quarta-feira, 29 de abril de 2009

GRUPO DE MENTALIZAÇÃO


ESPAÇO LADY NADA APRESENTA EM MAIO:
GRUPO DE MENTALIZAÇÃO:

Venha participar conosco de um grupo muito especial onde você poderá:

RENOVAR SUAS ENERGIAS E MELHORAR SEU PADRÃO MENTAL
EQUILIBRAR SEUS CHACRAS
LIMPAR SEUS CORPOS
TUDO ISSO ATRAVÉS DE :
VISUALIZAÇÕES CRIATIVAS, APELOS, MEDITAÇÕES E MENTALIZAÇÕES

DATAS: 13/5, 27/5, 10/6, 24/6, 8/7, 29/7, 12/8, 26/8

Entrada: Franca
Horário: sempre as quartas-feiras das 19:15 as 20:00 hs
visite o site:
ou
Espaço Lady Nada
Um novo conceito de harmonia para seu corpo sua mente e alma
Rua Azevedo Soares, 1773
Tels: 2092-2388 e 7514-6543
Agende sua visita com Catherine.
Excelente local no coração do Tatuapé.

ESPECIAL - ANJOS DA GUARDA




ANJOS

Em pleno século XXI os anjos ainda vem invadir nossos corações de carinho e também de muita, mas muita curiosidade... é bom lembrar que há dois mil anos atrás, estes seres estiveram presentesmuitos acontecimentos, como a vida do Messias e tantas outras coisas. Hoje com a proximidade Era de Aquário o tema ainda é estudado no mundo inteiro. Interessante né?

O materialismo pode trinfar, as pessoas estão se sentindo órfãs de religião e o estudo dos anjos pode sim resgatar a verdadeira força da palavra "Religião" - "Religare" o homem a Deus. Dessa forma, unidos a uma ligação Superior todos nós poderemos iluminar o futuro... Através da Comunicação com o mundo angelical conseguiremos obter ajuda, para que nossa passagem terrena seja vivida da melhor maneira possivel. Para você contatar seu anjo, vai dpeender de alguns rituaizinhos básicos...rs e principalmente, nunca esquecendo, da essência da sua vida e isso é o mais importante, da busca pelo seu encontro espiritual.

Angeologia é o mais fascinante dos temas esotéricos. Tudo o que é considerado um dogma deve ser transformado em dúvida para depois ser questionado. A angeologia esta baseado na idéia de que Deus está presente em Tudo e de Todos, principalmente nas coisas mais simples da vida. O anjo representa a energia e a pureza do conhecimento de Deus. Quando falamos em anjos, os associamos a visões biblicas ou aos milagres.

Anjos podem manifestar-se no homem através de pensamentos e idéias, já que são seres inteligentes. Eles nos auxiliam pela inteligência, boa vontade e na escolha certa de várias opções. A inteligência sempre leva à verdade e a verdade sempre ao bem. Os homens erram, porque seus conhecimentos vêm por etapas.

E Porque as pessoas acreditam em anjos??? Perguntinha capciosa não?

Os anjos estão em todas as religiões, são seres iluminados e não levam em conta os registros de nossos atos negativos. Portanto, não perdoam, já que não cabe a eles julgar.

Os anjos nunca nos abandonam e eles não têm necessidade de se refazer através do sono e não sofrem os efeitos do tempo... ai ai... queria ser um anjo...pensando desta forma...rsrs

A palavra "ANJO" vem do grego Angelos, pelo latim Angelu, que significa "mensageiro ou emissário" ou seja, os anjos são mensageiros ou emissários de Deus.

Os Anjos são espíritos puros, criados por Deus antes da humanidade para transmitir a sua vontade, anunciar acontecimentos e serem instrumentos de sua justiça e misericórdia. Os Anjos são mensageiros entre o céu e a terra.

O Criador concedeu-nos a permissão especial de ter um "Anjo da Guarda" que tem a "missão" de nos proteger e ajudar em nossa evolução.

Nos momentos mais difíceis, onde achamos que estamos sozinhos, é aí que o nosso "Anjo" está mais perto, só aguardando uma oração, um pedido para que ele possa agir. Ele irá se manifestar de uma maneira muito sutil, através de uma intuição, uma mensagem, uma pessoa, num sonho, ou de outra forma muito especial. Abra seu coração para poder entender as MENSAGENS DOS ANJOS.

Os Anjos nunca nos abandonam, mesmo quando cometemos algumas falhas., pois como disse, eles não estão aqui para nos julgar. Eles ficam aguardando uma oportunidade, uma fresta de luz em nossos corações para orientar-nos.

Lembre-se, quanto mais positivo você for, mais iluminada estará sua aura. O "Anjo" sentirá essa vibração e chegará mais perto de você. Se sentir um arrepio inesperado, alegre-se pois foi a brisa do seu Anjo.

Os Anjos estão mais perto das crianças pois elas são puras nos pensamentos e nas ações, por isso quando uma criança falar sobre o "seu amiguinho", que para você é invisível, acredite pois é um "Anjo" que ela estará vendo.

Quando for conversar ou pedir ao "Anjo", preste atenção em suas palavras e pensamentos, pois estará colocando nesse momento toda a energia, toda a sua "intenção" em ação e esse será um dos momentos mais importantes para a manifestação dos seus objetivos.

Use sempre o tempo no presente e no afirmativo. "Abençoado é o meu desejo, pois ele já se torna real".

Entre em sintonia com seu "Anjo da Guarda",
ele está aguardando por
um sinal seu.


O fascínio pelos anjos é quase tão remotoquanto o sentimento religioso da Humanidade. Só que há algumas décadas elas pareciam desacreditados, ninguém mais estava ligando para eles ou se importando com sua possivel existência, até mesmo nas mais altas hierarquias católicas. Mas curiosamente eles começaram a ganhar pontos em outras áreas...

Nos últimos anos, foram feitas algumas pesquisas...de boca de urna...pode-se dizer assim, e principalmente nos Estados Unidos, foi descoberto que 75% dos adolescentes americanos acreditavam em anjos! E no Brasil, segundo uma pesuisa realizada ano passado, 91% da população entre Rio de Janeiro e São Paulo acreditam sim, na proteção do anjo da guarda.


Os anjos eram chamados DAIMONES pelos gregos, o que significa também gênios ou seres sobrenaturais. nesta categoria encontramos também os Obreiros de Deus: gnomos e duentes (terra) fadas e silfos (ar) salamandras (fogo) e ondinas (água) - os ditos elementais (devas).

Mas você deve estar pensando: Daimones... hum... esta palavra me lembra uma outra...! DEMÔNIOS!! Aff como assim?


Não se assuste, é isso mesmo! O nome Daimones corresponde também à palavra Demônio... bem, como entendiam os autores eclesiásticos...tal fato desperta porém uma grande curiosidade sobre o tema, já que interesses religiosos fizeram de tudo e o impossível para que isso não chegasse ao conhecimento popular... espertinhos eles não? Isso aconteceu, principalmente naquela época em que quimavam montanhas de livros em nome de Deus...! E com isso lá se foram preciosas relíquias de textos e escrituras!

Bom gente, mas assim, os anjos (Daimones) que protegem os humanos são diferentes - óbvio - dos Daimones, que ficam fora do nosso controle. Eles são perceptíveis ao nosso conhecimento, mas difíceis de mantermos contato ainda que seja possivel entrar em sua sintonia.

Assim como estamos presos à terra e não podemos ficar suspensos ao céu, os anjos têm dificuldades de ficar com a gente aqui na terra. Eles só conseguem ficar por causa da Luz ou Energia de nossa Aura. Nossa Aura é para eles o mesmo que o exigênio é para nós.


