano que vem se desenvolvendo, gradualmente, naqueles que buscam uma espiritualidade maior e mais abrangente, que não ficam confinados a livros, teorias e posturas dogmáticas, mas buscam verdadeiramente o Caminho da Luz, com pureza de sentimentos e com consciência.Estes almejam a expansão de sua sensibilidade,dos seus sentimentos, da consciência, da mente e da alma, assim como, uma unificação entre o eu inferior e o eu superior.


Esta expansão é fundamental em qualquer processo de desenvolvimento e ampliação dos sentidos físicos que estão sintonizados para captar as faixas vibratórias horizontais (visão, audição, olfato, paladar e tato), os nossos tão conhecidos cinco sentidos, através dos quais as informações do mundo externo nos chegam à consciência física. Desenvolvendo-os, expandindo-os, podemos captar as faixas vibratórias verticais, que são as que nos sintonizam com outras dimensões e nos levam ao universo fantástico de nossas almas de uma forma consciente. Segundo a ciência oficial, no espectro eletromagnético, e dentro de uma tão vasta escala de freqüências e comprimentos de ondas, a visão humana ocupa uma minúscula faixa. Existe uma grande necessidade de ampliarmos essa faixa de visão, irmos muito além do estágio atual para conseguirmos enxergar em outros mundos e planos dimensionais. Disse o Mestre Djwhal Khul, o Tibetano, através da Alice A. Bailey disse: “O trabalho telepático de alma para alma para a humanidade, esse é o tipo mais elevado de trabalho possível. Quando o homem, como alma, começa a responder a outras almas e a seus impactos e impressões, então rapidamente se torna pronto para o processo que a conduz à iniciação ...esta forma de comunicação, tem sido responsável por todos os escritos inspirados de real poder, pelas Escrituras do mundo, pelas elocuções iluminadas, pelos discursos inspirados, e pela linguagem do simbolismo. Isto só é possível quando existe uma personalidade integrada e, ao mesmo tempo, haja o poder de focalizar a si mesmo na consciência da alma. A mente e o cérebro devem, simultaneamente, ser colocados em perfeita relação e alinhamento.”


Através da canalização, os Seres que trabalham para a Luz Divina comunicam-se ou unem-se com a alma docanal, que por sua vez através do antakarana, transmite a mensagem para o chakra coronário (glândula pineal). Este passa os impulsos energéticos inteligentes para o hemisfério cerebral direito, que os envia para o hemisfério esquerdo, onde está a linguagem falada e escrita do canal e por meio da qual a mensagem é descodificada na língua pátria que o canal tenha armazenado na memória cerebral. Simultaneamente, o chakra cardíaco recebe as vibrações rítmicas dos sentimentos amorosos do Ser que se está comunicando.


Os Mestres também podem se utilizar de outros canais conscientes que o ser humano tenha desenvolvido ou que esteja em processo de desenvolvimento como, por exemplo, a telepatia intuitiva. Tudo isto, depende de muita prática, treino, discernimento, um correto desenvolvimento espiritual, grande entrega e transformação interior. O verdadeiro canal é um servidor voluntário dos Mestres de Luz ou Ascensionados e da Grande Fraternidade Branca, também conhecida como Hierarquia Oculta ou Governo Oculto do Mundo, por isso trabalha em favor da evolução da humanidade e do planeta.


Todas as mensagens ou ensinamentos espirituais canalizados, sejam eles telepáticos, diretos, escritos ou gravados, devem ser lidos ou ouvidos com o coração, com o chakra cardíaco, e não com a mente racional, que sempre procura classificar, comparar e interpretar, correndo o grande risco de distorcer a sua correta interpretação.


Os cinco sentidos humanos não conseguem ainda captar corretamente aquilo que vem de uma dimensão, plano ou mundo muito acima da terceira dimensão ou mundo material. Quando um dos canais inicia sua abertura é preciso muito trabalho para se chegar àquilo que os Mestres chamam de: “um canal cem por centro”. O que isto quer dizer? Trata-se do discípulo que não interfere em nada na mensagem ou nos ensinamentos que lhe são transmitidos, passa tudo fielmente, uma vez que sua personalidade encontra-se melhor sintonizada à alma, proporcionando um maior equilíbrio interno. Dizemos também que, neste caso, o discípulo está em unidade com a alma e que tem uma correta compreensão das suas tarefas e missões espirituais. Uma grande maioria daqueles que hoje se comunicam por estes meios com os Mestres estão em processo de desenvolvimento dos seus canais, ainda não atingiram o ponto ideal, seus canais estão parcialmente abertos, ou seja, facilmente ocorre a interferência, nas mensagens ou ensinamentos, do inconsciente ou do arsenal de conhecimentos que estão registrados no cérebro, ou, o que é mais comum, da personalidade daqueles que estão canalizando. Por isso, alertamos e aconselhamos muito trabalho na sublimação e transformação internas, o importante é não desanimar nem dar ouvidos a vozes que só geram confusão e que nada contribuem para ajudar e esclarecer. Todo autêntico discípulo sabe que deve persistir no seu aperfeiçoamento e dedicar-se inteiramente aos objetivos de sua alma e de seu espírito. Todos aqueles que estão no caminho da luz sabem que ele é infinito e que, por isso, sempre haverá muito para aprender, transformar, transmutar e renovar.


Quando um canal ainda está nessa fase onde a personalidade ou a mente interferem nas mensagens que recebe deve buscar a ajuda do Mestre para limpar as mensagens, retirando tudo aquilo que resultou da interferência da personalidade, e aproveitar as “pérolas de sabedoria” trazidas pelo Mestre (ou pelos Mestres) à sua alma.


