sábado, 26 de junho de 2010

OS TRABALHADORES DA LUZ

A IDENTIDADE DO TRABALHADOR DA LUZ

Os Trabalhadores da Luz são almas que possuem o forte desejo interior de difundir Luz (conhecimento, liberdade e amor) sobre a Terra. Eles sentem isso como sua missão. São freqüentemente atraídos para a espiritualidade e para algum tipo de trabalho terapêutico. Devido ao seu profundo sentimento de missão, os Trabalhadores da Luz sentem-se diferentes de outras pessoas. Ao experimentarem diferentes tipos de obstáculos em seus caminhos, a vida os estimula a encontrar seu caminho próprio, único. Os Trabalhadores da Luz quase sempre são indivíduos solitários que não se adaptam às estruturas sociais estabelecidas.

Uma observação sobre o conceito de “Trabalhador da Luz”:


A expressão “Trabalhador da Luz” pode provocar mal-entendidos, já que diferencia um grupo particular de almas, do resto. Além disso, pode parecer sugerir que este grupo particular é, de algum modo, superior aos outros, por exemplo, àqueles “não Trabalhadores da Luz”. Toda esta linha de pensamento está em desacordo com a própria natureza e objetivo do trabalho da Luz. Permitam-nos expor brevemente o que há de errado nisso.


Primeiro, pretensões de superioridade geralmente não são iluminadas. Elas bloqueiam seu crescimento em direção a uma consciência livre e amorosa. Segundo, os Trabalhadores da Luz não são “melhores” nem “superiores” a ninguém. Eles simplesmente têm uma história diferente daquela dos que não pertencem a este grupo. Graças a esta história peculiar, que discutiremos mais adiante, eles têm certas características psicológicas que os distinguem como um grupo.



Terceiro, toda alma chega a ser um Trabalhador da Luz em determinada etapa do seu desenvolvimento. Portanto, a qualificação “Trabalhador da Luz” não está reservada para um número limitado de almas.

A razão pela qual utilizamos o termo “Trabalhador da Luz” – apesar dos possíveis mal-entendidos – é porque ela traz associações e agita memórias dentro de vocês que os ajuda a recordar. Também há uma conveniência prática, já que este termo é freqüentemente usado em sua literatura espiritual corrente.


RAÍZES HISTÓRICAS DOS TRABALHADORES DA LUZ


Os Trabalhadores da Luz trazem consigo a habilidade de alcançar o despertar espiritual mais rapidamente que outras pessoas. Eles carregam sementes internas para um rápido despertar espiritual. Por causa disso, parecem estar numa via mais rápida que a maioria das pessoas, se assim escolhem. Mais uma vez, isto não acontece porque os Trabalhadores da Luz sejam de algum modo almas “melhores” ou “superiores”. No entanto, eles são mais velhos que a maioria das almas encarnadas na Terra atualmente. Esta idade “mais velha” deve ser entendida, de preferência, em termos de “experiência”, mais que de “tempo”.

Os Trabalhadores da Luz alcançaram um estágio particular de iluminação, antes de encarnarem na Terra e começarem sua missão. Eles escolheram conscientemente envolver-se na “roda cármica da vida” e experimentar todas as formas de confusão e ilusão que fazem parte dela.


Fizeram isto para compreender completamente “a experiência da Terra”. Isto lhes permitirá cumprir sua missão. Só passando, eles mesmos, por todos os estágios de ignorância e ilusão, é que eles possuirão finalmente as ferramentas para ajudar os outros a alcançar um estado de verdadeira felicidade e iluminação.

 
Por que os Trabalhadores da Luz perseguem esta missão sincera de ajudar a humanidade, mesmo correndo o risco de se perderem, durante eras, na densidade e confusão da vida terrestre? Esta é uma questão da qual nos ocuparemos extensivamente mais adiante. Agora, diremos apenas que isto tem de ver com um tipo de carma galáctico.

Os Trabalhadores da Luz presenciaram a véspera do nascimento da humanidade na Terra. Eles fizeram parte da criação do homem. Foram co-criadores da humanidade. Durante o processo de criação, eles fizeram escolhas e agiram de formas que mais tarde vieram a lhes causar um profundo arrependimento. Eles estão aqui agora para reparar suas decisões de então.



Antes de entrarmos nesta história, citaremos algumas características das almas Trabalhadoras da Luz, que geralmente as distinguem de outras pessoas. Estes traços psicológicos não pertencem exclusivamente aos Trabalhadores da Luz e nem todos os Trabalhadores da Luz os reconhecerão como seus. Ao apresentarmos esta lista, simplesmente queremos dar um esboço da identidade psicológica dos Trabalhadores da Luz. Quanto às características, o comportamento exterior é menos importante do que as motivações internas ou intenções sentidas. O que vocês sentem por dentro é mais importante do que o que mostram externamente.


CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS DOS TRABALHADORES DA LUZ



Desde cedo em suas vidas, eles sentem que são diferentes. Quase sempre, sentem-se isolados dos outros, solitários e incompreendidos. Freqüentemente tornam-se individualistas e têm que encontrar seus próprios caminhos na vida


Eles têm dificuldade para se sentir à vontade em empregos tradicionais e/ou em estruturas burocratas. Os Trabalhadores da Luz são naturalmente antiautoritários, o que significa que resistem naturalmente às decisões ou valores baseados somente em poder ou hierarquia. Este traço de antiautoritarismo está presente mesmo entre os que parecem tímidos e envergonhados. Ele está relacionado com a própria essência da missão deles aqui na Terra.


Os Trabalhadores da Luz sentem-se atraídos para ajudar as pessoas, como terapeutas ou como professores. Podem ser psicólogos, curadores, professores, enfermeiros, etc. Mesmo que a sua profissão não esteja diretamente relacionada com ajudar pessoas, sua intenção de contribuir para o bem-estar da humanidade está claramente presente.

Sua visão da vida é colorida por um sentido espiritual de como todas as coisas estão relacionadas umas com as outras. Consciente ou inconscientemente, eles levam dentro de si memórias de esferas de luz não terrestres. Podem – ocasionalmente – sentir saudades dessas esferas de luz e sentir-se como um estranho na Terra.


Honram e respeitam profundamente a vida, o que freqüentemente se manifesta como afeição pelos animais e preocupação com o meio ambiente. A destruição de partes do reino animal ou vegetal na Terra pela ação do homem evoca neles profundos sentimentos de perda e aflição.


São bondosos, sensíveis e empáticos. Podem sentir-se incômodos ao se defrontarem com um comportamento agressivo e geralmente têm dificuldade para se defender. Podem ser sonhadores, ingênuos ou profundamente idealistas, assim como insuficientemente “enraizados”, isto é, não ter os pés na terra. Como eles têm facilidade para captar sentimentos e humores (negativos) das pessoas que os rodeiam, é importante que possam, regularmente, passar algum tempo a sós. Isto lhes permite distinguir entre seus próprios sentimentos e os das outras pessoas. Necessitam de momentos de solidão para recuperar a própria base e estar em contato com a mãe Terra.


Eles viveram muitas vidas na Terra, nas quais estiveram profundamente envolvidos com a espiritualidade e/ou religião. Estiveram presentes, em grande número, nas velhas ordens religiosas do seu passado, como monges, monjas, ermitães, psíquicos, bruxas, xamãs, sacerdotes, sacerdotisas, etc. Foram os que construíram uma ponte entre o visível e o invisível, entre o contexto diário da vida terrestre e os reinos misteriosos de pós-vida, de Deus e dos espíritos do bem e do mal. Por desempenharem este papel, muitas vezes eles foram renegados e perseguidos. Muitos de vocês foram sentenciados à fogueira devido aos dons que possuíam. Os traumas das perseguições deixaram profundas marcas na memória de suas almas. Isso pode manifestar-se atualmente como medo de estar completamente enraizado, isto é, medo de estar realmente presente, porque vocês se lembram de terem sido brutalmente atacados por serem quem eram.


PERDER-SE : O PERIGO PARA O TRABALHADOR DA LUZ



Os Trabalhadores da Luz podem estar presos nos mesmos estados de ignorância e ilusão que qualquer outra pessoa. Embora comecem de um ponto de partida diferente, a capacidade deles para romper o medo e a ilusão, com o propósito de alcançar a iluminação, pode ser bloqueada por muitos fatores. (Por iluminação, queremos dizer o estado no qual vocês compreendem que são essencialmente da Luz, capazes de escolher a luz em qualquer momento).


Um dos fatores que bloqueiam o caminho da iluminação para os Trabalhadores da Luz é o fato de terem uma pesada carga cármica, que pode levá-los a se extraviarem por bastante tempo. Como afirmamos anteriormente, esta carga cármica está relacionada com decisões que eles tomaram com relação à humanidade em suas etapas iniciais. Foram decisões essencialmente desrespeitosas para com a vida (falaremos disto mais tarde, neste capítulo). Todos os Trabalhadores da Luz que vivem agora desejam corrigir alguns de seus erros passados e recuperar e cuidar do que foi destruído por causa disso.


Quando os Trabalhadores da Luz completarem seu caminho através da carga cármica, isto é, quando liberarem todo tipo de necessidade de poder, compreenderão que são essencialmente seres de luz. Isso lhes permitirá ajudar outras pessoas a achar seu próprio ser verdadeiro. Mas primeiro eles mesmos têm que passar por esse processo, o que geralmente exige grande determinação e perseverança no nível interno. Devido aos valores e julgamentos neles incutidos pela sociedade, os quais freqüentemente vão contra seus próprios impulsos naturais, muitos Trabalhadores da Luz se perderam, terminando em estados de desconfiança de si mesmos, auto-negação e, inclusive, depressão e desesperança. Isto porque eles não conseguem se adaptar à ordem estabelecida e concluem que deve haver algo de terrivelmente errado com eles.

O que os Trabalhadores da Luz têm que fazer, neste ponto, é deixar de procurar validação externa, através de pais, amigos ou da sociedade. Em algum momento, você (que está lendo isto) terá que dar o salto para a verdadeira autorização, o que significa realmente acreditar em si mesmo e verdadeiramente honrar suas inclinações naturais e seu conhecimento interior, agindo de acordo com eles. Nós o convidamos a fazer isso e lhe asseguramos que estaremos com você em cada passo do caminho – exatamente como você, num futuro não distante, estará aí para ajudar outros em seu caminho.