Se estamos bem, automaticamente são reforçadas nossa simpatia e presença. Quando estamos trsites ou deprimidos, nossa aura diminui e o anjo não atua, dando força ao nosso gênio ou anjo contrário, nos tornando antipáticos.

O anjo guardião, que não participa das infelicidades pede ajuda para que outro anjo ajude-nos com nossos problemas. Ficar em sintonia com nosso anjo guardião, é anular a força do gênio contrário.

Olha que interessante, quando fazemos uma oração, nosso anjo NÃO OUVE OU SENTE O PEDIDO. Vixi, mas e agora? Como assim? Calma... lembra que falei da aura, aura é energia... então neste momento, quando oramos nossa aura muda de cor, e é isso que ele compreende. Quando oramos, nossa aura torna-se azul ou verde. Já quando abraçamos uma pessoa querida ela fica cor-de-rosa....lindo não? Isso faz com toda certeza nosso anjo bater asas no plano etérico.


Vamos algumas dicas de como manter um contato com seu anjo guardião? Pois bem mãos à obra:
  • Tenha uma agenda com frases, figuras angélicas, registros de acontecimentos que possam refletir a presença do seu Anjo. Essa agenda deverá ser um ponto de conexão entre você e ele, pois nela constarão todas as suas expectativas e conquistas.

  • Cultive o seu lado criança, se encante com as "pequenas coisas", tenha pensamentos de esperança, de sorte, alimente os seus sonhos e visualize só coisas boas.

  • Utilize o seu "mensageiro" para encaminhar os seus pedidos. Escreva num papel sempre no tempo presente tudo aquilo que desejar, a energia que estará utilizando nesse momento fará o Universo se mover a seu favor. Depois coloque esse bilhete num lugar de sua preferência, mas não esqueça de agradecer no final pelo objetivo já alcançado.

  • Tenha sempre flores em sua casa, música suave, fragrâncias ou incenso, para cada vez mais atrair a presença dos Anjos, que gostam de ambientes harmônicos e felizes.

  • Tenha uma atitude de reconhecimento, invoque o Anjo pela manhã e uma ação de agradecimento à noite.

Quer mais algumas dicas?
Converse com seu anjo na boa...
Eles são elementais e como tal vivem no mundo etérico, numa esfera onde a nagatividade não entra. Simplesmente é nula. Desta forma eles sequer entendem palavras que refletem trsitezas e coisas negativas. Pensando desta forma, é f[acil interpretar que para falar com seu anjo, voc~e precisa sempre usar palavras positivas, ou então como se seu desejo já estivesse sendo realizado.

Por exemplo: Escreva num papel o seu desejo. desta forma, você estará plasmando (materializando) Ao invés de escrever: "Gostaria de arrumar um emprego melhor" escreva simplesmente: "obrigada pelo emprego e pelo salário" Não use expressões como: não, nunca, jamais, dúvida, seu anjo não entenderá esta mensagem.


para fazer um "correio angelical" escreva seus pedidos num peçao de papel e no fim use a frase: "Bendito é o meu desejo, porque é realizado para o bem de todos os envolvidos. Amém." Nunca deixe de dizer AMÉM, esta palavra é uma assinatura mental, um griot de graça e triunfo do seu elo mental-espiritual com o astral. Depois coloque esta carta dentro de um envelope e enderece-o ao seu anjo e guarde-o numa Bíblia, de preferência na página do Salmo 91. Depois de 7 dias quime a carta num prato, esfarele bem os pedacinhos de papel e cinzas e jogue-as ao vento. Assim os elementais da natureza atenderão seu pedido: fogo, ar


Ouvindo Música

A música é um eco do impulso da criação divina.

Não existe maior força de união entre os homens e os Anjos do que a música. Portanto, seja seletivo ao escolher suas músicas.

Tudo irá influir nesta sintonia. As músicas deverão ser tranqüilas, suaves e melodiosas. As músicas de ritmos mais exaltados intoxicam o corpo e satura o chackra sexual. Este efeito acentua o ardor das competições, a necessidade do domínio e de um ritmo de vida mais agitado. O chackra sexual mal energizado cria também excesso de egoísmo.Já perceberam que aqueles que ouvem este tipo de música, normalmente demonstram insatisfação, carência?

Sabe porquê? Porque inconscientemente, eles estão procurando músicas que tenham as batidas semelhantes às que eles ouviam no útero materno, as batidas do coração. E além do mais, essa freqüência vibratória faz com que os Anjos se afastem.

Os magos da antigüidade já ensinavam que a emissão de um som possui um potencial de transformação e é um reflexo da realidade interior. Aproveite então toda a sua magia e siga algumas regras: ouça-as em casa, evite músicas em alto volume, cante e deixe seu espírito voar junto com a melodia que você ouvir.

Cuidando Dos Sonhos


Muitas pessoas ainda hoje ignoram a importância dos sonhos., eu dou muito valor a eles, pois costumam remeter muito do nossoosso incosciente, nossos medos e desejos...Na verdade, ao acordar, todo mundo deveria ter o maior cuidado para tentar se lembrar em detalhes de seus sonhos. Porque, enquanto se está sonhando, seu Anjo está cuidando da energia áurica que eles possuem. Uma das tarefas hierárquicas angelicais é colocar imagens férteis em nosso mundo interior. É por isso que os bons sonhos sempre devem ser contados, assim como os pesadelos... nunca!


Quando tiver um pesadelo, assim que despertar, diga a palavra "INCONSTÂNCIA"; isso quebrará sua influência. Use esta palavra também, quando sentir alguma sensação ruim.

Em contrapartida, quando você tiver bons sonhos, diga "MOMENTUM"; esta palavra sustenta as boas irradiações que ainda estão em sua aura. E da mesma forma, use-a quando alguma coisa boa lhe acontecer.

Casa Limpa, Alma Limpa


Outro detalhe importante que vale a pena colocar aqui em pauta, sua relação com os Anjos começa pela sua casa. Anjos gostam de limpeza, de aromas, de beleza. Eles gostam de falar conosco através da brisa que entra pela janela, através dos raios de sol. Limpe sua casa: crie coragem e jogue fora papéis, objetos e coizinhais que só atrapalham sua vida. Pegue as roupas que não usa mais, dê, venda-as. Coisas guardadas sem necessidade, condensam nossas energias, nos aprisionam.


Dê uma geral na sua casa, jogando fora e dando tudo que você não utiliza. Faça isso visualizando uma luz branca entrando pela sua casa, que desce de uma fonte infinita, que purifica tudo. Fale com os Anjos, enquanto arruma. Convide-os a entrar. Capriche. Quando acabar, compre flores ou plantas que estejam florescendo e espalhe pela casa, dando boas vindas aos Anjos. Estimule seus sentidos. Perfume tudo com incensos. Compre frutas, arrume tudo muito bonito. Também é bom borrifar um pouco de perfume que você gosta em alguma almofada.Existe uma pequena oração, que dita com fé e coração pleno, manterá sua casa sempre feliz: "CADA CASA TEM UM CANTO, CADA CANTO TEM UM ANJO, EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO, AMÉM."

Atraia Coisas Boas


Visite uma pessoa sábia: Sempre haverá perto de nós uma pessoa que consideramos sábia, que nos compreende, nos dá conselhos. Pessoas que dizemos ser "iluminadas"... Sempre que puder, procure por esta pessoa, ouça-a; muitas vezes, os Anjos nos falam através delas.

Crie um espaço sagrado: Escolha um canto da sua casa, um lugar onde sua presença é mais constante, faça um altar, pode ser o mais simples possível, mas faça com que seu coração fique ali. Pode ser seu quarto inteiro, um lugar onde você se recolhe para meditar, sonhar. Através de uma atmosfera sagrada, os Anjos vão se ligar a você com mais facilidade.