Muitos Guias e Mentores de Alto Nível são discípulos avançados dos Mestres de Luz que se encontram no Mundo Astral servindo a Obra Divina, do mesmo modo como existem discípulos avançados e Mestres atualmente encarnados em várias partes do mundo, implantando no mundo físico o Grande Plano Divina para a Terra. Na Era Aquariana a comunicação espiritual será muito diferente do que foi conhecido no passado. Estenovo processo está sendo chamado de canalização espiritual ou channeling para se distinguir do processo da mediunidade. E qualquer ser espiritualizado, quer esteja no mundo físico, astral, mental, búdico ou em qualquer dimensão, utilizará este processo de uma forma consciente, controlado pela vontade, mente, consciência e sentimento. No processo mediúnico de incorporação a entidade, que se encontra no mundo astral, se utiliza dos corpo astral e do corpo físico do médium, que por causa disto pode perder a consciência e a vontade, parcial ou totalmente. Na canalização espiritual, o ser que se encontra no mundo mental ou búdico, (ambos estão acima do mundo astral) e que está transmitindo as mensagens ou os ensinamentos através dos canais conscientes não incorpora, não limita a consciência, não impõe nada e só expõe.


Ambos atingem uma união ou fusão onde as duas almas, simultaneamente, utilizam-se dos mesmos instrumentos, ou seja, os três veículos: mental, astral e físico. Neste processo o canal está completamente consciente, podendo parar quando quiser e canalizar onde quiser. É o canal que controla o processo e não o Mestre ou algum outro ser externo a si. Contudo, existem médiuns que estão assim classificados mas já são canais conscientes, utilizando-se da canalização espiritual. Os dois processos são bem distintos na sua manifestação.


Sobre a canalização consciente os Seres de Luz ensinam que: “Eles estabelecem contato com a alma e suas informações fluem então através desta última para a consciência, traduzidas através das palavras e conceitos que cada um tem disponível. Existem infinidades de maneiras pelas quais Eles podem transmitir informações para a alma.” “Na canalização consciente Eles gravam na mente a mensagem por meio do que pode ser chamado também de telepatia. Alguns fazem transmissões através do emprego de uma forma de telepatia superior”6 , que se dá através do canal mental antakarana. “À medida em que cada um se desenvolve e passa a compreender mais coisas, Eles podem transmitir mensagens mais complexas ou mensagens com alcance mais amplo. As informações que cada um recebe a respeito de um tema em determinado estágio do seu crescimento serão geralmente expandidas, esclarecidas e modificadas no decorrer do desenvolvimento espiritual. É por isso que é tão importante registrar e reler o que foi canalizado”.

As cargas magnéticas podem impregnar-se também nos ambientes? Existe “mau olhado”? Por que é tão importante crescer interiormente?

As cargas magnéticas podem impregnar-se também nos ambientes?

A energia psíquica ou “psicoenergia” positiva, neutra ou negativa é gerada pela mente e pelas emoções das pessoas. A mente recebe ou cria idéias e imagens e a emoção vibra dando-lhes força. Essas imagens são formas energéticas, vivas e atuantes, impregnando os ambientes onde são geradas, assim como também aquelas para onde são enviada

s pelo pensamento, ou atraídas pela sintonia.

Esta é uma realidade que pode ser confirmada facilmente. O ambiente psíquico num presídio é pesado, carregado, agressivo, difícil de suportar. Num prostíbulo a energia do ambiente é lasciva, de natureza erótica, um incentivo aos vícios e ao sexo. Já, num lar equilibrado e feliz, onde vivem pessoas de bem e de bem com a vida, sente-se um ambiente leve que induz ao contentamento.

Numa igreja também o ambiente é de paz, em chamamentos à religiosidade.

Isto ocorre por causa do tipo de energia mental e emocional que é gerada pelas pessoas que freqüentam esses locais ou ali habitam.

Também os filmes “de ação”, os noticiários sobre crimes e acidentes, os jogos eletrônicos violentos, representam poderosos geradores de energias agressivas pelos que os assistem ou praticam.

Da mesma forma, as pessoas que se comprazem em ouvir ou contar os detalhes de acidentes ou crimes; os maledicentes que gostam de falar mal dos outros, com esses atos estão gerando energias negativas, que irão impregnar-se nelas em primeiro lugar, antes de se espalharem no éter, aumentando mais um pouco as cargas deletérias dos ambientes do nosso planeta.

Informam os espíritos que essas cargas, que ficaram conhecidas como pensamentos-forma, pairam nos ambientes e apresentam formatos específicos, representativos das idéias que lhes deram origem. Elas têm uma espécie de vida própria, apenas energética, não inteligente, e pessoas que se afinam com elas também se nutrem delas, dando-lhes igualmente nutrição, num verdadeiro circulo vicioso de natureza negativa.

Podemos assim entender mais facilmente porque o mundo está cada vez mais violento, agressivo e sexólatra.

Mas há também energias que absorvemos e/ou recebemos da dimensão espiritual.

As que são provenientes dos espíritos chamados “sofredores” são pesadas, doentias, capazes de levar quem as assimila a também adoecer. As dos espíritos obsessores ou malfazejos são agressivas, irritadiças, pesadas, indutoras de ações prejudiciais, a depender também da intenção dos que as enviam àqueles que desejam prejudicar.
 

Existe “mau olhado”?