© Pamela Kribbe

www.jeshua.net

Tradução para o português: Vera Corrêa

A MISSÃO DOS SERVIDORES DA LUZ

A Missão de Paz e Iluminação Espiritual, eis o propósito dos Servidores da Luz, cujo compromisso é o de trazer à Humanidade a sabedoria dos Mestres, para que assim a Mudança Global Planetária se inicie.



A MISSÃO DOS SERVIDORES DA LUZ

Nestes atuais tempos de transição, milhares de almas provenientes de mundos mais evoluídos estão descendo à densidade terrestre, através de uma encarnação em corpos físicos da Terra. Elas vêm em cumprimento de uma missão, que faz parte do Grande Plano Universal para a Terra.
Estes seres de grande amor estão espalhados por todo este planeta. Podem ser nossos amigos, conhecidos, parentes, familiares, enfim, eles estão à nossa volta e caminham junto a nós neste final de ciclo planetário. Nesta seção, esclareceremos pontos importantes a respeito do tão necessário e importante trabalho dos Servidores da Luz, as Sementes Estelares e Semeadores das Estrelas.
Os Servidores da Luz são almas muito especiais. Doaram-se a uma difícil tarefa, a missão de trazer a luz ao nosso tão perturbado planeta. Estas almas estão entre nós, encarnados assim como todos nós. Vieram de outros planetas, onde a evolução está muito além daquilo que nós conhecemos aqui na Terra.
Vieram de mundos onde não se conhece a dor, o sofrimento, a raiva, o ódio, o ciúme, a inveja, a desconfiança... e até que viessem ao nosso mundo, não sabiam o que eram estes sentimentos. Mas eles estão aí, entre nós, lutando contra a involução, lutando contra si mesmos, pois toda luta para se vencer as trevas começa dentro de cada um.

Os Servidores da Luz são pessoas muito sensíveis, especialmente às coisas belas, perfeitas e harmoniosas. Geralmente gostam de músicas suaves, que envolvam um maior sentimento de amor. Gostam da natureza, dos animais, de paisagens bonitas... se encantam com as belezas da criação. Sentem estar unidos a Deus e à natureza. São buscadores da Paz e da Harmonia. Emanam uma forte luz que magnetiza a todos que estão ao seu redor.

Seus sorrisos transmitem uma alegria incomum. São inteligentes e suas visões vão muito além daquilo que a maioria dos seres humanos consegue enxergar. Eles sabem quando alguém transmite em seus semblantes um sinal de sinceridade ou falsidade. Detestam falsidades e mentiras. Evitam festas e badalações do mundo exterior, pois sentem que assim seus pensamentos ficam obscuros, e perdem a lucidez que normalmente possuem.


Os Servidores da Luz são seres altamente desprendidos da matéria. Eles não lutam pelos bens materiais, se para isso não houver um motivo maior, uma causa superior. Este motivo maior é a busca da Luz, a busca da iluminação espiritual. Eles consideram o lado material como sendo algo "frio", desprovido de qualquer sentimento maior, portanto sem valor algum para a alma.
Os Servidores da Luz, não raro, enfrentam uma vida de muitas dificuldades nos mais variados aspectos. São pessoas diferentes da grande maioria, por natureza. Eles não se conformam com o conhecimento incompleto que possuem sobre si mesmos, e querem saber mais, lutam para que sua consciência adquira níveis superiores, imaginam e sabem que existe um potencial imenso adormecido dentro de si. Querem fazer este potencial aflorar cada vez mais.
Num primeiro momento, pode ser que eles tentem se igualar aos humanos, tentar viver como eles e ser como eles; mas em breve tempo eles verão que, por mais que tentem, não conseguirão ser iguais à grande maioria. Começarão a reparar mais nos seus próprios valores e verão que são diferentes, e que de si emanam muita luz.



Até que começarão a questionar, mas de forma mais clara, objetiva e definitiva, aquele velho e antigo mistério: "quem sou? de onde vim? para onde vou?". Nesta época poderão haver contatos com as suas famílias estelares, que posteriormente poderão servir como uma forma de prova de que eles realmente são seres vindos de um mundo distante.

Por muito tempo, em suas vidas, inúmeros livros podem ter lhes surgido no decorrer do tempo. Livros sobre poder da mente, espiritualismo, astronomia, astrologia, e assuntos esotéricos em geral. São apreciadores do esoterismo e possuem uma forte tendência a questionar a questão das reencarnações. Muitas vezes se perguntam quem teriam sido em outras vidas. Ao fazer este tipo de pergunta, podem vir à mente imagens-símbolos que significam, em palavras: "fora da Terra". Pode-se visualizar o Planeta Terra e o Espaço Sideral, as estrelas e os astros.



Talvez eles possam se visualizar como esferas de luz brilhantes, seres que vivem no espaço ou em algum outro local que não seja o planeta Terra. Mais tarde poderão ser invadidos por um sentimento relacionado a um Amor imenso, misturado com uma saudade desconhecida.

Saudade de um lugar, de uma condição, de uma situação que é diferente da que se encontra atualmente. Isso sensibilizará a pessoa de forma que ela possa se isolar do mundo. A sua forte sensibilidade muitas vezes estará aflorada, quando estas lembranças de saudade invadirem seu coração.

Os Servidores da Luz muitas vezes não se lembram de quem são, durante uma vida inteira. Mas sempre têm e sempre tiveram uma forte atração por assuntos transcendentais, sempre quiseram e desejaram, no fundo de seus corações, a evolução espiritual de suas almas. Já podem ter se sentido muito culpados pelos seus erros do passado, e lutam para que possam corrigi-los e substituí-los por obras positivas.

O despertar destas almas, para suas verdadeiras identidades, muitas vezes ocorre durante a sua juventude, ou então na faixa dos 30 aos 50 anos de idade. Podem vir lembranças, sensações diferentes e uma abrupta mudança de consciência. É uma transformação que muda radicalmente suas vidas, pois as mudanças iniciam-se nas raízes de suas existências.

Toda a vida destas pessoas deverá, portanto, se reformular com o tempo. Mas somente a luta interior e a busca da compreensão das mudanças pelo lado espiritual, poderão contribuir efetivamente no processo de transformação e ascensão. Nesta época muitas serão as dúvidas, e poucas as respostas. Mas as respostas devem ser procuradas a qualquer custo. Será um período de dificuldades interiores e exteriores, a vida parecerá incerta, confusa e sem sentido.



Uma mudança de grande magnitude se processa, uma luz e um incrível potencial, de grande amplitude, começa a se desenvolver e romper "as cascas do ovo". Está nascendo um novo ser humano, mas também é um ser que é muito mais que um simples ser humano, ele é multidimensional e suas capacidades serão cada vez mais aumentadas.


A sua visão astral poderá ser ativada, bem como a sua audição que vai muito além do plano físico. Seus sentidos se tornarão aguçados, e muitos serão os benefícios com isso. A consciência agora se torna multidimensional, ou seja, capaz de perceber o mundo de uma maneira extremamente mais ampla. Estas mudanças de consciência geralmente levam algum tempo até se processarem inteiramente.


Nos tempos atuais os processos estão muito mais rápidos, devido à elevação vibracional pela qual a Terra está passando. Muitas pessoas no momento já estão despertando e os processos estão se intensificando cada vez mais. A cada um é preciso, somente, ter muita calma e confiança nos desígnios divinos. É preciso ter sempre em mente a idéia de que sempre há por trás de tudo, a orientação divina.


Lembrem-se: vocês recebem orientação divina.

Logo, vocês não têm o que temer.

Lutem para que os seus desejos e os seus ideais se concretizem, e permitam que o seu coração, somente, dite o ritmo dos acontecimentos e aprendizados de sua vida.

A todos os Servidores da Luz, espalhados por todo este mundo, todos os votos de Sucesso, Amor, Luz e Paz Interior.

http://stelalecocq.blogspot.com/
http://www.servidoresdaluz.net/servidores_luz_que_sao.html

MESTRES ASCENCIONADOS


Esqueceram-se, os homens, da Grande Lei Cósmica que rege o destino da Terra e da humanidade? Sabem, os homens, que foram agraciados por Deus com um Plano Divino especial e Individual? Esqueceu-se, a humanidade, da Hierarquia Cósmica pela qual ela é protegida e guiada por eons e que se encarrega de resguardar a Terra de sua total autodestruição? "

Que todos tomem conhecimento de Seu Nome e objetivo:


A GRANDE FRATERNIDADE BRANCA


Poderosa Hierarquia Cósmica que tem como objetivo, primordial, auxiliar a humanidade no seu complexo processo evolutivo. Todos os Caminhos que conduzem à Fonte estão sob sua regência. Os seus componentes vivem num campo vibratório de Perfeição e Bem-Aventurança. Dentre eles encontram-se: Seres Solares, Arcanjos, Elohim, Mestres Ascensionados e diversificadas sublimes categorias provindas da Grande Luz. Estão aí representados os três reinos que evoluem no Planeta – humano, angélico e elemental.

Muitos dos Mestres Ascensionados viveram na Terra em corpos físicos e num ato de supremo amor, abdicaram da permanência em elevadíssimas esferas de beleza e perfeição para dedicarem-se à evolução planetária.


Para a realização de Seus planos a Grande Fraternidade Branca conta, ainda, com o auxílio de seres não ascensionados (presos à roda das encarnações) que, voluntariamente, cooperam com o Serviço Divino atraindo e irradiando, para o planeta e os reinos que aqui evoluem, as grandiosas bênçãos da Sagrada Hierarquia.

Os Seres que A integram irradiam Bênçãos Divinas para Terra, subdivididos em grupos que correspondem às Sete Esferas ou Raios Cósmicos -Azul, Dourado, Rosa, Branco, Verde, Rubi, Violeta – Cada Raio com as virtudes que lhes são peculiares e que compõem os Dons ou Virtudes do Divino Espírito.