Sorriam amiguinhos: Sorriam sempre. Imagine que você vai ter uma reunião chata e tensa. Se você entrar na sala sorrindo para os presentes, falando com todos de maneira amável, perceberá que metade desta tensão já foi quebrada ali, que tal a idéia? bacana não?


Você está no trânsito, uma pessoa tenta passar a sua frente, mas não há espaço, se ao invés de encará-lo com toda sua raiva, tente sorrir e ceder-lhe o espaço, tenho certeza que a pessoa das duas uma, ou vai achar que voc~e bebeu umas... ou vai se constranger com sua atitude e achar que deu importancia demais a algo indignificante. E tenha em mente que além de ser uma atitude bem mais educada, você acaba de energizar toda sua volta com uma grande energia positiva.

Entenda que o segredo do sorriso está num coração tranqüilo, porque é ali que ele nasce. E ele contagia. Perceba isso, sorria para alguém, no elevador, na fila do banco, apenas um sorriso, como se fosse um cumprimento. Ninguém resiste. Acabam mais cedo ou mais tarde lhe devolvendo o mesmo sorriso. Procure sempre sorrir.

Fale com alguém: Procure uma pessoa que você não vê há muito tempo., sempre tem um primo sumido, um amigo dos tempos do colégio, uma tia do interior... Ligue para eles, convide-os para um almoço. Crie laços carinhosos, as pessoas sentem muita falta deste tipo de sentimento. Tenha carinho pelas pessoas, sejam da maneira que forem. Se souber de alguém que se encontra em dificuldades, não espere que ele peça ajuda, vá até ele, mostre que você está por perto, ou faça algo anonimamente, e sinta como seu coração vai se sentir feliz.

Aceite ajuda: Nunca se sabe se alguém não é um Anjo disfarçado, isso pode acontecer a qualquer momento, em qualquer lugar. Portanto, fique atento às palavras e ajuda que vem muitas vezes de pessoas estranhas. Às vezes um estranho lhe diz exatamente o que você precisava ouvir. Quem sabe este estranho... não é um Anjo.Veja um filme, leia um livro: Um filme muitas vezes poderá lhe contar justamente a história que você está precisando ouvir. Abra um livro ao acaso, leia com atenção a página, a resposta de muitas questões pode estar ali.

Os Anjos estão lhe mandando sinais a todo momento, e eles vão fazer com que estas mensagens cheguem a você não importa os meios que usem. Mas para isso, você também precisa estar atento.Viva a vida: Imagine o quanto foi esquematizado, programado, ajustado e premeditado para que você pudesse nascer. E você sem se dar conta, passa a maior parte do seu tempo achando que a vida é uma droga. Não faça isso. Perceba que você não tem nenhuma perspectiva de quanto tempo de vida você ainda tem, assim sendo, não desperdice seu tempo com coisas ruins.


Seja feliz, viva a vida. Porque a vida nada mais é do que um grande espetáculo que a cada dia lhe oferece uma nova história, uma nova situação. É a mágica da vida. Viver o minuto seguinte, que nem podemos imaginar como será O minuto passado, já passou, nada neste mundo irá trazê-lo de volta. Portanto, se você acertou ou errou, use-o apenas como um registro de experiência, para o minuto seguinte. Faça com que sua passagem por esta vida não seja de forma banal ou anônima. Concentre todas as energias do mundo em você e passe-as para todos os que lhe rodeiam, faça com que as pessoas à sua volta sejam felizes, assim como você. A luz que você irá irradiar será percebida pelo mais infeliz dos mortais.

Os Anjos e a Alma Gêmea


Os Anjos são dotados de amor à Deus e sabedoria, tem o dom de levar nossas mensagens até Ele. Os Anjos são puramente AMOR, sempre nos ajudando a encontrar nossa alma gêmea. Acredito que por mais que você se ache incapaz de se casar, ou viver com uma pessoa que te ame de verdade e que você também a ame, todos os seres humanos tem sua alma gêmea, e que a encontrará um dia, por tanto pode ser uma busca fácil, ou talvez demorar até não uma vida, mas várias. Todos nós acharemos um dia nosso parceiro verdadeiro de amor.

HIERARQUIA ANGELICAL

Seguindo o critério tradicional, são nove (9) os Coros ou Ordens Angélicais: Serafins, Querubins,Tronos, Dominações, Potestades, Virtudes, Principados, Arcanjos e Anjos, distribuídas em três Hierarquias.

PRIMEIRA HIERARQUIA:

É formada pelos Santos Anjos que estão em íntimo contato com o CRIADOR. Dedicam-se a Amar, Adorar e Glorificar a DEUS numa constante e permanente frequência, em grau bem mais elevado que os outros Coros: Serafins, Querubins e Tronos.

SERAFINS:

serafins.jpg

O nome "seraph" deriva do hebreu e significa "queimar completamente". Segundo o conceito hebraico, o Serafim não é apenas um ser que "queima", mas "que se consome" no amor ao Sumo Bem, que é o nosso DEUS Altíssimo.

Na Sagrada Escritura os Santos Anjos Serafins aparecem somente uma única vez, na visão de Isaias: (Is 6,1-2)

QUERUBINS:

querubins.jpg

São considerados guardas e mensageiros dos Mistérios Divinos, com a missão especial de transmitir Sabedoria. No início da criação, foram colocados pelo CRIADOR para guardar o caminho da Árvore da Vida.(Gn 3,24) Na Sagrada Escritura o nome dos Santos Anjos Querubins é o mais citado, aparecendo cerca de 80 vezes nos diversos livros. São também os Querubins os seres misteriosos que Ezequiel descreve na visão que teve, no momento de sua vocação: (Ez 10,12) Quando Moisés recebeu as prescrições para a construção da Arca da Aliança, onde o SENHOR habitou, o trono Divino foi colocado entre dois Querubins: (Ex 25,8-9.18-19) Estas considerações atestam que os Querubins são conhecedores dos Mistérios Divinos.

TRONOS:

tronos.jpg

Acolhem em si a Grandeza do CRIADOR e a transmitem aos Santos Anjos de graus inferiores. São chamados "Sedes Dei" (Sede de DEUS). Em síntese, os Tronos são aqueles Santos Anjos que apresentam aos Coros inferiores, o esplendor da Divina Onipotência.

SEGUNDA HIERARQUIA:

São os Santos Anjos que dirigem os Planos da Eterna Sabedoria, comunicando aqueles projetos aos Anjos da Terceira Hierarquia, que vigiam o comportamento da humanidade. Eles são responsáveis pelos acontecimentos no Universo. Esta Hierarquia é formada pelos seguintes Coros de Anjos: Dominações, Potestades e Virtudes.

DOMINAÇÕES:

dominacoes.jpg

São aqueles da alta nobreza celeste. Para caracteriza-los com ênfase, São Gregório escreveu:

"Algumas fileiras do exército angélico chamam-se Dominações, porque os restantes lhe são submissos, ou seja, lhe são obedientes". São enviados por DEUS a missões mais relevantes e também, são incluídos entre os Santos Anjos que exercem a "função de Ministro de DEUS".

POTESTADES:

potestades.jpg

É o Coro Angélico formado pelos Santos Anjos que transmitem aquilo que deve ser feito, cuidando de modo especial da "forma" ou "maneira" como devem ser feitas as coisas. Também são os Condutores da ordem sagrada. Pelo fato de transmitirem o poder que recebem de DEUS, são espíritos de alta concentração, alcançando um grau elevado de contemplação ao CRIADOR.