O “mau olhado” como é conhecido popularmente, é uma realidade. Há pessoas que ao olharem ou se interessarem por uma criança, uma planta ou animal, lançam sobre esses objetos do seu interesse uma carga magnética mais ou menos pesada. A criança assim atingida apresenta-se apática e pode até adoecer. Esse efeito é popularmente chamado “quebranto”. Os animais e plantas atingidos
por essa energia incompatível tornam-se sem viço e podem até morrer se a carga for deveras pesada e não retirada a tempo. As benzedeiras e rezadeiras utilizam-se de elementos da natureza e de suas próprias forças espirituais e mentais para limpar o campo energético de seus pacientes, proporcionando-lhes curas que a ciência médica não consegue explicar.
 
Por que é tão importante crescer interiormente?

Podemos apontar três causas primordiais:

a) A possibilidade de reprovação no exame final do atual ciclo evolutivo da Terra, com o conseqüente retrocesso para um grau inferior.

É fácil perceber que estamos vivenciando uma fase de transição: de “provas e expiações” para “mundo de regeneração”; e desde a codificação do Espiritismo, os espíritos vêm informando que essa mudança de grau implicará no exílio de todos aqueles que estejam atravancando a evolução moral e espiritual da humanidade. Assim, se queremos continuar na Terra, é imperioso nos ocuparmos mais intensamente com nossa própria evolução.

b) O bem-estar interior, que só se consolida mediante esse crescimento.

c) A felicidade que só pode existir verdadeiramente e em profundidade, quando o sofrimento na Terra estiver em patamares facilmente suportáveis, porque uma pessoa não pode ser de fato feliz vendo-o à sua volta.

Mas será que é possível acabar com o sofrimento na Terra? ao menos aquele que é causado pelo próprio homem, por sua ganância, orgulho e desamor?

Os caminhos de Deus são incompreensíveis para nós, mas se os espíritos responsáveis afirmam que o mundo irá mudar de grau, devemos acreditar. Certamente isto dependerá, em grande parte, dos esforços do próprio ser humano.

Então, vamos em frente, procurando fazer a nossa parte, essa que cabe a cada um, individualmente.

CONTINUAM AS PERGUNTAS...

Que recursos alguém pode utilizar para liberar-se de energias negativas?

Que recursos alguém pode utilizar para liberar-se de energias negativas?

Além de recursos como exercícios ao ar livre, caminhadas à beira-mar ou em meio à vegetação, que também servem como indução para melhorar o estado de espírito, gerando energia positiva, há muitos outros como a prece, o “passe” que é ministrado nos centros espíritas, o “johrei” da igreja Messiânica, leituras de elevado teor

espiritual, exercícios de relaxamento e visualizações positivas, ouvir música relaxante, etc. São ações que elevam a freqüência vibratória e com isso, eliminam parte ou mesmo totalmente as energias incompatíveis.

Da mesma forma o energismo produzido pelo contentamento, a alegria e principalmente o amor, representa poderosa força que pode transmutar nosso lixo interior em luz espiritual.

Também um espírito mais evoluído que se aproxime de nós, se o desejar, pode eliminar do nosso campo magnético as energias pesadas. É quando, de repente, sem qualquer razão aparente, passamos a nos sentir leves, felizes, como se a nossa alma estivesse cheia de luz e de alegria, saindo de um estado ruim ou péssimo, para outro de bem-estar, com as energias e as esperanças renovadas.

Mas é preciso ter em mente que se nos vemos envolvidos com energias negativas ou somos alvo delas, certamente estamos precisando aprender a nos defender, começando pela renovação mental e emocional, modificando nossas atitudes.

Podemos entender que energias positivas queimam, dissolvem ou desintegram as negativas, na medida do seu potencial.

Temos então o seguinte: os ambientes da Terra estão carregados de energia negativa gerada pelas mentes e emoções de milhões de pessoas que vivenciam a violência, a agressão, a maldade, e de outros tantos que são desonestos, gananciosos e viciosos, sem falar nos espíritos de má presença que circulam em meio a nós, representando verdadeiras usinas poluentes da atmosfera psíquica do nosso planeta. Ehá também aqueles outros milhões que vibram com os filmes violentos, cruéis, de terror, ou que “curtem” jogos eletrônicos onde agredir e matar é diversão.

E nós, quase sempre, mesmo sem perceber, nos deixamos influenciar por essas energias.

Por outro lado, pessoas e espíritos que vivenciam o amor, a paz, a fé, a prece, sejam quais forem as suas religiões, estão gerando poderosas energias de elevado teor, desintegrando parte desse lixo mental que polui a atmosfera do nosso planeta.

Mas há um detalhe importante. As energias de baixo teor só nos atingem se estivermos vibrando na mesma faixa.

Por isso é fundamental educarmos o pensamento e as emoções para não ficarmos pensando, nem falando em coisas negativas para não criarmos um canal de sintonia e recepção de energias pesadas, tendo em vista que, nesse terreno, os semelhantes se atraem.

Assim, as melhores armas para nossa defesa estão na mente e no coração e é delas que devemos nos utilizar para fortalecer nosso campo magnético com energia positiva.

Mas, se somos atingidos por cargas negativas, não devemos pensar que houve injustiça da parte de Deus, por permitir que tais forças nos alcancem. Muitas vezes estamos precisando desses transtornos para despertar e dar mais atenção ao nosso crescimento interior. Isto faz parte do nosso processo evolutivo.