A Fraternidade Branca elabora e desenvolve, segundo as necessidades dos reinos em evolução no Planeta, um Calendário Anual de Atividades , com a abertura periódica de Templos situados em plano sutil, de forma a garantir que esses reinos sejam abastecidos com as energias impulsoras do processo evolutivo e de modo a propiciar, aos discípulos, maior facilidade de acesso às abençoadas energias daqueles Templos.



Lucia Meira (vlmc)

Estrutura Atual da GRANDE FRATERNIDADE BRANCA


O que é e como está organizada a hierarquia espiritual que assiste a evolução na Terra


É uma Fraternidade de Seres de Luz que tem como missão promover e monitorar o desenvolvimento espiritual da Terra. Ela faz parte de um grupo de 70 fraternidades de luz espalhadas pelo nosso Universo conhecido como Grande Loja Branca. Foi fundada na Terra por Sanat Kumara, um ser de dimensões superiores de luz que assumiu o resgate espiritual de nosso planeta em tempos muitos difíceis num passado remoto.

A Fraternidade Branca opera em aliança com três Comandos de Luz das hierarquias superiores (Ordem de Melquidezec, Ordem de Michael, Ordem de Enoch); a Confederação Intergaláctica (principalmente com a Missão de Órion, encarregada de trabalhar pela Paz, Arte e Beleza no planeta); e Ashtar Sheran (A Estrela Que Mais Brilha) - Comandante Maior de todas as frotas estelares que dão sustentação ao Projeto Terra.

O trabalho da Grande Fraternidade é feito pelos Mestres Ascensos ou Chohans que dirigem as "Casas" ou "Lojas" dispensadoras dos raios divinos. Estas lojas são réplicas ou estações dos grandes Comandos de Luz que atuam em todos os Universos do Pai, portanto fazem parte das Grandes Hierarquias (todo o Universo é organizado em hierarquias em que reina a disciplina, ordem e o amor incondicional.)

Os Mestres da Grande Fraternidade Branca têm em comum a sua evolução aqui em nosso planeta. Eles passaram por várias encarnações e sofreram todos os tipos de atribulações que nós também sofremos, mas conquistaram a maestria e por isso são "PhD" em assuntos relacionados à Terra e à Humanidade.


Eles aparecem em nossa História, nas grandes religiões da Terra, bem como nos bastidores das ordens iniciáticas, movimentos esotéricos e espiritualistas, escolas de sabedoria e de autoconhecimento do Oriente e do Ocidente. São a ponte entre as hierarquias espirituais mais elevadas e o plano da espiritualidade humana.

Muitas mudanças ocorreram nos planos da Fraternidade Branca no século que findou, pois os acontecimentos relacionados à Transição Planetária se aceleraram muito, embora já tenham começado na época de Cristo, há 2000 anos. Neste começo do terceiro milênio, os redirecionamentos continuam a ocorrer. Foram mudanças nos planos, projetos, missões, cargos, metas, tarefas, estratégias, etc.

Alice Bailey, da Sociedade Teosófica, canal e discípula de Djwal Khul, dizia que muito do que canalizava a respeito dos planos das hierarquias valia até aproximadamente 1940-50. Por isso, é importante ler e consultar livros com canalizações mais recentes sobre os Mestres e a Fraternidade Branca.

Uma boa parte dos trabalhos da Luz neste planeta foi redirecionada, principalmente, após a Convergência Harmônica em 1987, uma onda de despertar que varreu o mundo dando um novo impulso ao processo ascencional em massa.


Também após os atentados aos Estados Unidos, em setembro de 2001, vários redirecionamentos ocorrem para acompanhar os acontecimentos determinados pelo inconsciente coletivo da humanidade, ajustando tudo dentro dos prazos estabelecidos para o Salto Quântico (até 2012/13). Este salto se dará com a entrada do planeta no cinturão de fótons do megasistema de Alpha e Ômega, do qual o sistema solar faz parte, mas não é um evento isolado da Terra - e, sim, um processo ascensional que envolve vários sistemas em diferentes dimensões.


I. ESTRUTURA TRADICIONAL DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Logos Solar: Hélios e Vesta

Manus: Vaisvata, Meru e Sainthru

Senhor do Mundo: Senhor Gautama Buda

Buda da Evolução: Cristo Maitreya

Instrutores do Mundo: Mestres Jesus e Kuthumi

Maha Chohan: Mestre Paulo Veneziano


Hierarquia dos Raios:

Primeiro Raio (Azul)

Chohan: Mestre El Morya

Arcanjos: Miguel e Fé

Elohins: Hércules e Amazona



Segundo Raio (Dourado)

Chohan - Mestre Confúcio

Arcanjos - Jofiel e Constância

Elohins - Cassiopéia e Minerva



Terceiro Raio (Rosa)

Chohan - Mestra Rowena

Arcanjos - Arcanjos Samuel e Caridade

Elohins - Órion e Angélica



Quarto Raio ( Branco)

Chohan - Serapis Bey

Arcanjos - Gabriel e Esperança

Elohins - Claire e Astréia



Quinto Raio (Verde)

Chohan - Mestre Hilarion

Arcanjos - Rafael e Mãe Maria

Elohins - Vista e Cristal



Sexto Raio (Rubi)

Chohan - Mestra Nada

Arcanjos - Uriel e Graça

Elohins - Tranqüilitas e Pacifica



Sétimo Raio (Violeta)

Chohan - Saint Germain

Arcanjos - Arcanjos Ezequiel e Ametista

Elohins - Arcturos e Diana



II. ESTRUTURA ATUAL DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

(focando a Ascensão Planetária)


Maha Chohan (Dirigente de Era) - Saint Germain



Loja Azul - Primeiro Raio

Cuida diretamente de assuntos relacionados a governos, povos e nações, política, conflitos, lideranças e transformações. Este Raio é a porta de entrada para todas as iniciações e acesso ao caminho para a Luz. É também aporte energético e proteção para todo e qualquer trabalho e missão com a Luz

Manu - Allah Gobi. É uma energia não disponível para discípulos. Ele passa a maior parte do tempo em meditação-irradiação para governos, líderes, nações e povos da Terra.

Protetores - Lord Sírius e Lady Sírius

Chohans - Mestre El Morya e Lady Mírian

Arcanjos - Miguel e Fé

Elohins - Hércules e Amazonas

Tríade Sagrada - Aspecto PAI

Símbolo - Espada Azul de Luz (Excalibur Sagrada)


Academias de Luz - Segundo Raio

São orientadas para os grandes ensinamentos e instrução para os discípulos que buscam a Luz os mestres encarnados. Esses mestres são professores para os filhos e filhas da Luz neste momento de ascensão planetária, irradiando a sabedoria, a inteligência cósmica e a compreensão supremas. As academias cuidam de tudo que se refere à educação no planeta, incluindo-se aqui os trabalhos nas escolas, universidades, academias, aulas, cursos, palestras, conferências, educação por intermédio de televisão, livros, jornais, tudo que possa servir ao ensino. Recebem as instruções da Ordem de Melquizedec.

Logos Solar - Melquizedec ( a inteligência superior que irradia de outros níveis da hierarquia)

Instrutor do Mundo - Senhor Maitreya

Chohans - Mestre Kuthumi, Mestre Djwal Khul, Mestre Lanto

Tríade Sagrada - Aspecto Filho

Símbolo - Estrela Dourada de Seis Pontas


Casa Rubi - Terceio e Sexto Raios

É o grande foco do Amor Divino da Fraternidade. Sintetiza os dois raios do amor, o Rosa e o Rubi, sustentados por Mestra Nada e Mestra Rowena para a irradiação de amor incondicional, compaixão, tolerância, fraternidade, devoção, serviço abnegado, união e paz. O Raio Rosa é a luz do Espírito Santo, de natureza coesiva, acolhedora e nutridora. O Raio Rubi é o raio da devoção e adoração.

Protetores - Mestre Jesus e Mãe Maria

Chohans - Mestra Nada e Mestra Rowena

Tríade Sagrada - Espírito Santo

Símbolos - Rosa de Luz e Rosa Rubi



Templos de Cura - Quinto e Sétimo Raios

Trabalham com a cura e a transmutação em todos os níveis, preparando a humanidade para a ascensão. O Quinto Raio ou Verde traz para o corpo físico descanso e equilíbrio; para o corpo emocional, paz; e para o corpo mental; tranqüilidade. Já o Sétimo Raio ou Chama Violeta é o principal raio curativo para a Nova Era, a luz da redenção e da transmutação, que promove a Alquimia Divina preparando para a ascensão neste período de transição planetária e de salto quântico para a humanidade. Transmuta instantaneamente todos os carmas negativos, sempre que solicitado a Saint Germain. Uma nuance deste raio é o Lilás, que surge da combinação com o Rosa, sustentando o perdão e a misericórdia que completa a cura dos raio verde e o processo de purificação da chama violeta transmutadora. Ele é irradiado pela Mestra ou Mãe Kwan Yin.

Mantenedoras - Kwan Yin e Pórtia

Chohans - Mestre Hilarion e Saint Germain

Símbolos - Chama Violeta e Pirâmide Verde-Cristal


Bancos de Ascensão - Quarto e Décimo Segundo Raios

São focos de grande atividade na Fraternidade hoje, pois as ondas ascensionais que se iniciaram, principalmente após a Convergência Harmônica, tornaram-se intensas na primeira década do novo milênio. Entre 2012 2013, elas deverão cessar. O Quarto Raio (branco-cristal) é a luz da ressurreição irradiada do templo etérico sobre Luxor pelo Mestre Serapis Bey. O Décimo Segundo Raio (pérola ou opalino), também disponível nessa fase de transição planetária, ativa nosso Corpo de Luz preparando-o para a ascensão.

Supervisão - Mestre Ofanin Enoch

Chohan - Mestre Serapis Bey

Arcanjo - Gabriel

Símbolo - Lírio Branco de Luz e/ou Cristal Diamantino


Observações

A Loja Azul, as Academias da Luz e Casa Rubi formam a base dos trabalhos da Grande Fraternidade Branca pois representam tanto a Chama Trina ( azul - poder, dourado - sabedoria e rosa - amor) como Tríade Sagrada ou a Santíssima Trindade (azul / Pai, dourado / Filho, rosa / Espírito Santo).