VIRTUDES:

virtudes.jpg

As atribuições dos Santos Anjos deste Coro, são semelhantes aquelas dos Santos Anjos do Coro Potestades, porque também eles transmitem aquilo que deve ser feito pelos outros Anjos, mas sobretudo, auxiliam no sentido de que as coisas sejam realizadas de modo perfeito. Assim, eles também têm a missão de remover os obstáculos que querem interferir no perfeito cumprimento das ordens do CRIADOR. São considerados Anjos fortes e viris. Quem sofre de fraquezas físicas ou espirituais, deve invocar por meio de orações, o auxílio e a proteção de um Santo Anjo do Coro das Virtudes.

TERCEIRA HIERARQUIA:

É formada pelos Santos Anjos que executam as ordens do Altíssimo. Eles estão mais próximos de nós e conhecem a fundo a natureza de cada pessoa que devem assistir, a fim de poderem cumprir com exatidão a Vontade Divina: insinuando, avisando ou castigando, conforme o caso. Esta Hierarquia é formada pelos: Principados, Arcanjos e Anjos.

PRINCIPADOS:

principados.jpg

Os Santos Anjos deste Coro são guias dos mensageiros Divinos. Não são enviados a missões modestas, ao contrário, são enviados a príncipes, reis, províncias, Dioceses, de conformidade com o honroso título de seu Coro.

No livro de Daniel são também apresentados como protetores de povos: (Dn 10,13) Significa dizer, que são aqueles Anjos que levam as instruções e os avisos Divinos, ao conhecimento dos povos que lhe são confiados.

Porém, quando esses mesmos povos recusam aceitar as mensagens do SENHOR, os Principados transformam-se em Anjos Vingadores, e derramam as taças da ira Divina sobre eles, de forma a reconduzi-los através do castigo e da dor, de volta ao DEUS de Amor e Misericórdia que eles abandonaram propositalmente.

ARCANJOS:

arcanjos.jpg

A ordem tradicional dos Coros Angélicos coloca os "Arcanjos" entre os "Principados" e os "Anjos". Pelas funções que desempenha, acreditamos que ele deve estar colocado no mais alto Coro dos Santos Anjos. Gabriel também é chamado de Arcanjo, e da mesma maneira que Miguel, através das páginas da Sagrada Escritura, vê-se que é conhecedor dos mais profundos Mistérios de DEUS, inclusive foi Gabriel quem Anunciou a MARIA que Ela estava cheia de graças e tinha sido escolhida pelo CRIADOR, para MÃE DE DEUS. Por outro lado, também Rafael é denominado pela Igreja como um Arcanjo. A respeito de Rafael, no Livro de Tobias, ele mesmo confirma que está diante de DEUS:

"Eu sou Rafael, um dos sete Anjos que estão sempre presentes e tem acesso junto à Glória do SENHOR". (Tb 12,15)

ANJOS:

anjos.jpg

Os Santos Anjos recebem as ordens dos Coros superiores e as executam. Outro aspecto que não pode ser esquecido, é o fato de que os Santos Anjos, guardadas as devidas proporções, estão mais perto da humanidade e por assim dizer, convivendo conosco e prestando um serviço silencioso mas de valor incomensurável à cada pessoa. O CRIADOR inspirou o escritor sagrado no Livro Êxodo, da Bíblia Sagrada:

"Eis que envio um Anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho e te conduza ao lugar que tenho preparado para ti. Respeita a sua presença e observa a sua voz, e não lhe sejas rebelde, porque não perdoará a vossa transgressão, pois nele está o Meu Nome. Mas se escutares fielmente a sua voz e fizeres o que te disser, então serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários". (Ex 23,20-22)


Espero que tenham gostatdo da matéria. Um bater de asas para vocês e fiquem na luz sempre. Assim seja.


Gisele.





quarta-feira, 15 de abril de 2009

Tutankhamon, o Faraó-menino

Tutankhamon foi um faraó do Antigo Egipto que faleceu ainda na adolescência. Apesar das questões ligadas à sua filiação, que mais à frente referirei, era muito provavelmente filho e genro de Akhenaton (o faraó que instituiu o culto de Aton, o deus Sol) e de sua esposa Nefertiti.

Casou-se aos 10 anos com a irmã Ankhesenpaaton a terceira de seis filhas do faraó Akhenaton e da rainha Nefertiti.

Nascido Tutankhaton queria permanecer com a religião monoteísta de Akhenaton, mas era muito jovem e por conseguinte acabou sendo manipulado pelos corruptos sacerdotes de Amon. Porém, quando completou a maioridade, fez uma nova tentativa para estabelecer o monoteísmo, essa tentativa foi em vão e culminou com a prematura morte do jovem menino, por meio de uma conspiração palaciana, na qual o general Horemheb, um dos seus braços direitos, fazia parte.

Tutankhamon recebeu uma pancada fulminante na cabeça enquanto dormia, o que lhe causou uma hemorragia, vindo a falecer dias depois com estas palavras nos lábios:

“Ó mãe Nut, estende as tuas asas sobre mim como as estrelas eternas”.

No quarto ano do seu reinado o jovem rei mudou o seu nome de Tutankhaton para Tutankhamon ("imagem viva de Amon").

A sua esposa fez o mesmo, passando de Ankhesenpaaton para Ankhesenamon ("ela vive para Amon"). Esta mudança dos nomes está relacionada com a rejeição das doutrinas religiosas de Akhenaton e com a restauração dos deuses antigos.

No seu governo, que coincidiu com o final do período Amarniano, Tutankhamon restaurou o culto a Amon passando a ser o seu sumo-sacerdote, devolveu aos sacerdotes todas as suas possessões e transferiu a capital de Akhetaton para Mênfis.

As suas conquistas militares desta época trouxeram tranquilidade ao Egipto, mas o grande favorecido foi de facto Horemheb, general e um dos mais influentes personagens da corte do então faraó, o que lhe abriu caminho para a subida ao trono quatro anos após,(1319-1307), tornando-se o último faraó da XVIII dinastia.

O rei Tut assumiu o trono quando tinha cerca de 12 anos e morreu aos dezanove, sem herdeiros.
Com sua morte, sua linha sucessória extingue-se, sabe-se que teve duas filhas, porém nadas mortas, cujas múmias foram encontradas no seu túmulo.

Apesar do imenso espólio funerário digno de um grande faraó, seu corpo foi mumificado em condições precárias de tal maneira que se decompôs quando foi examinado, após a descoberta de Howard Carter em 1920.

As fontes disponíveis sobre a vida de Tutankhamon não referem explicitamente o nome do pai e da mãe deste rei. A sua origem real é contudo certa, como mostra uma inscrição num bloco de pedra calcária encontrado em Hermópolis onde o rei é descrito como "filho do rei, do seu corpo".
Mas qual rei?

Para alguns investigadores o seu pai foi o rei Amenhotep III (ou Amenófis III, segundo a versão helenizada do nome), enquanto que outros defendem ter tido como pai o filho e sucessor deste, Amenófis IV (Akhenaton), esta mudança de nome resulta das concepções religiosas que fazia do deus Aton a divindade mais importante.

Para apoiar a tese da paternidade do jovem Tut apontam-se as várias inscrições nos muros e na colunata do templo de Luxor, feitas no tempo de Tutankhamon, nas quais o jovem rei se refere a Akhenaton, como seu pai.


Contudo, deve ser salientado que no Antigo Egipto o termo "pai" tinha um sentido amplo, podendo ser utilizado para se referir a um avô ou até mesmo a um antepassado longínquo.
A ser filho de Amenhotep III, poderia ter tido como mãe a grande esposa real deste soberano, Tiy, mas segundo historiadores, sendo Akhenaton proscrito, era mais interessante que se pensasse que Amenhotep III era seu pai.
No túmulo de Tutankhamon no Vale dos Reis encontrou-se uma madeixa de cabelo desta rainha.

Para reforçar ainda mais esta tese apontam-se as semelhanças físicas entre Tiy e Tutankhamon, mas a mesma parece de facto ter sido sua avó paterna.