Uma pessoa de bom caráter, boa conduta, que ama o próximo e busca sintonia com forças mais altas, tem sua própria proteção. A sua energia, de ordem mais elevada e luminosa, forma em torno dela uma aura protetora, que “queima” a negativa que lhe é enviada, na mesma proporção de sua própria força interior.

O grande segredo, portanto, para nos defendermos de cargas energéticas negativas está numa vivência alicerçada no bem; está na fé, no otimismo, no contentamento, na vontade firme, na prece e principalmente nas atitudes de amor, que incluem o perdão e a pacificação de nós mesmos com relação ao Todo e a todos.
 
 
CONTINUA...

Que males as energias pesadas podem nos causar?


Hoje já é possível confirmar cientificamente a influência dos pensamentos e emoções em nosso organismo.

Durante oito anos o pesquisador japonês Masaru Emoto e sua equipe fotografaram cristais de água congelada que havia sido submetida às vibrações de pensamentos, sentimentos, palavras, idéias e músicas.

A água que recebera vibrações, ou seja, pensamentos e sentimentos positivos, como amor, alegria e paz, apresentaram belíssimas figuras geométricas, como se fossem jóias esculpidas em sua estrutura molecular.

O mesmo aconteceu quando a água foi submetida à presença de música clássica suave e harmoniosa, da prece e até mesmo de palavras que eram proferidas, tais como amor e gratidão.

Mas quando colocaram junto a ela música Heavy Metal, depois de congelada, não mostrou desenhos geométricos, mas estruturas distorcidas e formadas aleatoriamente.

O resultado desse trabalho está no livro A Mensagem da Água, publicado em 1999 em japonês e inglês, divulgado em todo o mundo. Ele exibe 161 fotos que mostram a resposta da água aos vários estímulos.

Certamente é uma experiência impressionante admirar a beleza de uma imagem geométrica impressa numa gota de água congelada, sabendo que aquele desenho formou-se na água porque ela sentiu a vibração de uma palavra de amor, de uma música suave ou de um bonito pensamento.

Podemos perceber então a formidável repercussão do nosso pensamento e emoções em nosso organismo, que é composto por 70% de água.

Assim, o bom senso nos indica o caminho da saúde e da cura, por meio da escolha certa dos nossos pensamentos e emoções.

O ser humano criou em torno do nosso planeta um ambiente de vibrações pesadas, geradas principalmente pelo tipo de emoções vivenciadas por grande número de pessoas, muitas vezes induzidas por filmes violentos, amorais e de horror; por jogos que a juventude “curte” adoidadamente, nos quais matar se torna diversão; por noticiários sobre crimes e acidentes, etc. Sabemos que esse “astral” pesado que vibra nos ambientes da Terra influencia a humanidade, levando-a mais e mais a afundar-se nesse abismo. Se sabemos de tudo isso, é fácil entender qual a nossa responsabilidade. Assim, gerando amor, que é a mais poderosa das vibrações luminosas, além do benefício que fazemos a nós mesmos, estaremos colaborando grandemente para eliminar um pouco dessa sombra, substituindo-a por luz.
 
CONTINUA....

E os planos superiores, como são? Se a grande lei universal é a do amor, como pode alguém chegar a perdoar e amar um inimigo?


Há muitos relatos dos espíritos sobre essas regiões vibratórias mais elevadas e mesmo um dos Apóstolos disse que fora até o terceiro céu.

Como a matéria astral é muito plástica e os ambientes espirituais refletem a beleza ou feiúra do que vai no íntimo dos seus habitantes, podemos imaginar quão maravilhosas devem ser as regiões onde habitam seres como Francisc
o de Assis, madre Tereza de Calcutá, Ghandi e outros espíritos de escol.

E não se trata apenas dos aspectos de beleza, mas da elevada vibração que ali é uma constante. Muitos médiuns e pessoas de grande sensibilidade percebem a presença de espíritos mais evoluídos com tanta intensidade e numa forma tão divinal, que não conseguem reter as lágrimas. São presenças maravilhosas, irradiando tanto amor, júbilo e paz, que as palavras não conseguem registrar.

Mas não se pense que nas zonas superiores se desfruta de repouso. Conforme informações dos espíritos, quanto mais evoluídos, mais eles trabalham e nesse trabalho está o seu prazer, a sua realização.

Nos relatos de espíritos que narram seu retorno ao mundo espiritual, há sempre o componente do trabalho. Logo que tenham se recuperado dos traumas da desencarnação, começam a sentir necessidade de atividades. Muitos voltam a estudar, porque lá também há escolas, universidades, etc.. Outros pedem trabalho que lhes é fornecido de acordo com suas capacidades e aptidões. Mas por lá também há lazeres os mais variados, dependendo também dos gostos e projetos evolutivos dos habitantes.

Assim, aquela idéia de um céu de inativos, cantando glórias a Deus pela eternidade afora... ou sentados no beiral de uma nuvem, tocando harpa... não condiz com a realidade.

A lógica nos diz que uma natureza dinâmica, realizadora, como a do ser humano não iria suportar uma existência de inatividade pela eternidade afora.

Mesmo que o céu fosse como de certas crenças, com rios de leite e mel, e com todos os prazeres possíveis... chegaria um dia em que tudo isso iria cansar.

A natureza humana não suportaria por muito tempo a estagnação.

Se a grande lei universal é a do amor, como pode alguém chegar a perdoar e amar um inimigo?
 
As leis divinas, ou leis cósmicas, são sábias e perfeitas. Elas conduzem os seres, de forma inexorável, no rumo da perfeição.