Nos momentos de intensa aceleração que vivemos, a Fraternidade Branca determina que os raios sejam trabalhados em conjunto. Iniciamos com o Primeiro Raio que nos dá força e proteção; ativamos a Chama Trina no coração; pedimos a cura com o Quinto Raio e a completamos com a Chama Violeta que transmuta e dissolve carmas; perdoamos a tudo e a todos na Chama Lilás; mostramos nossa devoção à Espiritualidade com o Raio Rubi e ganhamos no final a ascensão e a ressurreição para Reinos Superiores da Luz por meio do Raio Branco Cristalino.


III. PRÁTICAS ESPIRITUAIS INDICADAS PELA FRATERNIDADE BRANCA



. Meditação

. Visualizações criativas

. Símbolos Sagrados *

. Respiração de Luz e Cores

. Palavra falada (decretos, afirmações, orações e apelos)

. Nomes sagrados e mantras

. Cantos, músicas e danças sagradas

. Rituais com cristais, água, velas, incenso e flores

. Estudos e leituras

. Canalizações e Mensagens



*Símbolos Sagrados da Grande Fraternidade Branca: Chama Trina, Chama Violeta, Cruz de Malta, Estrela de Davi, estrela de cinco pontas, Excalibur (espada de luz), Santo Graal (cálice sagrado), rosas de Luz, lírio branco, pirâmides, triângulos, Mandala dos 12 Raios, coração, etc



Procedimentos básicos

Para ter a garantia de estar trabalhando com a Grande Luz nas práticas indicadas pela Grande Fraterniadade Branca, devemos cumprir os cinco procedimentos básicos

1. Tubo de Luz Azul e Apelo a Arcanjo Miguel

2. Ativação da Chama Trina conectando com Shamballa

3. Conexão com a Presença Eu Sou de cada um

4. Uso da Chama Violeta

5. A Grande Invocação


MESTRES DA ALMA



Certa vez, durante uma projeção, dois amparadores hindus me disseram o seguinte sobre os mestres da alma:


JESUS: o irradiador da nova esperança*;

BABAJI: a firmeza em Cristo;

MATAJI: o silêncio em serviço;

LAO-TSÉ: a sabedoria em gotas;

KRISHNA: o vencedor de si mesmo;

RAMATÍS: o mestre da síntese;

YOGANANDA: um foco de amor;

RAMAKRISHNA: o menino divino;

LAHIRI MAHASAYA: a alegria manifestada;

SIDARTA GAUTAMA (BUDA): o mestre do caminho do meio.



Cada um desses mestres** tem seu próprio estilo de ensinar as verdades da alma, mas em uma coisa eles são exatamente iguais: são os emissários luminosos do "AMOR MAIOR QUE GOVERNA A EXISTÊNCIA".


Notas:

* Segundo os amparadores, Jesus é a expressão de uma nova esperança para os homens de todas as raças, pois nunca exigiu de ninguém qualquer espécie de iniciação ou isolamento da vida cotidiana. Seus ensinamentos são claros e úteis, tanto para o pescador quanto para o sábio, e mostram de maneira bem simples que todo ser humano é divino e detentor de possibilidades maravilhosas de evolução.

** Não há nenhum culto à personalidade ou adoração inútil a esse mestres nestes escritos, mas apenas admiração sadia!


O trabalho da Fraternidade Branca é nos lembrar que somos seres espirituais, e com nossa consciência superior nos desatrelar da frequência vibratória que nos limita ao planeta Terra, e assim ter a chance de voltar a viver com nossas famílias cósmicas.

Estamos sendo convidados a deixar o berço, que a Terra amorosamente nos ofereceu, e que já não nos serve mais.

Crescemos… Ou melhor, estamos tendo a oportunidade de crescer…


Seres interdimensionais falam o tempo todo da “volta para casa”. Essa volta nada mais é do que o retorno à origem da nossa alma, ao berço de suas Hierarquias.

Somos filhos das estrelas e é por isso que nossos irmãos extraterrestres estão trabalhando em conjunto com a Fraternidade Branca para a quebra de conceitos aprisionados, e nos chamando de volta para casa. Os Mestres ensinam que a nossa origem estelar nos confere traços de caráter e aptidões, da mesma maneira que a genética humana faz no plano físico. Quando encarnamos na Terra que temporariamente deveria ser nosso lar esquecemos de nossas origens, mas não deixamos de nos parecer com nossos pais estelares.

Graças ao trabalho das Hierarquias de Luz no plano sutil do planeta, muito já aprendemos sobre os novos e libertadores caminhos espirituais.

Quando nos mudamos consequentemente mudamos tudo à nossa volta, inclusive o nosso Planeta. Nós, assim, ascendemos sobre nossas dificuldades, deixando de lado antigas mágoas e tristezas. Deixamos também de ver a nós mesmos como vítimas do destino, e assim tomamos as rédeas de nossas vidas e procuramos nos fazer felizes.

No desejo de nos libertarmos, muitas Hierarquias têm colaborado neste trabalho de conscientização de nossa origem cósmica. Mas muito ainda deve ser feito, pois é preciso que o homem aceite a sua origem e se solte de preconceitos e idéias pré-concebidas que foram, ao longo de sua existência, incutidas na mente humana, principalmente por religiões que supostamente transmitiam a linguagem divina.

A palavra da Fonte resume-se em apenas um conceito, que é o amor. O amor, esse que se desdobra em mil situações, permitindo a libertação de qualquer dor.

Todo o nosso sistema de crenças foi construído em cima do temor e sustentado pelo medo. Por isso a mensagem da Fraternidade Branca é tão inovadora. Os Mestres ensinam a libertação…

Eles muitas vezes interferem em nossas vidas justamente para nos ajudar, e não para nos cobrar alguma atitude, pois somos os únicos responsáveis por nossas escolhas.

A ascensão planetária é antes de tudo pessoal, o que significa que temos que ser capazes de superar nossos defeitos, potencializar nossas capacidades, e assim abandonar o caminho que nos atrela ao sofrimento.

Ascensão pessoal significa transcender as nossas próprias dificuldades e não fugir dos problemas.


Devemos lembrar que os Mestres Ascensionados que servem à Fraternidade Branca ensinam, por meio do exemplo de suas vidas, que viver é uma dádiva e não um sacrifício.

A libertação ensinada pelos Mestres é uma mudança no nosso sistema de crenças e principalmente na nossa vibração. Portanto, vibrando diferente, sentimos a vida de forma diferente também, e temos a chance de perdoarmos com mais facilidade.

Quando acreditamos que podemos mudar o nosso destino, com certeza somos capazes de fazê-lo.

O homem muitas vezes deixa escapar por entre as mãos incríveis verdades espirituais para não correr o risco de desafiar os conceitos pré-estabelecidos, que limitam o que é certo e o que é errado saber.

Neste tempo que estamos vivendo, conhecido como era de Aquário, muitas transformações são esperadas, e acredito que a mais importante de todas elas é a abertura espiritual para novas idéias.



Resumo do livro “Os Sete Mestres”, de Maria Silvia P. Orlovas.


FÓRUM DE DISCUSSÃO – Inclui Tópicos de Conhecimento Básico Essencial:



#01 - AMIGOS EXTRAFÍSICOS

#02 - RAMATÍS, Um Mestre da Síntese Oriente-Ocidente

#03 - A Fraternidade da Cruz e do Triângulo‏

#04 - Ensinamentos Básicos da GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

#05 - A Confederação Intergaláctica e os Mestres

#06 - O CONSELHO CÁRMICO

#07 - A ORDEM DE MELQUIZEDEK

#08 - Do Coração à Consciência

#09 - Mecanismos de Autodefesa

#10 - SERES ANGÉLICOS - Sua Origem, Natureza e Propósito

#11 - A Matriz Global da Grade e a Nossa Ascensão

#12 - COMANDOS ESTELARES

#13 - AS CHAVES DE ENOCH - O Desbloqueio de seus Códigos Genéticos

#14 - Introdução à GEOMETRIA SAGRADA

#15 - Geometria Sagrada - uma antiga linguagem universal

#16 - Linguagem da LUZ

#17 - O Livro do Conhecimento: A Merkabah - Parte 1

#18 - O Livro do Conhecimento: A Merkabah - Parte 2

#19 - MERKABAH para MERKIVAH

#20 - AS DIMENSÕES UNIVERSAIS

#21 - Sinais de Reconhecimento e de Reconexão com a UNIDADE

 
fontes:
http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=News&fil...


http://www.fogosagrado.com/ensina13/fraternidadebranca.asp

Mestre O. M. AÏVANHOV

Aïvanhov, um Educador da Alma


Omraam Mikhaël Aïvanhov (1900-1986) era búlgaro de nascimento, mas adotou, a partir de 1937, a França como seu lar. Era discípulo do mestre búlgaro Peter Deunov (1864-1944), que foi fundador da Fraternidade Branca Universal (não confundir com a grande Fraternidade Branca do Oriente).


Aïvanhov levou para a França os ideais do mestre Deunov e, em 1943, fundou seu primeiro centro espiritual, na cidade de Sévres. A partir daí, começou a proferir palestras, que seus discípulos anotavam e gravavam para depois transcrever.


O resultado desses ensinamentos orais está hoje registrado em mais de 60 livros, publicados em várias línguas. Seu trabalho teve uma grande expansão de 1976 em diante, época em que a Editora Prosveta começou a divulgar seus livros em vários países.


O que mais chama a atenção no trabalho do mestre Aïvanhov é sua simplicidade na abordagem de temas espirituais, em que ele apresenta os exemplos e correlações mais simples para explicar as complexas questões da alma humana.


Ele era um exímio contador de histórias e dotado de um grande senso de humor. Por vezes, para dar uma pausa na palestra, ele interrompia o que estava falando e contava algumas anedotas para alegrar seus ouvintes. Todo seu trabalho estava direcionado para o alargamento da consciência humana em direção ao seu aperfeiçoamento. Em outras palavras, transformar o homem-animal no homem-espiritual.


Pois bem, esse grande filósofo da simplicidade e pedagogo da alma não morreu, apenas se mandou para fora do corpo denso. E agora, lá do plano extrafísico, ele continua a mandar mensagens com o mesmo objetivo central de seus ensinamentos: o aperfeiçoamento do homem.