Outra hipótese relativa os progenitores de Tutankhamon, a mais aceite hoje em dia, aponta como seus pais Akhenaton e uma esposa secundária deste, Kia.


Esta mulher poderia ter uma origem estrangeira, talvez mitânica.
Uma cena num relevo do túmulo de Akhenaton, no qual a família real lamenta a morte de um membro, é interpretado como uma alusão à morte de Kia durante um parto, sendo este justamente o parto de Tutankhamon.
Sabe-se pouco sobre Kia, mas os últimos dados que se conhecem desta figura referem-se ao ano 11 do reinado de Akhenaton, data que se considera mais ou menos coincidente com o nascimento de Tutankhamon.

Tutankhamon sucedeu no trono não a Akhenaton mas a Semenkhkhare, rei sobre o qual se sabe muito pouco (segundo o egiptólogo Nicholas Reeves, Semenkhkhare seria Nefertiti com outro nome).


Mas, Semenkhkhare era também o título dado ao co-regente dos faraós, que era na altura um nobre, chamado Panhese, da alta estirpe de Amarna e que se casou com Meritaton, filha mais velha de Akhenaton, que o sucedeu após sua morte.
Ambos teriam sido assassinados no palácio em Amarna juntamente com quase todos seus moradores, pois Horemheb, general na época, queria o trono para si e sem herdeiros seria mais fácil.

Por milagre, Tutankhamon e sua irmã Ankhesenamon, conseguiram sobreviver à matança e foram levados a Tebas para serem casados e coroados.

Devido à jovem idade do rei, os verdadeiros governantes durante este período foram Ay (vizir) e Horemheb (general), dois altos funcionários do tempo de Akhenaton, que mais tarde seriam eles próprios faraós.

A situação do Egipto parecia ser catastrófica nesta época, a acreditar no texto gravado numa estela, a chamada "Estela da Restauração", que foi encontrada no terceiro pilote do templo de Amon em Karnak.


Nele se afirma que os templos dos deuses estavam em pleno estado de decadência e estes, irados, tinham lançado a confusão no país.
Até as expedições militares no Próximo Oriente pareciam não alcançar sucesso devido à indiferença perante os templos e os deuses.

Assim, e ainda segundo a estela, o rei terá mandado fazer novas estátuas de deuses, restaurar os seus templos, bem como os cultos diários que ali eram conduzidos pelos sacerdotes.

Tutankhamon faleceu aos dezanove anos em 1324 a.C. como vimos, precocemente. Por isso, e uma vez que o seu túmulo não estava ainda pronto, foi sepultado num túmulo de dimensões pequenas, pouco habitual para alguém que ocupou tão elevado cargo.

A sua viúva, Ankhesenamon, toma uma atitude desconcertante:

Envolta em um mistério que se perpetua nos nossos dias, Ankhesenamon perde seu amado e fica a mercê de uma corte com fome de poder, pois a jovem rainha havia tido dois abortos e não tivera mais filhos com Tutankhamon.


Ankhesenamon vendo sua posição real em perigo, escreveu uma carta ao rei Hitita Suppiluliuma, pedindo que enviasse um de seus filhos para que ela pudesse desposá-lo, tornando-o faraó do Egito.

A proposta era tentadora, mas como os Hititas sempre foram grandes rivais do Egito na Antiguidade, foi estranho que Ankhesenamon tomasse tal atitude, a não ser que estivesse realmente desesperada.

Segue abaixo trecho da carta encontrada em fragmentos de documentos Hititas:

"Meu esposo está morto. Eu não tenho filhos. Eles dizem que vós tendes muitos filhos. Se puderes envia-me um de seus filhos e eu farei dele meu esposo."

O rei Suppiluliuma achou que a carta poderia ser algum tipo de truque.
Porque a rainha do tão poderoso Egito estaria se curvando ao seu maior inimigo?

A rainha torna a escrever mais uma vez ao rei Hitita:

"Se eu tivesse um filho, acredita que eu estaria escrevendo a um rei de uma terra estrangeira? Aquele que foi meu esposo está morto. Eu não tenho filhos; não quero tomar nenhum de meus servos como meu marido. Eu escrevi somente a seu país e a nenhum outro. Dizem que tendes vários filhos, então envia-me um deles e farei dele o rei do Egito."

Suppiluliuma finalmente confiou em Ankhesenamon. Enviou então seu quarto filho, Zannanza, para que desposasse a jovem egípcia.

Sabe-se somente que o príncipe hitita tinha por volta de vinte e poucos anos, porém ele nunca chegou a terras do Egipto.




Seu pai recebeu uma carta após alguns dias de sua partida dizendo que Zannanza havia sido assassinado, conforme parece indicar este desenho copiado de um fresco da sua tumba.
Ankhesenamon foi assim obrigada a escolher um dos sacerdotes para casar novamente.

Bem mais tarde ela desaparece misteriosamente da história do Egipto, não há inscrições em papiros ou em tumbas e templos da época... Nada.
Isso nos faz crer na hipótese de que ela também tenha sido morta.

Nesse meio-tempo, acabou casando com o velho vizir Ay que morreu após três anos no poder também de uma forma estranha.

Ay respeitou a memória de Tutankhamon, não danificando os seus monumentos, preservando assim a memória do rei-menino.



Após sua morte, o trono foi usurpado pelo chefe militar Horemheb, que antes fora General e Conselheiro de Tutankhamon.



Este sim, usurpou os monumentos de Tutankhamon, dos quais raspou o nome do seu predecessor para colocar o seu.
Após 26 anos de reinado, cedeu o trono a seu vizir Ramsés I, avô de Ramsés II.

Para esclarecer definitivamente como morreu Tutankhamon, em 1925 foi realizada uma autópsia na múmia por Douglas Derry, tendo se considerado na época a hipótese de uma morte natural.



Em 1968 uma equipe da Universidade de Liverpool liderada por R.G Harrison obteve autorização para realizar raios-x à múmia.
Uma ferida perto da orelha esquerda do rei, que penetrou no crânio, produzindo uma hemorragia, foi apontada como causa da morte.

As radiografias mostraram que de facto um osso tinha penetrado no crânio.

Alguns investigadores avançaram com a hipótese de assassinato que teria tido como autor principal Horemheb. O que pelas confusões pelo poder na época é o mais provável.



Em Novembro de 1920 foi descoberto o túmulo de Tutankhamon, resultado dos esforços de Howard Carter e do seu mecenas, o aristocrata Lord Carnavon.

O túmulo encontrava-se inviolado com excepção da antecâmara onde os ladrões penetraram por duas vezes, talvez pouco tempo depois do funeral do rei, mas por razões pouco claras ficaram-se por ali.



O túmulo estava muito bem fechado na rocha. No centro da câmara mortuária havia quatro santuários ricamente decorados.

No seu interior havia um enorme sarcófago de quartzito amarelo com uma tampa de granito róseo. Deusas guardiãs primorosamente esculpidas postavam-se nos quatro ângulos.



Dentro do sarcófago de pedra, que estava coberto de inscrições religiosas, havia diversos ataúdes folheados a ouro.

Dentro do terceiro, que era de ouro, estava a múmia de Tutankhamon.
Sobre o ataúde havia uma coroa de flores ali colocada pela sua esposa, e que ainda conservava todo seu colorido.

E mais, jóias fantásticas, estátuas, peitorais e amuletos de ouro, contas, espelhos de prata, anéis e colares com pingentes de ouro na forma de flores de lótus....



Entre os muitos móveis luxuosos havia camas, cadeiras, bancos, mesas retiradas do palácio, o maravilhoso trono de ouro de Tutankhamon, vasos de alabastro, ceptros, arcos e flechas, leques de plumas de avestruz, um painel que era o retrato do jovem rei e sua rainha com o símbolo de Aton e uma taça e uma lâmpada a óleo, de alabastro.