Nos casos de inimizades é a reencarnação que transforma ódio em amor, porque os pais não estarão vendo no seu bebê, o que ele foi no passado. Seu amor pelo filho, ou filha que geraram, anula ou desfaz o energismo negativo que lhes possa “subir” do inconsciente.

O mesmo acontece com a criança. Mas ocorre por vezes que mais tarde, com seu crescimento, e conforme o espírito vai se apossando mais e mais do corpo carnal, aqueles velhos ódios vêm à tona, embora atenuados. Isto depende também do tanto de amor que esteve presente desde os primeiros momentos de sua nova vida.

Isto explica os casos de grandes conflitos entre pais e filhos, e até mesmo de ódios totalmente inexplicáveis, sem a chave da reencarnação.

Mas mesmo os piores ódios do passado vão encontrando o perdão e a pacificação ao longo dos longos percursos das vidas sucessivas.

Deus sabe o que faz. A reencarnação e as infinitas possibilidades de crescimento, aprendizado e realização refletem a lei universal da evolução contínua.
 
 
CONTINUA...

Por que pessoas de excelente nível evolutivo, que certamente não geram esse “lixo mental”, também adoecem?



Muitas enfermidades produzidas por estados de espírito negativos são geradas nesta mesma vida, mas há também as que procedem de vidas anteriores.

Há pessoas que são verdadeiras indústrias de mau humor, que vivem a se lamentar, a maldizer e reclamar de tudo; outras cultivam emoções e sentim
entos negativos como a inveja, o ciúme, o rancor, o azedume, o desamor... Esse tipo de atitudes ou procedimentos gera um energismo pesado que fica circulando no sistema energético, provocando bloqueios, produzindo males de maior ou menor gravidade.

Mas nem sempre toda essa carga energética pesada é drenada nesta mesma vida, permanecendo esse “lixo” mental nas profundezas do ser, para vir à tona em futuras encarnações.

Há também muitas narrativas dos espíritos contando como algum companheiro, ao programar sua futura encarnação inclui nela alguma enfermidade ou limitação. Isto, visando evitar maiores quedas espirituais, em sua futura jornada.

A nós, aqui reencarnados, parece impossível que alguém programe sofrimentos para si mesmo. Ocorre que na dimensão espiritual, onde temos uma visão muito mais abrangente sobre as nossas próprias necessidades de evolução, preferimos enfrentar uma vida de lutas e dores, do que cair nos mesmos erros do passado.

A evolução é o que há de mais importante para os espíritos mais esclarecidos, e sabemos o quanto as facilidades da vida podem induzir a quedas espirituais. Por exemplo, uma mulher muito bela que tenha usado sua beleza para destruir lares, ao conscientizar-se do mal que fez, ao programar sua reencarnação, poderá solicitar uma aparência feia ou um defeito físico, que a ajudará a livrar-se de novas tentações.

Há ainda os casos em que a administração superior determina uma enfermidade, um acidente ou outro transtorno, visando desviar alguém do caminho que iria levá-lo a maiores quedas espirituais. Isto ocorre por misericórdia divina e quando para tanto há merecimento, ou ainda, por solicitação de algum espírito com suficientes méritos para endossar seu pedido.

Mas há também as enfermidades causadas pelo descuido, o descaso com a própria saúde, pelos mais diversos vícios, pela gula, pela alimentação errada ou a vida sedentária.

E há ainda aquelas doenças kármicas, como resultado de ações praticadas em vidas passadas.

Como se vê, as causas profundas das enfermidades são muito variadas, mas estão em nós mesmos, tanto em nosso passado quanto no presente.

Que é frequência vibratória? Que são os sonhos? Para que tipo de plano espiritual iremos nós, seres de mediana evolução, depois de nossa desencarnação?

Que é frequência vibratória?

O pensamento e a emoção produzem o que se conhece como vibração, e o seu teor reflete o que há em nossa alma, definindo a freqüência dessa vibração, desde a mais baixa até a mais elevada que a nossa condição possa gerar.

O escritor Francisco Carvalho, no livro Influências Energéticas Humanas, elabora uma escala imaginária que vai de zero a cem graus, com os seguintes

valores: no grau zero teríamos o ódio, emoção de mais baixo teor vibratório; nos 10 graus os desejos de vingança; nos 20, a inveja, o ciúme; nos 30, o rancor, o azedume, os ressentimentos e assim por diante, até os neutros, nos 50 graus. Nos 70, já numa faixa positiva, teríamos a esperança; nos 80, a fé; nos 90, a oração e a alegria e, finalmente, nos 100, o amor, a mais forte vibração de teor positivo.

Ainda na escala de vibrações de baixo teor podemos acrescentar as inúmeras “curtições” de natureza inferior, como as mais diversas taras, a crueldade, a perversidade, os muitos tipos de perversão, as conversas voltadas às baixas paixões, os mais diversos vícios, etc.

Já, para elevar o teor vibratório, também podemos acrescentar os sentimentos nobres, as leituras e conversas voltadas para assuntos ligados à religiosidade, à fraternidade, ao amor puro; a alegria sã e a meditação em temas luminosos, enfim, tudo que possa abrir canais entre nós e as forças mais altas da vida.

Quanto a mais informações sobre espíritos e mundo espiritual, há extensa bibliografia a respeito, particularmente pela psicografia de Chico Xavier, inclusive casos em que foram feitas perícias da letra e assinatura do espírito, comparando-se com sua letra e assinatura, quando ainda encarnado, e o diagnóstico dos peritos afirmou tratar-se da mesma pessoa.
 