"Quando você sentir-se invadido por pensamentos negativos ou por aquele desânimo que lhe pega de vez em quando, chame a luz para defendê-lo. Sente-se num canto tranqüilo, feche os olhos e repita mentalmente, por várias vezes, como se você falasse consigo mesmo, a palavra LUZ. Ao mesmo tempo, visualize em torno de todo seu corpo uma aura luminosa. Ela deve ser branca fluorescente ou dourada, bem brilhante.


Essa aura é um envelope de luz que permeia todo seu corpo. É viva, vibrante e reflete tudo aquilo que você pensa. Por isso, pense na luz, respire nela, viva nela e afaste as ondas negativas de você. Procure emanar, mentalmente, línguas de fogo que saiam de sua cabeça e de seu peito. Elas purificam a aura e lhe darão mais confiança. Se desejar, pode imaginar, também que sua aura é colorida (as melhores cores para esse exercício são rosa, azul e amarelo). Imagine-se mergulhado em um mar de cor, como se você fosse um belo prisma humano. Seja luminoso em tudo o que fizer na vida. Lembre-se: "o Sol está olhando-o, e ele quer aumentar sua dose de luz para você".


O MESTRE


Em seu ensinamento aborda as questões fundamentais da filosofía iniciática numa linguagem simples, utilizando imagens e símbolos cujo sentido profundo é revelado pelo estudo e pela meditação.Para ele, só existe uma forma de alcançar as verdades metafísicas (alma, espírito, eternidade,…) - vivendo-as.

De 1937 a 1986, Omraam Mikhael Aïvanhov ofereceu cerca de 5.000 palestras, falando sob inspiração, em francês e algumas vezes em Inglês. Lecionou principalmente na França e também em muitos países como a Suíça, Canadá, Estados Unidos e os países escandinavos.

Ele nos forneceu um ensinamento estritamente oral, e seus livros foram e estão sendo transcritos por discípulos desde 1969 juntamente com notas de taquigrafia, de áudio e vídeo-conferências. Estes livros estão à venda em muitas livrarias, publicados e distribuídos pela Edições Prosveta e estão também disponíveis em muitas bibliotecas. Gradualmente traduzidos em quase 35 línguas, Omraam Mikhael Aïvanhov é um dos filósofos da França mais lido e mais traduzido no mundo.

O que é notável desde o início de seu trabalho, é a multiplicidade de aspectos que apresenta sobre apenas uma questão: os recursos humanos e desenvolvimento pessoal. Seja qual for o tema, é constantemente tratado de acordo com a utilização que o homem pode fazer para uma melhor compreensão de si mesmo e a melhor condução da sua vida. A seguir um resumo de alguns dos principais temas do seu ensinamento:



O trabalho espiritual

Quem quiser avançar no caminho do desenvolvimento deve começar por desenvolver sensibilidade ao mundo invisível. Mas estas são apenas as preliminares. Não é o suficiente admitir a existência de entidades e correntes que podem habitar o espaço em que nós vivemos, temos de envidar esforços no sentido de dialogar com essas entidades e correntes e trabalhar construtivamente. Estar atento para trazer ordem a todo o seu espaço físico, sobre si, sua casa, seu local de trabalho, é muito bom, mas interiormente, em seus pensamentos, seus sentimentos, enquanto você deixar bagunça… não haverá ordem enquanto você não acreditar que os pensamentos e os sentimentos pertencem a um mundo que é real e que temos de trabalhá-los a forma, o alinhamento e o embelezamento. Bem, agora é preciso mudar de atitude: o mundo invisível é uma realidade, uma realidade muito mais importante do que o mundo visível, que ele seja posto em primeiro plano.

Surya Yoga, Yoga do Sol

Que privilégio poder assistir ao nascer do sol! É por isso que a cada ano, ao retorno da Primavera, é importante que preparem-se para estes momentos. É na presença do sol que você pode introduzir a ordem e a harmonia, ele lhe dá luz, amor, paz, alegria. É a fonte que flui, que vibra, que corre … Quando você é capaz de mergulhar neste fluxo de luz, você não retrocede.


E se você chegar cedo, antes do nascer do sol, para ver a primeira luz, a aurora, pronto, você será apreendido por um sentido sagrado. É como se toda natureza comparecesse para comemorar um mistério. Você se sente obrigado a andar de maneira diferente, de modo a não perturbar a atmosfera, e isto se torna poesia. Como não desejar que todos os seres humanos possam um dia sentir essa beleza, essa pureza, e beber dessa vida abundante ?

Hrani Yoga, o Yoga da Nutrição

O ato de comer é introduzir no organismo materiais que entram na construção do nosso corpo físico, e também dos nossos corpos subtis. Por isso, é particularmente importante realizar o acto que repetimos todos os dias, várias vezes ao dia, em um estado de paz e harmonia. É por isso que eu sempre falo sobre a importância da recolha de alguns minutos antes das refeições. Eu sei que isto não é um hábito generalizado, e a maioria das pessoas nem sequer fazem uma oração, jogam imediatamente sobre si os alimentos que comem, falando, discutindo, batendo talheres … É por isso que não obtêm grandes benefícios dos alimentos, absorvem-nos de forma grosseira. Para absorver os elementos sutis dos alimentos, o etéreo, elementos que irão alimentar os nossos pensamentos, nossos sentimentos, temos de estar preparados para comer em harmonia e em meditação.



Amor e Sexualidade

A história do cristianismo está cheia de histórias que descrevem o sofrimento dos santos, místicos que descobriram um irresistível impulso para o Senhor e não eram seres desencarnados. Pelo contrário, quanto mais as suas almas queimavam no fogo do amor divino, a força sexual se tornava um tormento, e eles ficavam descontentes, eles lutavam, alguns até mesmo sentiam-se possuídos pelo demônio. Não, o Diabo não tem nada a fazer lá, nós só conhecemos as leis que regem a natureza humana, e uma dessas leis é que este mecanismo é acionado na parte superior de ser, o gatilho, e os resultados apresentam outro mecanismo na parte inferior. Sim, há muito mais o que saber para não ser enganado! Quando você sabe que reações podem ocorrer após uma ardente oração, um êxtase, uma fusão com a divindade, deve colocar-se no mínimo sob estado de vigília. A Iniciação científica também ensina que existem formas de conduzir essa força e através dela obter o maior realizações espirituais.

Relações Humanas

Sua existência é, em grande medida, uma consequência das ligações que você fez em suas vivências passadas. Na parte física e psicológica, dificuldades e tormentos, bem como os benefícios e sucessos provêm das visíveis e invisíveis ligações que você fez. É por isso que você deve pensar sobre o relacionamento que você está tentando forjar nesta vida. Porque consciente ou inconscientemente, todos os dias, sem parar, você entra em contato com o homem, com entidades invisíveis, com a natureza, com todo o universo, e a questão do relacionamento é fundamental. Por isso, é importante que você revise os links que você já tenha estabelecido: ver quais são os bons para manter ou mesmo aumentar, e aqueles que são ruins para cortar, e pense em criar novos vínculos com outras criaturas.


A Fraternidade Universal

Individualmente, os seres humanos são fracos e impotentes. A alimentação que pode criá-los baseia-se na unidade, na harmonia. Por isso, tantas vezes quanto possível,você precisa considerar-se parte da família universal, não obstante as diferenças de caráter, temperamento, grau de evolução, ambiente social, as empresas … Deixe de lado os detalhes, eles não têm importância, não desempenham nenhum papel na vida espiritual.


Aplicar, portanto, em vossos corações a convicção de que, apesar das diferenças, vocês são todos os membros da Fraternidade Universal cuja origem não é na terra, mas o mundo divino. Uma empresa, qualquer que seja, pode, realmente ter bons resultados apenas se agir com a consciência de indivíduos não separados, mas como membros de um órgão colectivo cuja cabeça está acima, no paraíso.



http://rumoaosol.wordpress.com/mestre-aivanhov/
http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=Sections&file=index&req=viewarticle&artid=24&page=1

7º Evento KRYON NO BRASIL - "A CONSCIÊNCIA DA CRIAÇÃO"

Site oficial Eventos Kryon no Brasil
Inscrições somente por e mail
Informe seu nome completo, data e local de nascimento, endereço residencial, fones de contato e ocupação atual para efetuar o cadastro e confirmar sua adesão.


Valor por participante:
■R$ 330,00 até 30/06

■R$ 350,00 até 12/07

■R$ 380,00 até 22/07

**Workshop Anexo ao 7º Evento Kryon no Brasil

"RESGATANDO A CONSCIÊNCIA DA PRESENÇA"

dia 24/07 das 09:00h às 18:30h

Salão de Eventos São Paulo I

Caesar Park Hotel São Paulo International Airport

Valor por participante:

R$ 300,00 até 30/06

R$ 320,00 até 22/07

Obs: Este anexo destina-se somente aos participantes do Evento Kryon do dia 25/07. Só podem participar os inscritos e confirmados no Evento Principal "A CONSCIÊNCIA DA CRIAÇÃO" dia 25/07.

Sua DIVINA PRESENÇA é fundamental no resgate consciencial para a construção da Nova Terra.

É uma honra e um grande prazer recebê-lo nestes dias iluminados e sem precedentes para este grandioso trabalho de Luz.

Com profundo Amor e ilimitado respeito por SUA DIVINA PRESENÇA,

Coordenação e Equipe de Apoio Eventos Kryon no Brasil

ECLIPSE DA LUA CHEIA DA GRANDE CRUZ

Neste sábado dia 26 de junho

Sustentem suas coroas radiantes e mantenham-se conectados... O Solstício foi somente o começo de nosso atual bilhete de excursão. Imediatamente nos deixamos fluir para um muito raro alinhamento astrológico, uma Grande Cruz, tudo amplificado em uma mega escala por um Eclipse Total da Lua Cheia. Os Eclipses são enormes acelerados de energia e este ainda nos traz um maior impulso para esta intensa configuração galáctica.