As paredes e os tetos do túmulo eram revestidos de cenas religiosas, pinturas representativas de alguns dos deuses, sendo a mais extraordinária a de Osíris. A segunda mais comovente é o baixo-relevo das costas do trono do Rei.



As coloridas inscrições apresentam grande beleza.
Um elegante barco de alabastro repousava no túmulo, ostentando suas cabeças de íbis na proa e na popa. À meia-nau havia um quiosque delicadamente esculpido, cuja cúpula era sustentada por quatro colunas.

O conteúdo do túmulo revela a mestria artística egípcia no seu apogeu.



Cada objecto real é uma obra-prima de magnífico acabamento. Os artefactos encontrados nesse túmulo deveriam ser motivo de assunto sobre arte.
Havia ainda 20 potes de cerâmica, selados com o nome de Tutankhamon, que contêm ainda sementes e restos de bebida.

Um dos cestos contém frutas secas e os outros oito possuíam no total, quase 60 placas pequenas de pedra também gravadas com o nome de Tutankhamon no tradicional formato de voluta.



No sarcófago do Faraó Tutankhamon foram encontrados vários bouquets de rosas ainda intactos, depositados há mais de três mil anos pela sua irmã-esposa.

Tutankhamon foi igualmente sepultado com objectos de uso quotidiano que pretendia utilizar na vida do Além: jogos de tabuleiro, uma navalha de bronze, roupa interior de linho, caixas com alimentos e vinho.



Acredita-se que uma jóia que pertenceu a Tutankhamon, pode ter sido criada por um meteorito que entrou na atmosfera terrestre, explodindo depois e liberando uma quantidade de energia "10 mil vezes maior do que a energia liberada pela explosão de uma bomba atómica", disse o geofísico John Wasson.



A Autoridade de Recursos Minerais Egípcia disse que a jóia é composta de 98% de sílica ou vidro, e que é a jóia mais pura da sua espécie, encontrada no planeta somente em certa área do Deserto do Saara.

Wasson também disse que o impacto que criou a jóia pode ser comparado ao "evento de Tunguska" que ocorreu na Sibéria, em 1908, causador a derrubada de pelo menos 80 milhões de árvores, sem contudo deixar qualquer cratera de impacto visível.



A câmara funerária foi aberta de forma oficial por Carter no dia 16 de Fevereiro de 1923. Estava protegida pela seguinte inscrição:

"Quem violar este lugar sagrado e perturbar o sono do faraó, sofrerá uma maldição terrível".



Seguindo a tradição da forma dos sarcófagos da XVIII dinastia, em cada um dos cantos do sarcófago principal estão representadas as deusas Ísis, Néftis, Neit e Sekmet.

Dentro do sarcófago encontravam-se três caixões antropomórficos, encontrando-se a múmia no último destes caixões.



Sobre a face tinha a famosa máscara funerária.

Decorados com os símbolos da realeza (a cobra e o abutre, símbolos do Alto e do Baixo Egipto, a barba postiça rectangular e ceptros reais), o peso dos três caixões totalizava 1375 quilos, sendo o último feito de ouro.



Havia três ânforas na câmara funerária de Tutankamon. Uma junto à cabeça do faraó, orientada para oeste, com vinho tinto. Outra, colocada do lado direito do corpo, e orientada para sul, continha o shedeh, variedade mais doce e a terceira aos pés, orientada para leste, tinha vinho branco. Estas foram estudadas em 2004 e 2005 por arqueólogos espanhóis coordenados por Rosa Lamuela-Raventós.

Esta pesquisa revelou-se importante pois mostrou que os egípcios fabricavam vinho branco, mil e quinhentos anos antes do que se pensava.



Na câmara do tesouro estava uma estátua de Anúbis, várias jóias, as sandálias do faraó, roupas e uma capela, de novo em madeira dourada, onde foram colocados os vasos canópicos do rei.

Neste local foram achadas duas pequenas múmias correspondentes a dois fetos do sexo feminino, que se julgam serem as filhas do rei.



Embora os objectos encontrados no túmulo não tenham lançado luz sobre a enigmática vida de Tutankhamon, revelaram-se bastante importantes para um melhor entendimento das práticas funerárias e da arte egípcia.



Em torno da abertura do túmulo e de acontecimentos posteriores gerou-se uma lenda relacionada com a suposta "maldição", lançada por Tutankhamon contra aqueles que perturbaram o seu descanso eterno.

De facto muitas mortes aconteceram.
No dia em que Carter encontrou a primeira passagem para a tumba, um dos seus ajudantes encontrou na boca de uma Naja (serpente, animal que se acreditava proteger os faraós dos seus inimigos), o canário amarelo de estimação do Dr Carter.

O colaborador ficou em desespero, já que achou isso de mau presságio.

O mecenas de Carter, Lord Carnavon, faleceu a 5 de Abril de 1923, não tendo por isso tido a possibilidade de ver a múmia e o sarcófago de Tutankhamon.

No momento da sua morte ocorreu na capital egípcia uma falha eléctrica sem explicação e a cadela do lorde teria uivado e caído morta no mesmo momento na Inglaterra.

Nos meses seguintes morreriam um meio-irmão do lorde, a sua enfermeira, o médico que fizera as radiografias e outros visitantes do túmulo.

Há registros que em 1995 uma estudante (que já tinha uma doença incurável, mas controlada nessa época) agravou semanas depois de visitar a tumba de Tutankhamon.
È muito comum é importante quando viajamos e percorremos museus, aquela velha frase: “Não toque nos objectos”.



A estudante mencionada teria passado os dedos por uma das paredes da tumba, alegando que poderia ser essa uma única oportunidade de tocar algo que fazia parte de um grandioso descobrimento.

Tempo depois foi constatado pela biopsia dos seus pulmões, a presença de fungos.
Quer dizer, existe uma explicação científica para “algumas” destas mortes.

Só que não param por aí os mistérios: Dois dos colaboradores de Carter que fizeram a autópsia da múmia de Tutankhamon, também morreram. Mas também para isto haveria uma explicação: Naquela época, não se utilizavam luvas o equipamentos especiais de protecção.

A múmia de Tutankhamon estava no terceiro sarcófago, ora todas as múmias têm bactérias, algumas inofensivas outras não.
Esse contacto com as bactérias teria provocado alguma deficiência no organismo de estas pessoas, certamente.



Os jornais da época fizeram eco destes factos e contribuíram de forma sensacionalista para lançar no público a ideia de uma maldição.

Curiosamente, Howard Carter viveu ainda mais treze anos, falecendo de morte natural. Ora este, devido à pressão da imprensa, não conseguiu lidar com aquela fama toda, e um belo dia colocou um portão de ferro na entrada da tumba. (começou a constar que tinha ficado louco e claro, quem teria culpa disso: Tutankhamon e a sua maldição!).

A reacção dos egípcios foi inevitável: expulsaram Carter do país.
Só conseguiu retornar ao Egipto, algum tempo depois, e teve um custo muito alto para isso: renunciar ao tesouro que lhe correspondia por tê-lo encontrado.

Outras mortes se sucederam, muitos factos cheios de mistérios, em torno das pessoas relacionadas de alguma maneira ao descobrimento.

A própria mulher de Lord Carnavon, também foi picada por um mosquito e morreu da mesma forma que o marido.
Feito o inventário no palácio onde morava a família de Carnavon, só o mordomo sabia do tesouro que Carnavon guardava num cofre……



Coincidências ou não, devemos lembrar que todas as tumbas têm inscrições similares que advertem para não perturbar o sono do faraó.