Como (de que forma) estaremos nesse mundo espiritual, depois que retornarmos para lá? Seremos assim como um ser flutuante, transparente... ou teremos um corpo... e como será esse corpo?

Os espíritos superiores, explicaram que os seres humanos são constituídos de um princípio espiritual, ou Espírito; de um corpo espiritual, ou perispírito, e do corpo carnal. Somos, portanto, um ser bem mais compl
exo do que comumente se supõe.

O Espírito seria assim como uma centelha do Espírito divino, que ninguém teria como ver. O perispírito é um corpo intermediário, que permite ao espírito manifestar-se na matéria. Ao que se sabe, há ainda outros corpos como o mental e o etérico, ou energético, mas vamos falar apenas dos três principais: espírito, perispírito (ou corpo espiritual) e corpo carnal.

Centenas de espíritos que têm contado, através da psicografia dos mais diversos médiuns, as suas experiências no retorno ao mundo espiritual, dizem que, para eles, seus corpos e também os novos ambientes lhes parecem tão consistentes e tangíveis quanto antes, aqui na Terra, embora se sintam bem mais leves.

Também as pessoas que se desdobram, ou fazem “viagens astrais”, falam sobre os ambientes que encontram no mundo espiritual, nas faixas mais próximas de nós. Elas dizem que esses ambientes são bastante semelhantes aos nossos, tanto que, por vezes ficam em dúvida se estão na Terra ou na dimensão espiritual.

No livro Devassando o Invisível a médium Ivone Pereira narra inúmeros episódios e fatos que ocorreram com ela em incursões ao mundo espiritual, com explicações sobre vários aspectos dessas dimensões. É um livro que vale a pena ser não apenas lido, mas também estudado.
 
Para que tipo de plano espiritual iremos nós, seres de mediana evolução, depois de nossa desencarnação?

Toda a nossa existência é regida por leis muito sábias, perfeitas e justas, que sempre nos levam a colher exatamente aquilo que semeamos. Foi por isso que Jesus afirmou: “A cada um será dado de acordo com suas obras”.

Essas leis geram os mecanismos de causa e efeito, pelos quais toda ação provoca uma reação semelhante. Assim, ao desencarnarmos, vamos encontrar na dimensão espiritual condições boas ou más, de acordo com o uso que fizemos dos bens que a vida nos concedeu, com as ações que praticamos e também com as nossas indevidas omissões.

Há um velho e sábio ditado que diz: “Quem semeia ventos, colhe tempestades”. Esta é uma verdade cósmica. Portanto, quando passarmos para o mundo espiritual através da morte, vamos colher exatamente o resultado de tudo que aqui plantamos. De nada valerão os “pistolões” espirituais, tais como missas, orações, novenas, remissões e outros atos semelhantes, porque toda pessoa responde por suas ações e não há como burlar essa lei; não há como enganar a Deus.

A morte, na verdade, conduz cada espírito para a situação ou faixa vibratória apropriada e merecida. Isto funciona de forma irreversível, pela força da lei das afinidades vibratórias.

As pessoas muito apegadas aos bens terrenos, à casa, aos móveis, ao trabalho, às amizades e curtições geralmente permanecem imantadas aos ambientes onde viveram. Isto lhes gera sofrimento e é prejudicial à sua evolução. O espírito liberto da carne deve libertar-se também de todas as condições materiais e reiniciar suas experiências, atividades e aprendizados no mundo espiritual, visando sempre seu crescimento, sua evolução como ser cósmico que é.

Os espíritos que não conseguem afastar-se dos ambientes em que viveram, também são conhecidos como “sofredores”. As mazelas, problemas e doenças que os perturbaram antes de sua desencarnação permanecem vivos em suas mentes, projetando-se em seus corpos espirituais. Com isso, eles continuam sentindo as mesmas dores e angústias de seus últimos tempos na Terra, e seus sofrimentos repercutem também nas pessoas sensíveis das quais se aproximam, podendo causar-lhes inúmeros transtornos e até mesmo doenças que os médicos não conseguem diagnosticar nem tratar de forma correta.

Da mesma forma, aqueles que praticam suicídio sofrem muito no mundo espiritual. Há inúmeros relatos de espíritos de ex-suicidas narrando seus sofrimentos verdadeiramente atrozes e, regra geral, de longa duração. É claro que as situações variam de um caso para outro, mas sempre o suicídio representa terríveis sofrimentos a quem o pratica, refletindo-se em suas futuras encarnações. Os espíritos de suicidas geram uma vibração tão pesada e hipnótica que a sua simples presença pode até induzir uma pessoa reencarnada a praticar ato idêntico, desde, é claro, que essa pessoa tenha tais tendências e se deixe influenciar por aquela presença. Talvez por isso os espíritos falam sobre zonas espirituais, como o Vale dos Suicidas, onde esses espíritos permanecem, por períodos mais ou menos longos, distantes das comunidades terrenas.

Também as pessoas que vivem em desacordo com as leis de Deus, praticando a violência, a ganância, prejudicando o próximo, vivenciando o orgulho, a prepotência e outros valores negativos assim como vícios e maldades os mais diversos, depois da morte irão situar-se em zonas vibratórias compatíveis com seu próprio estado espiritual.