Os corpos celestiais ao redor de nosso Planeta estão se alinhando em uma formação em cruz e muitos dos planetas envolvidos estarão em uma dinâmica tensão. Se acenderá uma tocha de luz sobre as energias conflitantes, oposição e prioridades baseadas na competência, que já estão se apresentando em vidas pessoais e no cenário mundial.

O modo em que respondemos aos eventos que se desenvolvem através dos ciclos individuais de eleição e ação, estabelecem os pontos de ancoragem da maneira que transitamos para nossas desejadas realidades novas. Cada ato de amor e cada experiência de paz irá modelar e mover esta energia que está entrando para seu mais alto potencial para cada coisa vivente e partícula atômica nesta sagrada experiência que chama Terra.

Um alinhamento da Grande Cruz nos exorta a agir. Em outras palavras o tempo de deixar as coisas para depois e de complacência chegou ao seu fim. Para todos aqueles despertados, este aumento de energia oferece a oportunidade de receber inspiração renovada e soluções altamente criativas para nossas situações. Enquanto o desmoronamento das velhas estruturas continua, os aspectos comunitários, alianças e a habilidade de trabalhar juntos será uma de suas mais altas prioridades. Nossa capacidade de nos mantermos no mesmo passo com o ritmo acelerado depende de nossa capacidade de lidar com mudanças bruscas e inesperadas enquanto não se toma nada pessoal. Que sempre estejamos conscientes de cada uma de nossas ações e sempre, sempre lembre que nossas percepções e respostas formam uma onda para fora e se imprimem no campo de consciência coletiva.

Fundación de Hijos del Sol

sexta-feira, 25 de junho de 2010

ECLIPSE PARCIAL DA LUA - 26 de junho de 2010

É o primeiro Eclipse Lunar de 2010.
Em Florianópolis apenas a fase penumbral será observada pois tanto a fase umbral como o máximo do eclipse acontecerão após o ocaso da Lua.


PLANTAO GAZETA

25/06/2010 09:36 
 
Amanhã haverá um eclipse lunar penumbral 

 
Os interessados em astronomia devem ficar atentos ao eclipse lunar penumbral que ocorrerá amanhã. O fenômeno não será visível a olho nu, somente por meio de telescópio profissional, pois haverá apenas a diminuição do brilho da lua.

No entanto, os observadores do Projeto Astronomia no Pantanal, do Instituto de Física da UFMT convidam a todos para participarem das observações que serão feitas hoje, entre as 18h e 22h, no estacionamento do Instituto de Física. Os acadêmicos que participam do projeto vistam vários municípios do estado com o objetivo de aproximar a população dos estudos astronômicos.

A coordenadora do projeto, professora Telma Couto da Silva, adianta que o próximo eclipse lunar total será só na madrugada de 21 de dezembro. Depois disso, a previsão é que a fenômeno ocorra em 2014.

FONTE: http://www.gazetadigital.com.br

De olho no céu

Eclipse da Lua terá um efeito ampliado

RIO - O eclipse lunar parcial que ocorrerá amanhã, e o primeiro do ano, terá o seu efeito ampliado nos Estados Unidos, graças a um fenômeno conhecido como "Ilusão da Lua". O eclipse começará às 10h17 (GMT, em português: Hora Média de Greenwich ou Hora de Greenwich), quando o satélite entra na sombra da Terra.
Em muitas partes dos Estados Unidos e do Canadá, o eclipse vai parecer maior porque a Lua estará muito perto do horizonte. Segundo a Nasa, a Lua será vista como "anormalmente grande através de feixe de árvores, edifícios e outros objetos em primeiro plano". A explicação para isso não é compreendida.
Por causa do calendário, o eclipse não será visível a partir do Reino Unido ou na Europa. E o início da fase parcial será visto do oeste da América do Norte e da América do Sul, e na Índia no final do Japão e na Ásia Oriental.
No máximo, 54% do diâmetro da Lua serão encobertos. E isso ocorrerá às 04h38 hora do Pacífico nos Estados Unidos (11h38 GMT), com duração de quase três horas. Como a Lua, o Sol e a Terra não estão alinhados, o eclipse será parcial.
 FONTE: http://oglobo.globo.com

Abaixo estão os horários previstos segundo programa SkyMap10:



Horário dos eventos calculados pelo SkyMap10

Evento Hora Local Altura da Lua

Lua entra na Penumbra 05:55:22 13.5°

Ocaso da Lua 07:07:48 0.0°

Lua entra na Umbra 07:16:20 - 2.4°

Maximo do Eclipse 08:38:16

Lua sai da Umbra 10:00:04

Lua sai da Penumbra 11:21:11

Magnitude do Eclipse Umbral = 0.54 (54% da Lua ficará coberta)

Duração da fase umbral : 2h 43m 44s

Duração completa: 5h 25m 49s (incluindo instantes penumbrais)

MANTRAS E SÍMBOLOS - Alguns Significados.

O OM é a sílaba sagrada que representa o Universo em sua totalidade ...
Não possui tradução literal e o seu significado é o ABSOLUTO
( Brahman ).

DIGBANDH MANTRA :
" OM AINDRIM CHAKRENA BADHNAMI NAMASCHAKRAYA SWAHA "
( mantra usado para evitar acidentes )

TRAYAKSHARI MANTRA :
" STRIUM HUM PHAT "
( ameniza sentimentos de culpa )

 DASAKSHAR MANTRA :
" HUM KHE CA CHE KSHAH STRIM HUM KSHE HRIM PHAT "
( usado para curar enfermidades leves )

TRIPURA MANTRA :
" KUBJIKA TRIPURA GAURI CHANDRIKA VISAHARINI "
( saúde e felicidade )

O que significa Mantra ...

A palavra mantra deriva da raiz MAN e do sufixo TRA.

Man , por sua vez, deriva da palavra MANAS ( mente ) e significa pensar .

TRA indica instrumentalidade e deriva da palavra TRANA, que significa controle.

Assim, mantra é uma combinação de sons que nos auxilia a controlar a própria mente.
Num sentido mais amplo, pode ser definido como uma combinação de sons, feita dentro de uma certa disposição rítmica, com a finalidade de emitir vibrações sonoras que produzam efeitos determinados sobre o ambiente em que vivemos.
 ( como as orações , que são repetidas..... )
Não existe , em nenhum idioma moderno, um correspondente único à palavra mantra. A tradução por sons sagrados , já tão habitual, é apenas uma maneira mais simples de tradução.

Finalidades dos Mantras :

Podem ter várias finalidades. Existem mantras para :

• elevar o nível de consciência

• desenvolver a espiritualidade

• despertar poderes psíquicos

• invocar proteção

• tranqüilizar a mente

• facilitar a concentração

ainda que existam formas de uso incorretas dos mantras, o propósito Maior de um mantra é ser um *instrumento* de aprofundamento e expansão da consciência.


ORIGEM :

Não é bem definida a origem exata dos mantras. Acreditam os hindus que ele tenha surgido há dez mil anos, a partir da revelação de um dos principais livros sagrados da ìndia - o RIG VEDA

A palavra RIG vem de Rich, que significa cantar, celebrar.
O Rig Veda é composto de cânticos dedicados ao deus Agni – deus do fogo.
Os Vedas são as escrituras sagradas da Índia que constituem a base de todas as filosofias e religiões hindus.

São divididos em quatro partes:

1 – Rig veda / 2 – Sama Veda / 3 – Yajur Veda /4 - Hartaba Veda

Ao longo do tempo, os hindus criaram inúmeras versões sobre a origem dos mantras. A mais conhecida versão traz como protagonista o Senhor Shiva* cuja função , dentro da tríade sagrada hindu , é destruir o universo para que esse seja reconstruido por Brahma e um novo ciclo se inicie.

Segundo a lenda, enquanto Shiva realizava a dança do universo, algumas pequenas sentenças foram ouvidas juntamente aos sons emitidos pelo pequeno tambor que ele tocava para acompanhar a própria dança. Esses aforismos** receberam o nome de Mantras.


Segundo outra versão, milhares de anos atrás, os sábios e os yoguis meditavam nas cavernas onde reinava o silêncio absoluto. Concentraram suas mentes nos sons , fundindo som, corpo físico e mente focalizano sempre os centros de energia vital ( chacras ) . Estes sábios ouviram 50 diferentes vibrações dos sete chacras e traduziram-nas através das cordas vocais em 50 letras, dando origem ao alfabeto do idioma sânscrito. Em seguida , através de inúmeras combinações dessas letras, foram criados os mantras.

(fonte : “Segredos dos Mantras” – Meeta Ravindra)



Um mantra pode ser emitido de diveras formas, como :

1* Através de KIRTANS.

Vocalizações devocionais de forma extrovertida. É uma maneira celebrativa de entoação que pode envolver a dança.

2* Através de JAPA

Repetição contínua e ininterrupta de um mantra. Neste caso, sem melodia. Sua finalidade é induzir a parada do pensamento, sendo assim de efeito introspectivo. Essa prática é feita com uma espécie de rosário de 108 contas, conhecido como JAPA MALA .

3* Através de MANAS

A mentalização de um mantra. Este meio é mais eficiente que a vocalização, por não ser audível.