“Coincidências” de mortes de familiares sucederam ainda com o Dr Zahi Hawas, Director geral dos monumentos egípcios e chefe do conselho curador de antiguidades. Questionado sobre a maldição de Tutankhamon, deixou muito claro que qualquer tumba possui inscrições e advertências. E que tudo não passa de argumentos feitos pela imprensa já que cada descoberta é fantástica, cheia de mistérios e certamente fascinante.

Devido ao fato de ter falecido tão novo, o túmulo de Tutankhamon não foi tão sumptuoso quanto o de outros faraós, mas mesmo assim é o que mais fascina a imaginação moderna pois foi uma das raras sepulturas reais encontradas quase intacta.

Ao ser aberta, em 1922, ela ainda continha diversos textos sagrados que revelam muito sobre o Egipto de 3400 anos atrás.



É conhecida a posição crítica do director do Conselho Superior de Antiguidades do Egipto, o arqueólogo Zahi Hawas, sobre o estado de degradação da múmia.

Hawas atribui as culpas ao britânico Carter por a ter danificado de forma irreversível, ao desmembrar o cadáver em 18 fragmentos (posteriormente colados).

Apenas a parte da cabeça se encontra, neste momento, em bom estado.

As visitas turísticas ao túmulo do famoso faraó também não ajudaram. A respiração de cerca de 5 mil turistas que diariamente visitam o túmulo terá contribuído para criar humidade na câmara mortuária, afectando a múmia.

Em Janeiro de 2005 a múmia foi retirada do seu sarcófago no túmulo do Vale dos Reis, tendo sido alvo de um exame no qual se recorreu à tomografia computadorizada (TAC).



Em Maio de 2005, egípcios, franceses e americanos reconstituíram então a sua face a partir de imagens resultantes da tomografia computadorizada. O Faraó tinha a parte posterior do crânio estranhamente alongada e o queixo retraído.

Até então apenas era possível ver a sua máscara, mas agora a face original da múmia reconstituída poderá ser finalmente apreciada, em primeira-mão, pelo público em geral.

O acontecimento surge 85 anos depois de Howard Carter ter descoberto o sarcófago com relíquias incalculáveis e a múmia de Tutankhamon.

A múmia continuará protegida do calor e da humidade numa urna especial climatizada, que oferece maior protecção do que o próprio sarcófago que a protegeu ao longo de milhares de anos.

A surpreendente reconstrução forense do rosto do herdeiro de Nefertiti foi o culminar de um longo e polémico processo de estudo sobre a múmia do jovem rei que governou os destinos do Egipto há mais de 3 mil anos.

Os peritos franceses e egípcios, liderados por Zahi Hawas, conseguiram chegar às medidas e traços distintivos da face do grande "menino-rei", características das pessoas do norte de África, da Europa, do Médio Oriente e até da Índia.



Os especialistas chegaram à conclusão de que o faraó teria nariz estreito, dentes salientes, um queixo proeminente e traços caucasianos.

Partindo das próprias esculturas em madeira encontradas pelos arqueólogos, e recorrendo ao actual tom de pele dos actuais egípcios e do traço negro a contornar os olhos usado pelos antigos reis egípcios, a artista Elisabeth Daynès conseguiu elaborar um busto em silicone.

Finalmente, Tutankhamon revive no seu belo rosto de jovem.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

ELEMENTAIS (DEVAS) DA NATUREZA



ELEMENTAIS (DEVAS) DA NATUREZA


Elemental significa “Espírito Divino”. El = senhor; mental = vibração mental superior. Estes são os espíritos da natureza. Deus, concedeu a três Reinos, paralelamente, a oportunidade de evolução e estes três Reinos são: Elemental, Angelical e Humano.
Os Elementais são os dinamizadores das energias das formas e integram-se aos Elementos da Natureza.

OS ELEMENTAIS DA TERRA

Constituído de Duendes, Gnomos e Trolls.

ORAÇÃO DOS GNOMOS
"Rei invisível, que tomaste a terra para apoio e que cavaste os seu abismos para enchê-los com a vossa onipotência; vós, cujo nome faz tremer as abóbadas do mundo, vós que fazeis correr os sete metais nas veias das pedras, monarca das sete luzes, remunerador dos operários subterrâneos, levai-nos ao ar desejável e ao reino da claridade. Velamos e trabalhamos sem descanso, procuramos e esperamos, pelas doze pedras da cidade santa, pelos talismãs que estão escondidos, pelo cravo de imã que atravessa o centro do mundo. Senhor, Senhor, Senhor, tende piedade dos que sofrem, desabafai nossos peitos, desembaraçai e elevai nossas cabeças, engrandecei-nos. Ó estabilidade e movimento, ó dia envolto na noite, ó obscuridade coberta de luz! ó senhor, que nunca retendes convosco o salário dos vossos trabalhadores! ó brancura argentina, ó esplendor dourado! ó coroa de diamantes vivos e melodiosos! vós que levais o céu no vosso dedo, como um anel de safira, vós que escondeis em baixo da terra, no reino das pedrarias, a semente maravilhosa das estrelas, vivei, reinai e sede eterno dispensador das riquezas de que nos fizestes guardas. Amém."

OS ELEMENTAIS DA ÁGUA

Onde encontramos as Ondinas, Nereidas e os Duendes da Água.

ORAÇÃO DAS ONDINAS.
"Rei terrível do mar, vós que tendes as chaves das cataratas do céu e que encerrais as águas subterrâneas nas cavernas da terra; rei do dilúvio e das chuvas da primavera, a vós que abris as nascentes dos rios e das fontes, a vós que ordenais à umidade, que é como o sangue da terra, de tornar-se seiva das plantas, nós vos adoramos e vos invocamos. A nós, vossas móveis e variáveis criaturas, falai-nos nas grandes comoções do mar e tremeremos diante de vós; falai-nos também no murmúrio das límpidas águas, e desejaremos o vosso amor.Ó imensidade na qual vão perder-se todos os rios do ser, que sempre renascem em vós! Ó oceano das perfeições infinitas! Altura que vos mirais na profundidade; profundidade que exalais na altura, levai-nos à verdadeira vida pela inteligência e pelo amor! Levai-nos à imortalidade pelo sacrifício, a fim de que sejamos considerados dignos de vos oferecer, um dia, a água, o sangue e as lágrimas, para remissão dos erros. Amém."

OS ELEMENTAIS DA FOGO




As Salamandras

INVOCAÇÃO ÀS SALAMANDRAS
Eu vos saúdo, Salamandras, Que constituís a representação do elemento fogo.Peço, que com vosso trabalho, Forneçais a mim poder de resolver tudo, De acordo com vossa vontade, Alimentando meu fogo interno, Aumentando minha chama trina do coração E assim formar um novo universo. Mestres do fogo, Eu vos saúdo fraternalmente. Amém. Invocar nas primeiras luzes do sol. Caso isto não seja possível, é necessário que o elemento fogo esteja presente. O mais indicado é o uso da vela. Esta invocação é feita para se ter mais força de vontade, coragem, vigor, entusiasmo e bons empreendimentos. Atua no trabalho e na espiritualidade.

OS ELEMENTAIS DO AR



Constituído por Sílfides ou Silfos e Elfos.