Depois da morte cada qual recebe exatamente o que fez por merecer durante sua vida na Terra. As posições que ocupou não têm qualquer valor no mundo espiritual. Ninguém chega aos planos mais elevados sem antes aprender aqui mesmo na Terra a perdoar, a ser pacífico, humilde, fraterno, honesto, justo, desprendido dos bens materiais, agir com ética e, acima de tudo, amar. Da mesma forma, ninguém ascenciona espiritualmente sem adquirir os valores da inteligência e da sabedoria, através do estudo, do trabalho e das lutas e dificuldades do cotidiano.
 
 
CONTINUA...

É possível que todas as pessoas sejam médiuns? Tenho premonições (ou visões); sinto-me mal em certos lugares; vejo coisas que os outros não vêem; etc.; preciso de ajuda? Como posso desenvolver a minha espiritualidade, ser uma melhor pessoa, controlar as intuições e outras manifestações, defender-me dos ataques energéticos, ou, quem sou realmente Eu? O que é esperado de mim? O que tenho de fazer e que caminhos devo trilhar? Como posso encontrar quem me ajude a desenvolver-me?

Estas são algumas perguntas frequentes de pessoas que chegam a mim. Vou responder algumas delas...

Sou Médium?
O que é que isso implica?
Como devo conciliar uma vida normal de máscaras sociais e uma vida em que sabemos o que vai dentro das cabeças dos outros; que macumbas e energias negativas possuem; situações futuras que acontecerão, etc.?

Estas são as verdadeiras perguntas que deve fazer pois a sua vida vai entrar num novo ciclo, com novas experiências; é uma verdadeira transformação pessoal a todos os níveis com choques imprevisíveis e novos em que terá de aprender a lidar com o conhecimento e o impacto que este pode ter, o sigilo, a responsabilidade e o Poder - poder para alterar profundamente a vida das pessoas de acordo com o que lhe poderás dizer ou descrever.




É como entrar num novo Universo, com novos conceitos, novas perspectivas; é como subir para uma posição de onde vemos muito e como as pessoas são translucidas e a humanidade é podre e maligna - é preciso aprender a lidar com a miséria humana sem honra, sem palavra, sem integridade; aonde não há aparências, o que é, é!


Agora, tome consciência, se tem, é porque tem uma missão espiritual a cumprir; e se desistir, terá que cá retornar para realizar tudo de novo, como tal, aceite o que é e comece a trabalhar - trabalhe sem demoras e o mais depressa possível, pois fugir é se condenar a grandes provações.
Pode ler a história de Jonas na Bíblia, Antigo Testamento, e como foi castigado pelo Destino ao não aceitar o seu destino como vidente/profeta.


De certa forma todas as pessoas são médiuns, porque todas são passíveis de serem influenciadas pelos espíritos, mas quando falamos em médium a referência é feita aos que tem essas faculdades mais desenvolvidas, capazes de transmitir o pensamento dos espíritos, ou servir como veículo para suas manifestações na matéria.

Há médiuns, desde aqueles que possuem faculdades apenas latentes, até aqueles outros nos quais elas se apresentam com toda a sua potencialidade.

Os primeiros, regra geral, não têm maiores compromissos nesse terreno, enquanto uma mediunidade estuante certamente está informando que há tarefas de maior ou menor abrangência em sua pauta reencarnatória.

Também há casos em que a tarefa é ampliada no decorrer dos anos, a depender do desempenho do médium, enquanto em outros ela não chega a ser cumprida em sua totalidade. E há também aqueles, infelizmente muitos, que a abandonam a meio do caminho, sem falar nos que nem chegam a iniciá-la.

Na maioria dos centros espíritas há cursos para médiuns, com estudos doutrinários e sobre mediunidade, nos quais os participantes vão aprendendo a se concentrar e a educar suas faculdades. Isto é muito importante para que a sua tarefa possa desenvolver-se com equilíbrio e dentro dos princípios de ética ensinados pelo Espiritismo.

A mediunidade praticada com amor, dedicação e desprendimento é fator de equilíbrio e paz para seu portador.
 
Tenho premonições (ou visões); sinto-me mal em certos lugares; vejo coisas que os outros não vêem; etc.; preciso de ajuda?

Quem procura um médium com estas questões é porque precisa mesmo de ajuda pois a sua espiritualidade, os seus carismas estão a manifestar-se.

Todos os médiuns/videntes positivos irão o/a ajudar sempre mas exigirão o seu compromisso porque em espiritualidade somos responsav
eis, tem-se ética e honra!


Um médium pode cobrar pelos seus serviços.
 
 

Destina-se a não ser explorado pelas pessoas que quando descobrem alguém com dons especiais, tentam explorar os videntes, e o cobrar é uma forma de conter as pessoas.
Mas há dois tipos de cobrar dinheiro; há pessoas que querem enriquecer e rapidamente os seus Dons serão selados - normalmente tornam-se depois charlatões ou aliam-se a forças malignas -, e há os videntes que cobram os seus serviços somente para viver.
Reconhecerá a diferenças entre os dois tipos de pessoas pela forma como se apresentam e o que ostentam.
 
Como posso desenvolver a minha espiritualidade, ser uma melhor pessoa, controlar as intuições e outras manifestações, defender-me dos ataques energéticos, ou, quem sou realmente Eu?
O que é esperado de mim?
O que tenho de fazer e que caminhos devo trilhar?
Como posso encontrar quem me ajude a desenvolver-me?

Estas sim são perguntas espirituais porque você quer dar sentido à sua vida, quer preencher o vazio interior que há em si e que nenhuma experiencia mundana que o dinheiro pode satisfazer inclusive, consegue irradicar.

Todos sentimos que há coisas que nos fazem felizes ou que existem ausencias, vazios, sentimentos de a vida não ter sentido ou não estarmos especialmente realizados.