Bhajans - Cánticos Devocionais

Sempre ao lado dos mantras estão os bhajans, canções que exprimem o sentimento de devoção por alguma divindade. Em geral, são canções bastante melódicas e emotivas. Os bhajans podem ser compostos na língua sânscrita ou em algum outro dos inúmeros idiomas da Índia. Diferem-se dos mantras por não se originarem dos Vedas ou de algum outro texto sagrado milenar. Geralmente são compostos pelos Bhaktas ( yogues que cultivam o sentimento de Amor por Deus )

 


Mantra - 01 Om Namah Shivaya.mp3
Mantra - 02 Om Namah Shivaya.mp3
Mantra - 03 Om Namah Shivaya.mp3
Mantra - 04 Om Namah Shivaya.mp3
Mantra - 05 Om Namah Shivaya.mp3
Mantra of Avalokiteshvara.mp3

000_Gayatri_Mantra.mp3

Om Mani Padme Hum - 02.mp3
Om Mani Padme Hum - 03.mp3
Om Mani Padme Hum - 04.mp3
Om Mani Padme Hum - 05.mp3
Om Mani Padme Hum - Buddhist Mantra - Ravi Shankar.mp3
OmManiPadmeHumBuddhistMantraRaviShankar.mp3
OmNamahShivaya06.mp3


LamaTashi01SettingMotivation.mp3
LamaTashi02MantraOfBlessing.mp3
LamaTashi03GuruRinpoche.mp3
LamaTashi04HeartSutra.mp3
LamaTashi06Manrushri.mp3
LamaTashi07Vajrapani.mp3
LamaTashi08BuddhaAmitayus.mp3
LamaTashi09BuddhaUshnishaVijaya.mp3
LamaTashi10Tara.mp3
LamaTashi11MedicineBuddha.mp3
LamaTashi12DedicationPrayer.mp3

MANTRAS PARA A PURIFICAÇÃO DOS CHACRAS EU SOU um ser de Fogo Violeta, EU SOU a pureza que Deus deseja! (3x) (repetir este mantra intercalando com cada chacra) Meu coração é um chacra de Fogo Violeta, meu coração é a pureza que Deus deseja! (3x) Meu chacra laríngeo é uma roda de Fogo Violeta, meu chacra laríngeo é a pureza que Deus deseja! (3x) Meu plexo solar é um sol de Fogo Violeta, meu plexo solar é a pureza q Deus deseja! (3x) Meu terceiro olho é um centro de Fogo Violeta, meu terceiro olho é a pureza que Deus deseja! (3x) Meu chacra da alma é um centro de Fogo Violeta, meu chacra da alma é a pureza que Deus deseja! (3x) Meu chacra coronário é um lótus de Fogo Violeta, meu chacra coronário é a pureza que Deus deseja! (3x) Meu chacra da base é uma fonte de Fogo Violeta, meu chacra da base é a pureza que Deus deseja! (3x) E com toda Fé...


KODOISH, KODOISH, KODOISH ADONAI TSABAYOTH


"Santo, Santo, Santo é o Senhor das Hostes"

• Deve ser repetido em números múltiplos de 7.
• Une os níveis inferiores de vibração com os níveis mais altos da criação.
• A batida do coração humano é marcada de acordo com a função do Kodoish, Kodoish...
Este mantra permite todo o sistema circulatório operar com a batida do coração cósmico.
• A energia de luz criada por este nome sagrado permite ao corpo experimentar a energia direta dos Mestres de Luz.
• Este mantra contém escalas adicionais de ressonância de cores, emanando 80 oitavas acima e 80 oitavas abaixo do nosso planeta.
• Kodoish deve ser usado para discernir as forças espirituais das forças negativas celestiais. Esta saudação coloca em movimento um padrão de ressonância com o trono do Pai, ressonância esta, que as "forças negativas" não podem utilizar quando são por ela cumprimentadas. De fato, esta saudação é tão forte que as "forças negativas" não conseguem permanecer, nem por um breve período de tempo, na presença desta vibração.
• Quando nós sentimos pressão e medo de origem desconhecida, é razoável admitir que esta pressão esteja sendo causada pela "hierarquia negativa". Para que as energias opressivas sejam levantadas e afastadas, simplemente cante ou diga repetidamente, o "Código Sagrado".
• Este mantra sagrado ativa redes especiais de sintonização de ressonância com a Irmandade da Luz e permite que a energia se junte para trabalho e culto mútuo.
• A estrutura do código de Amor e Luz deste mantra sagrado está focalizado no 30 Olho — a semente de cristal, e lhe permite elevar esta semente de cristal ao Conselho de Luz no Firmamento de Órion.
• O poder da trindade do KODOISH, KODOISH, KODOISH pode criar um hiper-vórtice, ou um pilar de energia divina pelo qual o hiper espaço-tempo podem ser atravessado por este corpo fisico, nos colocando em ressonância com outros níveis de inteligência divina.
• Esta fórmula também pode ser utilisada para invocar a Proteção Divina, uma vez que esta expressão sagrada é uma conexão entre todas as Hierarquias, como uma Saudação da Irmandade com um Pai em comum.
• Ele cria um pilar de energia de proteção que pode ser usado em situações práticas para resolver problemas, curar e elevar a consciência e o que for preciso pra projetar energia para fazer o trabalho do Reino.
• Quando nós cantamos e visualizamos a trindade do KODOISH, KODOISH, KODOISH acima do nosso Terceiro Olho, junta-se a nós um coro das Alturas conforme Seres Integrais de Luz nos mostram suas aparências. Conforme nós continuamos a usar esta Saudação, nós somos cumprimentados pela Irmandade e Anfitriões do ofício de Shakinah (Espírito Santo), do Cristo, e do Pai Divino.
• KODOISH, KODOISH, KODOISH deve ser recitado antes de dormir e assim que acordamos.

Om Mani Padme Hum Dissecado



"O Mantra de Seis Sílabas - Om Mani Padme Hum

O mantra OM MANI PADME HUM (ou HUNG) é traduzido as vezes de forma estranha ou misteriosa. Entretanto, trata-se simplesmente do nome de Chenrezig colocado entre duas sílabas sagradas e tradicionais, OM e HUM.

OM representa o corpo de todos os Budas; quase todos os mantras se iniciam com ele.
MANI significa "jóia" em sânscrito;
PAD ME, pronúncia em sânscrito, ou PEME em tibetano, significa "lótus";
HUM representa a mente de todos os Budas e geralmente encerra mantras.

MANI é uma referência a jóia que Chenrezig segura em suas duas mãos centrais e PADME a lótus que ele segura em sua segunda mão esquerda. Recitar OM MANI PADME HUM nomeia Chenrezig através de suas atribuições: "Aquele que carrega a jóia e a flor de lótus". "Chenrezig" ou "Lótus da Jóia" são dois nomes para a mesma divindade.

Cada sílaba permite-nos encerrar as portas dos renascimentos dolorosos em cada um dos seis reinos que compõem o ciclo das existências:

OM fecha a porta dos renascimentos no mundo divino (devas)
MA a porta dos semi-deuses (asuras)
NI a porta do reino humano
PAD a porta do reino animal
ME a porta dos fantasmas famintos (pretas)
HUM a porta para os reinos infernais

Cada sílaba tem um efeito purificador:

OM purifica as cortinas que cobrem o corpo
MA purifica as cortinas do discurso
NI purifica as cortinas da mente
PAD purifica as cortinas das emoções conflitantes
ME purifica as cortinas do condicionamento latente
HUM purifica a cortina que cobre o conhecimento

Cada sílaba por si própria é uma oração:

OM é a oração oferecida ao corpo dos Budas
MA é a oração oferecida ao discurso dos Budas
NI é a oração oferecida a mente dos Budas
PAD é a oração oferecida as qualidades dos Budas
ME é a oração oferecida a atividade dos Budas
HUM reúne a graça do corpo, discurso, mente, qualidades e atividades dos Budas.

As seis sílabas correspondem aos seis "paramitas", ou perfeições transcendentais:

OM corresponde a generosidade
MA ética
NI paciência
PAD atenção
ME concentração
HUM sabedoria

As seis sílabas também correspondem aos seis budas que reinam perante as seis famílias budísticas:

OM para Ratnasambhava
MA para Amoghasiddhi
NI para Vajradhara
PAD para Vairocana
ME para Amitabha
HUM para Akshobya.

As cores que correspondem a cada sílaba são:

OM : branco
MA : verde
NI : amarelo
PAD : azul
ME : vermelho
HUM : preto

E por último, cada sílaba corresponde a uma das seis sabedorias:

OM = sabedoria da equanimidade
MA = sabedoria da atividade
NI = a sabedoria nascida de si mesma
PAD = a sabedoria de dharmadhatu
ME = sabedoria discriminatória
HUM = sabedoria reflexiva

Benefícios de se recitar o Mantra de Seis Sílabas
Extraído do "Iluminação Diária"

Recitando o mantra, os portões que levam ao renascimento nos seis reinos de samsara são fechados. O som e a vibração deste mantra poderoso evocam as bençãos de todos os Budas para libertarem do sofrimento todas as criaturas conscientes. Remove os karmas negativos e as contaminações como avareza, fúria e ignorância que causam renascimento nos seis reinos de samsara, sendo estes os reinos infernais, reinos dos fantasmas famintos, reinos animais, reinos humanos, reinos dos semi-deuses e reinos divinos. Este mantra é tão precioso e sagrado que corporifica o discurso sagrado de Buda. Ao ouví-lo com fé e compreensão, é possível ser agraciado com bons renascimentos após a morte. Se qualquer animal ou inseto ouvir este mantra antes da morte, ele renascerá na terra pura de Amitabha. Ao recitar o mantra com a postura mental correta e uma compreensão adequada, é assegurada sua eficiência em ampliar os méritos positivos e o poder espiritual da compaixão. Através da dedicação dos méritos da recitação para todos os seres e especialmente para aqueles que amamos nos momentos de dor e doença, todos os sofrimentos serão dissolvidos."

É por isso que as filosofias orientais me atraem.

E nós ocidentais o que temos? As orações cristãs me parecem simplórias quando se compara a riqueza do mantra Om Mani Padme Hum.

Seis sílabas, que qualquer um pode recitar, desde que consciente da amplitude de significado. Me soa melhor do que muitas outras opções.
http://um-reikitarot.no.comunidades.net
http://lugomast.blogspot.com

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Festas Juninas Paganismo, Misticismo e Idolatria - DOS DEUSES PAGÃOS À SÃO JOÃO BATISTA....

Festa juninas ou santos populares são celebrações brasileiras e portuguesas, de origem européia.


Historicamente, está relacionada com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano) e cristianizada na Idade Média como "festa de São João".

Santo Antônio (13 de junho); São João (24 de junho); São Pedro (29 de junho) .


O mês de junho, época de Solstício de Verão na Europa, ensejou inúmeros rituais de invocação de fertilidade, necessários para garantir o crescimento da vegetação, fartura na colheita e clamar por mais chuvas. Estes rituais, eram expressões que foram praticadas pelas mais diferentes culturas, em todos os tempos e em todas as partes do planeta.

O alcance destas crenças eram tão grande, que a Igreja, acabou por achar melhor seguir uma política de acomodação, dando a estes ritos um nome cristão. E, ao procurar um santo para suplantar o patrono pagão de tais rituais acharam mais adequado São João Batista.