ORAÇÃO DOS SILFOS
"Espírito de sabedoria, cujo sopro dá e retoma a forma de todas as coisas; tu, diante de quem a vida dos seres é uma sombra que muda e um vapor que passa; tu, que sobes às nuvens e que caminhas nas asas dos ventos; tu, que expiras, e os espaços sem fim são povoados; tu, que aspiras, e tudo o que de ti vem a ti volta: movimento sem fim da estabilidade eterna, sê eternamente bendito. Nós te louvamos e te bendizemos no império móvel da luz criada, das sombras, dos reflexos e das imagens, e aspiramos incessantemente à tua imutável e imperecível claridade. Deixa penetrar até nós o raio da tua inteligência e calor do teu amor: então o que é móvel ficará fixo, a sombra será um corpo, o espírito do ar será uma alma, o sonho será um pensamento. E nós não seremos mais arrastados pela tempestade, porém seguraremos as rédeas dos cavalos alados da manhã e dirigiremos o curso dos ventos da tarde, para voarmos diante de ti. Ó espírito dos espíritos, ó alma eterna das almas, ó sopro imperecível de vida, ó suspiro criador, ó boca que aspiras e expiras a existência de todos os entes, no fluxo e refluxo da tua eterna palavra, que é o oceano divino do movimento e da verdade. Amém."

Sintonizando o Reino dos Elementais

Condições ideais para contatar os Elementais:

1) Com base nas condições climáticas, podemos ser ajudados no contato:
Terra / Água = Junho, Julho, Agosto (Inverno).
Água / Ar = Março, Abril, Maio (Outono).
Ar / Fogo = Dezembro, Janeiro, Fevereiro (Verão).
Fogo / Terra = Setembro, Outubro, Novembro (Primavera).


2) Tendo como base o signo e o nome:

Elemento Vogal Signo Elemental
Fogo I Áries / Leão / Sagitário Salamandra
Terra U Touro / Capricórnio / Virgem Gnomo
Ar E Gêmeos / Libra / Aquário Silfo
Água O Câncer / Escorpião / Peixes Ondina
Éter A
O éter é a substância de onde emanam todos os elementos da criação, elementais e signos


FILHOS DA TERRA


Estes terão de encarar o desafio de enfrentar os estímulos energéticos do mundo ao redor.
É importante revigorar a conexão com a energia do gnomo pessoal andando descalço no barro ou grama. Passar algum tempo junto a plantas e árvores.
São ligados ao Arcanjo Uriel. O Rei do Elemento é Ghob. O Elohim é Tranquilitas (O Guerreiro que marcha). 6º Raio – Rubi / Devoção-Paz.

FILHOS DA ÁGUA

Nestes predomina o intenso envolvimento emocional.
Necessitam da aproximidade com a água. A imersão total é o ideal, pois fortalece a ondina pessoal, uma vez que a água é sua força equilibradora.
São ligados ao Arcanjo Gabriel. O Rei do Elemento é Niksa. O Elohim é Claire (A Harmonia x Conflito = crescimento). 4º Raio – Branco / Ascensão-Pureza.

FILHOS DO AR

Nestes predomina a ordem mental e o envolvimento social.
Para recarregar o elemento primordial e fortalecer o silfo pessoal, precisam de ar puro e eletricamente carregado.
Topos de montanha, locais afastados da umidade, onde o ar é seco e vivificante, é muito bom para reconectá-los.
São ligados ao Arcanjo Rafael. O Rei do Elemento é Paralda. O Elohim é Vista (O que protege o segredo). 5º Raio – Verde / Verdade-Cura.

FILHOS DO FOGO


As pessoas do fogo necessitam de muito sol e atividades vigorosas para realimentar seus veículos.
Necessitam passar bastante tempo ao ar livre. Os lugares onde o sol brilha com força e intensidade são essenciais a sua saúde e ligação com a salamandra pessoal, bem como com os demais elementos.
São ligados ao Arcanjo Miguel. O Rei do Elemento é Djinn. O Elohim é Hércules (O que abre portas). 1º Raio – Azul / Vontade-Poder.


domingo, 5 de abril de 2009

TARÔ - O RITUAL DOS 22 DIAS

O ritual dos 22 dias é uma forma de trabalhar magicamente com o Tarot.

O material

Para o ritual é legal ter uma cartolina preta, uma vermelha e uma branca.

Duas velas brancas de 7 dias.

Incenso.

A cartolina preta é cortada num círculo.

A branca num quadrado um pouco menor.

A vermelha num triângulo menor.

Monta-se com as três uma moldura, isto é, coloca o triângulo, dentro do quadrado e este dentro do círculo.

No triângulo faz dois cortes para encaixar a carta que vai ser usada, cortes pequenos daqueles que usam em cartões para encaixar outro cartão.

O conjunto deve ser colocado sobre o altar, para quem tem, ou uma estante ou lugar que o valha, o importante é que seja na altura dos olhos.

Na frente da "moldura" coloca-se as duas velas, como colunas. Para a prática do ritual é importante reservar um tempo ao acordar, ao meio do dia e a noite, de preferência antes de ir dormir, quando já tiver encerrado suas atividades.

O ritual é simples e para o mesmo vamos usar uma carta dos Arcanos Maiores para cada dia.
Recomendo que o ritual comece na lua cheia ou na crescente, na minguante e nova seria arriscado para iniciantes na ARTE.

O ritual

Coloque-se de frente para a figura formada pelas cartolinas.

Respire profundamente, acenda o incenso e purifique o ambiente.

Saúde dentro de sua tradição os poderes dos 4 cantos do mundo, os 4 gêmeos, Deuses / Deusas que se assentam em cada direção.

Acenda a vela da esquerda saudando as linhagens elementais e devas que guardam a sabedoria de Thoth.

Acenda a vela da direita saudando as linhagens humanas que guardam a sabedoria de Thoth.
Sinta que as duas velas são as colunas místicas do Templo, Jakin e Boaz.

No primeiro dia coloque o Arcano 0, o Louco na moldura.

Contemple a carta, procurando deixar a mente vazia, apenas contemple.

O ideal é ter uma cadeira ou poltrona para se sentar e poder contemplar a carta, luz baixa, se possível só a das velas.

Após algum tempo contemplando sinta que a carta entra na sua mente, sensibilizando as camadas mais profundas de sua percepção para seus sentidos ocultos.

Agradeça as linhagens que permitiram que o Tarot chegasse até seu conhecimento apague a chama da vela direita e esquerda dizendo:

"Ao apagar a chama dessa vela, fique a luz guardada em meu ser, o calor em meu coração, o brilho em meus olhos e o saber na minha mente".

Durante o dia preste atenção em eventos e momentos que representam a manifestação do Louco.

Coisas simples como uma situação no trânsito, uma notícia que te contam ou que você lê nos jornais ou revistas, o importante é identificar o arquétipo do Louco nos eventos.

Ao meio dia se estiver em casa repita o rito como o de manhã, se não estiver apenas se recolha alguns instantes, até no banheiro serve, e traga de volta a imagem da carta no altar que ela está, para fortalecer a ligação com a egrégora do Arcano.

Ao terminar todas as tarefas do dia e for se recolher repita o mesmo rito da manhã.
Acenda as velas se harmonizando com as forças elementais e dévicas e com a as linhagens humanas que guardam o Tarot, sente-se confortavelmente e contemple a carta se lembrando dos momentos durante o dia nos quais sentiu o arcano se manifestando em sua vida, nas pessoas a sua volta e no mundo.

Foque mais uma vez sua atenção na carta e deixe que a imagem impregne seu mental.
Mentalize que durante a noite deseja que o arquétipo da carta se revele a você em sonho e que o aspecto da carta em seu ser seja equilibrado.

Apague as velas repetindo a mesma frase da manhã e bons sonhos.

No segundo dia entra a carta o Mago, no terceiro a Sacerdotisa e assim por diante até chegar ao 21º Arcano e repetir o Louco, que como devem saber é também o 22º.

É um ritual simples, mas de efeitos muito profundos, permite entender que o Tarot não é apenas um instrumento de sortilégio, mas a expressão de leis e princípios que estão a nossa volta e agem sobre nós.

E magia é isso, descobrir como o mundo funciona e então operar, com nossa vontade sobre ele.