Esta é a diferença entre o procurar exterior e o encontrar-mo-nos dentro de nós próprios. Por isso espiritualidade é sempre interior pois são manifestações como a intuição que provém do espirito (porque os Dons/Carismas são do Espirito), e é com o nosso espirito que nos temos de encontrar e entender; nós existimos a duas e a três realidades que são: consciencia-espirito e consciencia-espirito-alma.
Além destas realidades interiores que temos de estabelecer comunicação ainda temos o nosso Mestre Supremo: o Anjo da Guarda ou também designado como Guia ou Mestre Espiritual.

Existe vida depois da morte?

As pesquisas científicas indicam que sim, e as religiões também afirmam que, de alguma forma, a vida continua depois desta vida, nem que seja em estado latente, aguardando a ressurreição dos mortos.

Só que aí surge uma questão da mais alta importância: se todos havemos de morrer um dia, como estaremos nesse além da vida? Será que vamos ficar armazenados em algum gal
pão celestial, aguardando o juízo final? Ou quem sabe, prostrados diante do trono divino, em adoração, pela eternidade afora? Ou talvez sentados no beiral de uma nuvem tocando harpa?

Será que uma natureza dinâmica, como a do ser humano, iria suportar um estado de inatividade, inócuo e vazio, por toda a Eternidade?

São os próprios espíritos que têm dado as mais completas explicações sobre esse outro lado da vida. Essas informações têm chegado, principalmente através da psicografia, por intermédio de inúmeros médiuns, nos mais diferentes pontos da Terra e nas mais diversas épocas.

Nessas mensagens, dirigidas em sua maioria a parentes e amigos, os espíritos contam como foi a sua passagem para o mundo ou dimensão espiritual, e como é essa nova realidade.

Também pela TCI – Transcomunicação Instrumental, os espíritos se comunicam através de aparelhos eletrônicos, passando informações semelhantes.

Um dos portadores das mais amplas e detalhadas notícias sobre o mundo espiritual, a vida e atividades dos seus habitantes - através da mediunidade - é o espírito André Luiz, nos 11 livros psicografados por Francisco Cândido Xavier (Chico Xavier): Nosso Lar, Os Mensageiros, Missionários da Luz, Obreiros da Vida Eterna, No Mundo Maior, Libertação, Entre a Terra e o Céu, Nos Domínios da Mediunidade, Ação e Ração, Sexo e Destino, E a Vida Continua.
 
Porque é há pessoas que incomodam Videntes Positivos Sérios com a ideia que serão algum tipo de bruxos ou bruxas e que por artes de magia irão lhes solucionar os problemas?

Primeiro:
- O Problema é seu e só seu e só você é o único responsável por ele e se a sua mãe ou o seu pai não lhe deram as devidas palmadas em devida altura para aprender a ser responsável pelos seus actos e as suas situações
, e que depois o leva a descarregar sempre as suas frustrações e culpas para cima, sempre, de terceiros, peço desculpa, mas se não funcionou ou não lhe dão a resposta que quer ouvir, isso deve-se a uma grande e grave falta de educação!

Segundo: A diferença entre Bem e Mal é que bem ajuda quando pode ajudar e não estará a transgredir leis carmicas, ou então, trata de um problema e os seus inimigos produzem mais chatices espirituais adicionais contra si, que são outros problemas adicionais que você tem de tratar. São parte da sua caminhada espiritual, tem de aprender com as experiências, relativizá-las e desvalorizá-las.

Terceiro: O Mal é que é cheio de artimanhas e tudo pretende conseguir, mas se você quer as coisas á sua maneira, então, está no sitio errado porque Deus só ajuda quem trilha os caminhos do Bem Absoluto e depois abre-lhe os Dons conforme caminha e progride.


Você tem de aprender a lidar com os "Não!" da vida, tem de os aceitar, desvalorizar e partir em frente sem remoer e estar apegado às memórias do passado.

Posso pagar para que me sejam dados Dons?
Amanhã já consigo fazer isto?
Paguei uns cursos e sou a maior!
Já fiz e aprendi com o não sei quantos e o não sei que mais!

Vivemos na actualidade do futil e do momentâneo e esqueceu-se que tudo carece de afincado treino, persistencia e vontade inquestionavel, e mesmo assim, os resultados levam meses ou anos...

Mas o cerne da questão é que o dinheiro nada compra!

Há pessoas profundamente "espirituais" que são sovinas, parasitas dos outros, incapazes de dar porque querem sempre receber, e afirmam-se "espirituais". É que são às carradas!
Por certo conhecerá umas quantas pois entre as beatas da Igreja, a menina do Fau Chunga (não é feng shui) e as doutoras de farmácia ou proprietárias de lojas, é só ver como são agarradissímas ao dinheiro e ao que é seu.

Se você que não quer admitir ser assim, tem que primeiro aprender a desprender-se das coisas, do materialismo, do facil e que o dinheiro tudo consegue - pessoas que dizem que "dinheiro não dá felicidade mas ajuda", se o dizem ,é porque não dão valor ao que tém, mesmo que seja só estarem vivas.

Nestas linhas eu quero ser defensor da verdadeira espiritualidade em que as pessoas honestas com elas próprias serão capazes de aprender com o que aqui se explica, pois as outras que são hipócritas e mentirosas para elas mesmas julgando enganar os outros, desculpem, o vosso obstáculo à verdadeira espiritualidade é a vossa Atitude na Vida!
 
 
CONTINUA....