Atualmente, os rituais de fertilidade estão representados no casamento caipira e, as antigas oferendas, deram lugar às simpatias, adivinhações e pedidos de graças aos santos.


A REPRESENTAÇÃO DO FOGO E DA FOGUEIRA



Também perduraram, desde os tempos imemoriais, os costumes de acender fogueiras e tochas, que livravam as plantas e colheitas dos espíritos maus que poderiam impedir a fertilidade.

A festa de São João está também, diretamente relacionada com o elemento "fogo".

As fogueiras de São João, que queimam atualmente, na noite de 23 de junho (véspera do dia de São João), eram no começo, fogos de fertilização e purificação que se acendiam no dia do Solstício de Verão, na Europa (21 de junho), justamente antes das colheitas, em honra aos deuses para agradecer as suas bondades, ou imediatamente depois, para purificar a terra.



Ela foi muito bem aceita pelo indígena, pois se identificava com suas danças sagradas realizadas também, em torno do fogo. Os jesuítas, muito astutos, se utilizaram do interesse do índio pelas festas religiosas para atraí-los e estabelecerem contatos com objetivos de catequese.

Já a quadrilha, tão apreciada e cantada nestas festas juninas é dançada no interior para homenagear os santos juninos e agradecer as boas colheitas da roça. Já a cerimônia de casamento caipira é uma manifestação realizada durante os festejos juninos, principalmente nos dias dedicados a São Pedro.

O Casamento Caipira satiriza e ironiza as cerimônias tradicionais, ou seja é uma crítica a instituição criada por Deus. O cerimonial é precedido de um grande cortejo pelas ruas da cidade onde os principais personagens da representação são: a noiva grávida, o noivo, o delegado, o padre, os pais dos noivos, padrinhos, etc.
O enlace caricaturado se desenvolve em meio à fugas do noivo, as indecisões da noiva e ameaças por parte dos pais, vigário e o delegado. E o casamento nunca acontece. Os textos apresentam uma linguagem libidinosa, ou seja, depravada.


2. DEFINIÇÃO DE ALGUNS TERMOS:



Santo: No Antigo testamento a palavra hebraica mais usada (cerca de 116 vezes) para descrever “santo” é “QADOSH”, que significa “separado”. No Novo Testamento a palavra grega para “santo” é “ÁGIOS”, que aparece 230 vezes de Mateus a Apocalipse, e significa “separados pelo Senhor como Sua possessão peculiar”. “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus...” - 1 Pedro 2.9

Na Igreja Primitiva todos os crentes eram chamados de “santos”, mesmo quando o seu caráter ainda não estava completamente formado (ex: At 9.13, 32; 26.10; Rm. 8.27; 12.13; 15.25,26).

“...segundo a vontade de Deus é que Ele (Jesus) intercede pelos santos”. - Romanos 8.27

 “Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do Corpo de Cristo”. - Efésios 4.11,12

 Canonização: Dentro do catolicismo romano este é o nome dado ao decreto que inclui uma pessoa na categoria dos “santos”, os quais são recomendados à veneração dos fiéis. A condição para que a pessoa seja “beatificada” é que já tenha falecido e que pelo menos dois de “seus milagres” tenham sido confirmados. O papa, então, proclama a canonização.


De acordo com a teologia romanista, os indivíduos canonizados acumularam um tesouro de méritos, mediante suas vidas “inculpáveis” e a prática de “boas obras”. Esses méritos em “reserva”, então, podem ser colocados à disposição de cristãos de menor envergadura, em resposta às orações feitas aos “santos”.

A palavra de Deus declara que existe apenas um Mediador e Intercessor entre Deus e os homens: Jesus Cristo.


“Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem”. - 1 Timóteo 2.5


“...o qual está à direita de Deus e também intercede por nós”. - Romanos 8.34



3. A QUESTÃO DA IDOLATRIA

Idolatria, no grego “EIDOLOLATRIA” significa: “culto aos falsos deuses” ou “adoração de ídolos”. Esta adoração pode se referir a ídolos ou imagens propriamente ditas, ou então a tudo aquilo que porventura ocupe o lugar de Deus no coração do homem. Por que Deus abomina qualquer tipo de idolatria?

- Salmos 115.4-7; 1 Coríntios 8.4 - A Bíblia afirma que o ídolo em si é apenas um pedaço de madeira, pedra, etc., esculpido por mãos humanas, que nenhum poder tem em si mesmo.

- Êxodo 20.3-5; Isaías 42.8 - O nosso Deus não divide a sua Glória com ninguém.


- Ezequiel 14.3,4 - Note que há ídolos que levantamos em nossos corações (ex: avareza: Cl 3.5). Precisamos identificá-los e renunciar a sua força em nós.



- Deuteronômio 18.9-12; Isaías 8.19,20 – O ato de comungar com pessoas que já morreram ou idolatrá-las está ligado à prática do espiritismo, magia negra, leitura de sorte, feitiçaria, bruxaria, etc. Segundo as escrituras, todas estas práticas envolvem submissão e culto aos demônios, e são abomináveis ao Senhor.



- Deuteronômio 32.17; Salmos 106.36; 1 Coríntios 10.20,28 - Por traz de cada ídolo há demônios que estão agindo, os quais são seres sobrenaturais controlados pelo Diabo. Noutras palavras, o poder que age por detrás da idolatria é o dos demônios.



Ex: Alguns “santos” da Igreja Católica e sua correlação com entidades espíritas:

- Iemanjá ? Senhora Aparecida.

- Xangô ? São Jerônimo.

- Oxossi ? São Sebastião.

- Iorí ? Cosme e Damião.



4. A CELEBRAÇÃO DO “DIA DE SÃO JOÃO”



Registros históricos declaram que no século sexto, missionários foram enviados para o norte da Europa para juntar pagãos ao grupo romano. Eles descobriram que o dia 24 de junho era muito popular entre esses povos, pois era quando ocorria o solstício de verão (solstício: época em que o sol afasta-se o máximo possível da linha do equador). Procuraram, então, cristianizar este dia, mas como? Por esse tempo o 25 de dezembro havia sido adotado pela igreja romanista como o natalício de Cristo. Desde que 24 de junho era aproximadamente seis meses antes de 25 de dezembro, por que não chamar este o natalício de João Batista? João nasceu, devemos lembrar, seis meses antes de Jesus (Lucas. 1:26,36). Assim sendo, o dia 24 de junho passou a ser conhecido no calendário papal como sendo o Dia de São João.

Na (Inglaterra), antes da entrada do cristianismo, o 24 de junho era celebrado pelos druidas com fogos de artifícios em honra ao deus Baal. Quando este dia tornou-se dedicado a São João, os fogos sagrados também foram adotados e tornaram-se “as fogueiras de São João”!



CONCLUSÃO:

1. NÃO PODEMOS AGIR COMO IGNORANTES (Ingênuos, imprudentes, néscios) - Ef 6.2; Ef 5.15; 2 Co 2.11; Ef 4.27

2. SE TEMOS O CONHECIMENTO DE QUE ALGO É CONSAGRADO A ÍDOLOS, DEVEMOS NOS ABSTER - 1 Co 10.27,28; 2 Co 6.14-17; Ef 5.11

3. TEMOS A RESPONSABILIDADE DE ENSINAR NOSSOS FILHOS A SE POSICIONAREM - Não podemos transferir para a Igreja a responsabilidade que é nossa – Dt 6.3-9; Pv 22.6

4. PRECISAMOS FUGIR DE TODA A APARÊNCIA DO MAL - 1 Co 10.23-33; Pv 6.28

Estamos numa época do ano em que acontecem, como em todos os anos, as ditas festas juninas, que apesar do nome acontecem também no mês de julho. Festas estas consideradas como folclóricas, mas que tem as suas raízes na idolatria. Vejamos: o Apóstolo João e o Apóstolo Pedro foram homens que serviram fielmente ao Senhor, mas eram homens comuns como nós que nasceram, cresceram, trabalharam, envelheceram e morreram (João de morte natural e Pedro foi crucificado de cabeça para baixo), mas nenhum deles ressuscitou como Jesus. Se não ressuscitaram estão mortos aguardando a volta do Senhor que virá buscar a Sua Igreja. Veja 1 Tessalonicenses 3: 16-17 que diz: "Pois o mesmo Senhor descerá do Céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor”.

Ora, se festejarmos ou participarmos destes eventos, até mesmo simplesmente com a nossa presença, estamos sendo participantes de festa de ídolos, o que é contrário à Palavra de Deus que diz em Êxodo 20: 4-5 "Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás, pois Eu, sou o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam". Isto é maldição. Em Atos 15: 20 Lucas diz que devemos nos abster das contaminações dos ídolos. Em 1 Coríntios 8: 1-13, o Apóstolo Paulo fala que "quanto ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só", no versículo 7 deste capítulo o Apóstolo diz que a nossa consciência poderá ficar contaminada.

Também baseado na Palavra de Deus, tenho a considerar que qualquer festividade ou homenagem de caráter religioso a alguém que não seja o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo é idolatria. E quando louvamos, buscamos, veneramos, idolatramos ou consultamos a alguém morto, estamos praticando a necromancia (culto aos mortos) o que é abominação ao Senhor, baseado no capítulo 18 de Deuteronômio.

No Salmo 119: 11 o salmista diz: "Escondi a Tua Palavra do meu coração, para não pecar contra Ti". E baseado nesta Palavra orientamosque se abstenham de participar, organizar, freqüentar estas festas, pois será laço para sua vida espiritual. Oriente também aos seus filhos a não participarem de danças, quadrilhas e não comerem as comidas, não vender rifas. Ao participar estarão firmando uma aliança com os chamados padroeiros.

“Filhinhos guardai-vos dos ídolos. Amém.” 1 João 5.21



FONTES DE PESQUISA:
- Babilônia: A Religião dos Mistérios – Ralph Woodrow.

- Enciclopédia Britânica – BARSA.

- Enciclopédia de Bíblia e Filosofia 0- R. N. Chaplin e J. M. Bentes.

- A sabedoria das Runas (livro secular).

- A umbanda e as suas ordens (livro secular).